2027
Visualizações
Acesso aberto Revisado por pares
Resumos do IX Congresso Brasileiro de Queimaduras (Parte Final)

Resumos do IX Congresso Brasileiro de Queimaduras (Parte Final)

Resumos do IX Congresso Brasileiro de Queimaduras (Parte Final)

QUANTIFICAÇAO DE COLAGENO NO TRATAMENTO DE FERIDAS POR QUEIMADURAS DE 3º GRAU EM MODELOS EXPERIMENTAIS TRATADOS COM ULTRASSOM

ORDEM:
151

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIAS

AUTORES: FANTINATI, MARCELO S.; SANTOS, BRUNO F.; FANTINATI, ADRIANA M.M.; MEDONÇA, DIEGO E.O.; REIS, JULIANA C.O.; BARBOSA, DEYSE A.; ARAUJO, LORRANE C.; LINO JUNIOR, RUY S.

OBJETIVOS: Analisar a influência do ultrassom cicatrizaçao de feridas por queimaduras através da quantificaçao de colágeno em modelos experimentais.
METODOLOGIA: A realizaçao deste projeto obedeceu às normas estabelecidas pela Sociedade Brasileira de Ciências em Animais de Laboratório e foi submetido e aprovado sob o protocolo nº 007/12 pela Comissao de Ética no Uso de Animais/CEUA-PRPPG-UFG. Trata-se de um estudo de delineamento experimental com uma amostra de 30 ratos, sendo que 15 pertenciam ao grupo controle (GC) e 15 ao grupo tratado com ultrassom (GT) do qual receberam Ultrassom SONOMED V 4150, modo pulsado, 3 MHz, 100 Hz, 20% e dose 0,5 W/cm2. Os animais foram anestesiados utilizando medicaçao Ketamina 10% e Xilazina 2% intraperitoneal, soluçao 0,01ml/g e submetidos a queimadura por escaldo com água quente acima de 96ºC por 14 segundos para induçao de queimaduras de 3º grau. Nos dias experimentais propostos, isto é, aos14, 21 e 30 dias após a induçao da lesao, cinco animais de cada subgrupo foram eutanasiados para a quantificaçao do colágeno através do software Image Jr versao 1.3.1. A análise estatística dos dados foi realizada por meio do programa Sigma Stat. Todas as variáveis foram testadas utilizando o valor da mediana com o teste Mann Whitney. Em casos em que a distribuiçao nao foi normal ou que a variância nao foi homogênea foram utilizados testes nao paramétricos. As diferenças observadas foram consideradas significantes quando p<0,05.
RESULTADOS: No GC a quantificaçao de colágeno foi de 10,169% no 14º dia; 10,277% no 21º dia e 10,236% no 30º dia. No GT a quantificaçao de colágeno foi de 12,724% no 14º dia; 20, 593% no 21º dia e 20,968% no 30º dia. Ao se comparar as feridas dos animais lesados em relaçao aos dias experimentais propostos, observou-se no GT houve maior quantificaçao de colágeno no local da ferida, sendo estatisticamente significatico (p<0,001).
CONCLUSAO: O ultrassom se mostrou um recurso eficaz na cicatrizaçao de feridas por queimaduras por aumentar a quantidade de colágeno reestabelecendo de forma mais rápida a integridade tecidual.

Palavras Chave: Cicatrizaçao. Colágeno. Queimaduras. Ultrassom.




QUEIMADURA DE SEGUNDO GRAU EM PACIENTE PEDIATRICO POR CALDO DE PEIXE EM MANAUS - AMAZONAS

ORDEM: 152


AREA:
INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE NILTON LINS, PRONTO SOCORRO DA CRIANÇA ZONA SUL

AUTORES: CORREA, RENATA; CANEDO, DEBORA; QUEIROZ, DIOGO; CHARLLEYS, ADHAN; COHEN, ADRIA ; DARCY, ALANNE; NOGUEIRA, ANANIAS; MENEZES, ANNE C.; GARBELINI, CLEIDE

OBJETIVO: Relatar história de um paciente pediátrico do interior do Amazonas que sofreu queimaduras de primeiro e segundo graus causadas por caldo de peixe em alta temperatura.
RELATO: Paciente do sexo masculino, 3 anos, vítima de queimaduras de I e II graus em hemiface direita, couro cabeludo em área temporal direita, orelha direita, pescoço e doso provocada por caldo de peixe quente com superfície corporal de queimadura de 16%. Foi atendido inicialmente em outra unidade de Pronto atendimento recebendo cuidados gerais e tendo alta. Após um dia, evolui com edema importante, hiperemia e febre. Paciente permaneceu internado por doze dias no Pronto Socorro da criança Zona Sul sendo realizado antibioticoterapia e limpeza cirúrgica do ferimento em centro cirúrgico. Recebeu alta melhorado, sem complicaçoes, sendo encaminhado ao ambulatório.
CONCLUSAO: Causa comum no interior do Estado do Amazonas é a queimaduras por líquidos quentes como caldo de peixe, por ser uma especiaria da regiao. Outro dado relevante sobre o local de ocorrência das queimaduras é que ocorrem na sua grande maioria em ambiente doméstico no momento das refeiçoes por descuido dos pais e responsáveis.

Descritores: queimadura, caldo, Amazonas, pediatria




QUEIMADURA DE TERCEIRO GRAU EM PACIENTE PEDIATRICO POR CONTATO DIRETO COM FOGO EM BRASA NO INTERIOR DO ESTADO DO AMAZONAS

ORDEM:
153

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE NILTON LINS, PRONTO SOCORRO DA CRIANÇA ZONA SUL

AUTORES: REGO, RODOLFO P.; SILVA, MARIA C. S.; CORREA, GABRIELA F.; FERNANDES, KAMILLA T.; MITOSO, LUCAS; BORBOREMA, YVONE C.; CAMELI, POLIANA C. ; QUEIROZ, BRUNO L.; NADAF, THAMIRIS

DATA: 01/11/2014 HORA: 08:00

OBJETIVO: Relatar um caso de queimadura em paciente de um ano por fogo em brasa ocorrido no interior do Amazonas.
RELATO: Paciente do sexo masculino, um ano, vítima de queimadura de terceiro grau em pé esquerdo até terço médio de perna ipsilateral mais antebraço esquerdo causada por fogo em brasa há um dia, SCQ de 9%, evoluindo com bolhas, hiperemia e febre. Internado na unidade com medidas de suporte e antibioticoterapia. Evolui com necrose de pododáctilos E (III e IV). Realizou amputaçao de III e IV pododáctilos esquerdos além de limpeza cirúrgica. Permaneceu internado durante 22 dias na enfermaria para queimados onde recebeu alta melhorado e sem maiores complicaçoes.
CONCLUSAO: Queimaduras de terceiro grau mesmo que nao tenham uma superfície corporal de queimadura extensa evoluem com complicaçoes graves. Necessitam de atendimento precoce e, por muitas vezes, abordagens que evitem intercorrências mais desastrosas. Entretanto, acabam trazendo sequelas que serao levadas por toda a vida.

Descritores: Amazonas, brasa, queimadura, relato




QUEIMADURA QUIMICA DE MEMBRO INFERIOR: RELATO DE CASO

ORDEM:
154

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: PLASTIC CENTER - CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA, SUPREMA - FACULDADE DE CIENCIAS MÉDICAS E DA SAUDE DE JUIZ DE FORA

AUTORES: CORREA,LD; DORNELAS,MT; BARRA,A; CORREA,MPD

OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho é descrever um caso de queimadura química em membro inferior ,decorrente de exposiçao ocupacional, em que o desconhecimento do manejo da substancia pelo paciente, foi determinante para a gravidade da lesao.
RELATO DO CASO: GRC, masculino, 43 anos, motorista de cargas perigosas, natural de Juiz de Fora, no dia 18/03/2013 sofreu queimaduras no membro inferior esquerdo após manuseio inadequado de carga química que transportava. Após o derramamento do produto (cal virgem) dentro de seu calçado, o paciente lavou a regiao afetada com água no intuito de retirar o produto, entretanto, ao entrar em contato com a água ocorreu uma reaçao com o pó , gerando calor intenso, causando queimaduras de II e III graus no terço inferior da perna e face lateral do pé esquerdos.Foi atendido na cidade de Arcos, aproximadamente 300km de Juiz de Fora, onde foi tratado com analgésico (Paracetamol), anti-inflamatório (Nimezulida), antibiótico (Cefalexina) e curativo com medicamento de uso tópico, que nao soube informar. Veio encaminhado para o nosso Serviço com nove dias de queimadura e, no dia seguinte, foi submetido a desbridamento cirúrgico sob anestesia (sedaçao), seguido de curativos diários com Sulfadiazina de prata 1% e programado auto enxertia da área queimada. Dois dias após o paciente foi submetido à sutura elástica para diminuiçao da área cruenta. Depois de uma semana, foi realizada auto enxertia cutânea de espessura parcial, para cobertura da área cruenta restante, tendo como área doadora a perna ipsilateral. O curativo da área doadora foi realizado com pomada de Oxido de zinco e vitamina A e D e o da área receptora com Neomicina associada à Bacitracina sob curativo de Brown. O enxerto se mostrou totalmente integrado com a retirada do curativo no quinto dia do pós-operatório, sendo os pontos de fixaçao retirados no décimo dia. Tal como o enxerto, a área doadora evoluiu bem e estava cicatrizada com sete dias, dispensando o uso de curativo oclusivo. Após a retirada dos pontos, foi prescrito creme hidrante e malha compressiva.
CONCLUSAO: O paciente evoluiu satisfatoriamente após tratamento com sutura elástica e autoenxertia cutânea e, apesar do acidente do qual foi vítima, a queimadura poderia ter sido evitada caso o paciente tivesse conhecimento dos riscos inerentes ao produto, o qual transportava, quando em contato com a pele e da contra indicaçao do uso de água em caso de acidente.




RECURSOS FISIOTERAPEUTICOS MAIS UTILIZADOS EM PACIENTES COM SEQUELAS DE QUEIMADURAS APRESENTANDO LESOES ABERTAS

ORDEM:
155

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS

AUTORES: RODRIGUES, WANESSA C.C.; BATTISTI, LARISSA; MOTTA, MARIANA A.G.; CARVALHO, FERNANDA M.; COSTA, MURIELLE C.; FORMIGA, C.K.M.R; SILVA-HAMU, TANIA C.D.

OBJETIVOS: Identificar o perfil clínico de pacientes submetidos a tratamento fisioterapêutico, identificando o recurso fisioterapêutico utilizado nas lesoes abertas de pacientes adultos queimados atendidos na Clínica Escola de Fisioterapia da Universidade Estadual de Goiás. Material e Métodos: Estudo transversal e retrospectivo, de caráter observacional, aprovado pelo comitê de Ética em Pesquisa do Hospital de Urgência de Goiânia, protocolo nº 155.482. A amostra é constituída de 86 prontuários de pacientes, portadores de sequelas de queimaduras, entre idades de 20 e 59 anos, atendidos na clínica escola de Fisioterapia da UEG entre os anos de 2007 a 2013. Critérios de inclusao: Pacientes com diagnósticos clínicos de queimaduras submetidos a tratamento fisioterapêutico. Os dados coletados dos prontuários foram analisados utilizando o Statistical Package for The Social Sciences versao 20.0 (Chicago, IL). Após aplicaçao do teste de Kolmogorov-smirnov que identificou a amostra como normal, utilizou-se o Teste Qui-quadrado com correçao de Pearson (nível de significância adotado de 5% (p< 0,05)) para as relaçoes entre o local da lesao e a presença de lesao aberta; a presença de lesao aberta e o recurso fisioterapêutico utilizado.
RESULTADOS: Nos 86 prontuários analisados houve prevalência de mulheres (55,8%), com idade média total de 36 anos (p=0,705). Os pacientes foram agrupados em quatro categorias, de acordo com as regioes acometidas e a presença de lesao aberta (p< 0,05). Para os pacientes com presença de lesoes em cabeça e pescoço (38,5%), para lesoes em tronco (57,8 %), lesoes e MMSS (50%) e lesoes em MMII (55,1%). Quanto ao recurso fisioterapêutico utilizado nao foi encontrada diferença estatística (p=0,701) entre a presença de lesao aberta e o recurso utilizado para tratamento: laser (88,5%), ultrassom (59,4%), cyriax (72,4%), massoterapia (56,1%), cinesioterapia (54%), e aplicaçao de ventosa (61,8%).
CONCLUSAO: As variáveis obtidas divergem das literaturas encontradas, que mostram maior prevalência em homens. Com relaçao à presença de lesao aberta e a regiao acometida, observou-se que dentre os pacientes encaminhados para a fisioterapia, aqueles que apresentavam lesoes em membros e troncos apresentavam maior prevalência de lesoes abertas. No entanto, no que diz respeito ao recurso fisioterapêutico utilizado nao foi encontrada diferença significativa entre os grupos. O que indica que vários recursos podem ser utilizados para a recuperaçao de lesao aberta, devido possivelmente ao fato, de que os pacientes em tratamento fisioterapêutico apresentam vários estágios da lesao aberta em fase de cicatrizaçao.

Descritores: queimaduras, fisioterapia, epidemiologia




RELAÇAO ENTRE A IDADE E O SEXO COM AGENTE ETIOLOGICO E A REGIAO ACOMETIDA PELA QUEIMADURA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES ATENDIDOS EM UMA CLINICA ESCOLA DE FISIOTERAPIA

ORDEM:
156

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS

AUTORES: BATTISTI, LARISSA; RODRIGUES, WANESSA C. C.; MOTA, MARIANA A. G.; COSTA, MURIELLE C.; CARVALHO, FERNANDA M.; SILVA-HAMU, TANIA C. D.

OBJETIVOS: Identificar e analisar a relaçao existente entre a idade e o sexo com o agente etiológico e a regiao corporal mais acometida de crianças e adolescentes, pacientes queimados atendidos na Clínica Escola de Fisioterapia da Universidade Estadual de Goiás.
MATERIAL E MÉTODOS: Estudo transversal, retrospectivo, de caráter observacional, aprovado pelo comitê de Ética em Pesquisa do Hospital de Urgência de Goiânia, protocolo nº 155.482. A amostra é constituída de 49 prontuários de pacientes da clínica escola que receberam atendimento entre os anos de 2007 e 2013. Critérios de inclusao: Pacientes entre 01 e 18 anos com diagnósticos clínicos de queimaduras. Os dados coletados dos prontuários foram analisados utilizando o Statistical Package for The Social Sciences versao 20.0 (Chicago, IL). Após aplicaçao do teste de Kolmogorov-smirnov que identificou a amostra como normal, utilizou-se o Teste Qui-quadrado com correçao de Pearson (nível de significância adotado de 5% (p< 0,05)) para as relaçoes entre o agente etiológico (AE) e a idade; o AE e a regiao corporal acometida (RCA) e a idade com a RCA.
RESULTADOS: Da amostra total de 49 pacientes, o gênero dominante foi o masculino (n=28; 57,1%), e o feminino (n=21; 42,9%). A idade média do grupo foi de 7,2 anos (± 4,6), sendo a idade mínima encontrada entre os sujeitos de um ano e a máxima de 17 anos. Os AE mais encontrados foram inflamáveis (49%), atrito (6,1%), contato (18,4%) e escaldadura (14,3%). Ao se relacionar a idade e o AE observou-se diferença (P=0,001), sendo que para o agente inflamável a idade em que mais acorre esse tipo de queimadura é em crianças com nove anos (n=6; 12,24%) e por contato em crianças de um ano (n=6; 12,24%). Ao se estabelecer relaçao entre o AE e as RCA, observou-se que para o AE inflamável, as queimaduras ocorrem em três ou mais regioes corporais (P=0,001). A comparaçao da idade com a RCA nao foi determinante no estudo (P=0,767).
CONCLUSAO: O AE inflamável foi o mais encontrado dentre os listados, sendo mais comum na idade de nove anos causando queimaduras em três ou mais regioes corporais, podendo relacionar essa fase com o desenvolvimento infantil das crianças, pois a curiosidade pode coloca-los em situaçoes de risco no ambiente doméstico, sendo assim, fazem-se necessários estudos relacionados ao perfil epidemiológico para que a comunidade esteja cientes dos riscos das queimaduras em crianças e adolescentes.

Palavras Chave: Queimaduras, Epidemiologia, Crianças, Adolescentes.




RELAÇAO ENTRE RECURSO FISIOTERAPEUTICO UTILIZADO E REGIAO ACOMETIDA PELA QUEIMADURA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES ATENDIDOS EM UMA CLINICA ESCOLA DE FISIOTERAPIA

ORDEM:
157

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS

AUTORES: BATTISTI, LARISSA; RODRIGUES, WANESSA C. C.; MOTA, MARIANA A. G.; COSTA, MURIELLE C.; CARVALHO, FERNANDA M.; SILVA-HAMU, TANIA C. D.

DATA: 01/11/2014 HORA: 08:00

OBJETIVOS: Identificar o perfil clínico de crianças e adolescentes submetidos a tratamento fisioterapêutico, identificando o recurso fisioterapêutico utilizado nas lesoes abertas destes pacientes com sequelas de queimaduras atendidos na Clínica Escola de Fisioterapia da Universidade Estadual de Goiás.
MATERIAL E MÉTODOS: Estudo transversal, retrospectivo, de caráter observacional, aprovado pelo comitê de Ética em Pesquisa do Hospital de Urgência de Goiânia, protocolo nº 155.482. A amostra é constituída de 49 prontuários de pacientes da clínica escola que receberam atendimento entre os anos de 2007 e 2013. Critérios de inclusao: Pacientes entre 01 e 18 anos com diagnósticos clínicos de queimaduras. Os dados coletados dos prontuários foram analisados utilizando o Statistical Package for The Social Sciences versao 20.0 (Chicago, IL). Após aplicaçao do teste de Kolmogorov-smirnov que identificou a amostra como normal, utilizou-se o Teste Qui-quadrado com correçao de Pearson (nível de significância adotado de 5% (p< 0,05)) para as relaçoes entre o local da lesao e a presença de lesao aberta (LA); a presença de LA e o recurso fisioterapêutico (RF) utilizado.
RESULTADOS: da amostra total de 49 pacientes, o gênero dominante foi o masculino (n=28; 57,1%), e o feminino (n=21; 42,9%). A idade média do grupo foi de 7,2 anos (± 4,6), sendo a mínima encontrada entre os sujeitos de um ano e a máxima de 17 anos. Os pacientes foram agrupados em quatro categorias, de acordo com as regioes acometidas e a presença de LA (p= 0,605). Para os pacientes com presença de lesoes em cabeça e pescoço (47,4% apresentavam LA), para lesoes em tronco (50% com LA), lesoes em Membros Superiores (42,1% com LA) e lesoes em Membros inferiores (55,55% com LA). Quanto ao RF utilizado também nao foi encontrada diferença estatística entre a presença de LA e o RF utilizado para tratamento: laser (66,7%), ultrassom (85,7%), cyriax (52,6%), massoterapia (46,1%), cinesioterapia (51,2%) e aplicaçao de ventosa (19%).
CONCLUSAO: os achados sugerem que as queimaduras em crianças acometem três ou mais regioes corporais, o que faz com que nao ocorram diferenças entre os grupos por regiao. No que diz respeito ao RF utilizado nao foi encontrada diferença significativa entre os grupos. O que indica que vários RF podem ser utilizados para a recuperaçao de LA, devido possivelmente ao fato, de que os pacientes em tratamento fisioterapêutico apresentam vários estágios da LA em fase de cicatrizaçao.




RELATO DE CASO DE CRIANÇA INTERNADA NO PRONTO SOCORRO DA CRIANÇA - ZONA SUL (MANAUS - AM) VITIMA DE QUEIMADURA ELÉTRICA

ORDEM:
158

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE NILTON LINS (MANAUS - AM), PRONTO SOCORRO DA CRIANÇA - ZONA SUL (MANAUS - AM)

AUTORES: BARROS, KALINE T. F. ; MENDES, ANANIAS N.; CANEDO, DEBORA O.; QUEIROZ, DIOGO; CHARLLEYS, ADHAN; GARBELINI, CLEIDE; COHEN, ADRIA; DARCY, ALLANE; MENESES, ANNE C.

OBJETIVO: Relatar a história de uma paciente pediátrica de Manaus - AM acometida por queimadura de terceiro grau causada por choque elétrico.
RELATO DO CASO: Paciente do sexo feminino, 07 anos de idade, vítima de queimadura elétrica de terceiro grau em terço distal do antebraço direito, por contato direto com fio elétrico em ambiente doméstico, com superfície corporal de queimadura de 3%. No mesmo dia do acidente a criança foi levada ao Pronto Socorro Platao Araújo (Manaus - AM) onde recebeu cuidados gerais e depois foi encaminhada ao Pronto Socorro da Criança Zona Sul (Manaus - AM). Nao houve relato de perda de consciência. A paciente foi avaliada pelo cardiologista que nao detectou nenhuma alteraçao cardiológica. Foi realizado desbridamento cirúrgico com escarotomia no primeiro dia de internaçao hospitalar. A paciente ficou internada por 17 dias na enfermaria de queimados do referido hospital com tratamento clinico e cirúrgico. Recebeu alta melhorada, sem complicaçoes, sendo encaminhada ao ambulatório para acompanhamento.
CONCLUSAO: A queimadura é uma lesao dos tecidos orgânicos em decorrência de um trauma de origem térmica. As queimaduras estao entre os principais tipos de acidentes infantis, sendo a quarta causa de morte. Constituem importante causa de atendimento hospitalar e exigem vários dias de internaçao e acompanhamento terapêutico após a alta hospitalar.

Descritores: Queimadura. Elétrica. Pediátrica.




RELATO DE CASO DE PACIENTE PEDIATRICO VITIMA DE QUEIMADURA DE DIFERENTES GRAUS POR COMBUSTAO DE QUEROSENE NO MUNICIPIO DE BORBA-AMAZONAS, BRASIL

ORDEM:
159

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE NILTON LINS, UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS , PRONTO SOCORRO DA CRIANÇA ZONA SUL

AUTORES: RODRIGUES, ESTEFANIA; CANEDO, DEBORA; QUEIROZ, DIOGO; GARBELINI, CLEIDE; COHEN, ADRIA ; CHARLLEYS, ADHAN; DARCY, ALANNE; NOGUEIRA, ANANIAS; MENEZES, ANNE C.

OBJETIVO: Relatar a história de um paciente pediátrico do interior do Amazonas acometido com queimaduras de segundo e terceiro graus ocasionadas pela manipulaçao de substância química inflamável durante trabalho doméstico para limpeza de móveis.
RELATO: Paciente do sexo masculino, 6 anos, 22 kg, deu entrada no Pronto socorro da criança Zona Sul vítima de queimaduras de segundo e terceiro grau, ocasionadas por combustao devida ao manuseio de querosene, atingindo 53% de superficie corporal, localizadas nas regioes cervical, tronco anterior, membros superiores e inferiores. Inicialmente foi realizada debridaçao cirúrgica, e permanência na enfermaria. O mesmo evloluiu com pneumonia, insuficiência respiratória e sepse, foi admitido na unidade de terapia intensiva pediátrica, necessitando de entubaçao e permaneceu sob ventilaçao mecânica durante 10 dias. Realizou mais um procedimento cirúrgico e recebeu alta. Atualmente, realiza acompanhamento ambulatorial com o cirurgiao plástico.
CONCLUSAO: Queimaduras sao a quarta maior causa de morte entre crianças, sendo que este tipo de acidente ocorre com maior frequência no meio intradomiciliar. No entanto, existe pouca atividade de prevençao e fiscalizaçao na tentativa de diminuir os elevados índices existentes.

Palavras chave: Criança; combustao; intubaçao; prevençao; fiscalizaçao




RELATO DE CASO: PRÉ-ESCOLAR VITIMA DE GRANDE QUEIMADURA POR LIQUIDO INFLAMAVEL NO AMAZONAS

ORDEM:
160

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE NILTON LINS, PRONTO SOCORRO DA CRIANÇA ZONA SUL

AUTORES: NEGREIROS, BENILDA; REGO, RODOLFO P.; SILVA, MARIA C. S.; BARROS, KALINE T.; RODRIGUES, ESTEFANIA; BACKSMANN, HANNAH; MITOSO, LUCAS; PEREIRA, KARINE; SERRUYA, MERCEDES

OBJETIVO: Apresentar caso clínico de pré-escolar procedente do interior do Amazonas acometido por queimadura de 2º0 e 3º grau causado por líquido inflamável.
RELATO DE CASO: Criança do sexo feminino com 3 anos de idade procedente da área rural de Barreirinha-AM vitima de queimadura por acidente doméstico com liquido alcoólico (perfume) em 29/07/2014, apresentou 37,5% de superfície corporal queimada (SCQ) cálculo estabelecido pela tabela de Lund Browder, após estabilizaçao hemodinâmica realizada no Hospital de Parintins veio encaminhada para o HPS da Criança - ZONA SUL em 07/08/2014 para tratamento cirúrgico. Foi realizada limpeza cirúrgica em 08/08/2014 e curativo oclusivo com sulfadiazina de prata, alginato de Cálcio e AGE hidrogel a troca de curativo nao excedia às 72hs procedimento realizado em centro cirúrgico e foi estabelecido outros cuidados como antibioticoterapia com cefalotina 300mg, pois a paciente apresentou febre, leucocitose e PCR elevado assim como controle de dor com tramadol e dipirona sódica, controle hidroeletrolítico e sintomáticos. Criança apresentou boa resposta terapêutica com involuçao da infecçao e boa resposta antimicrobiana nas lesoes e favorecimento da cicatrizaçao destas.
CONCLUSAO: Identificamos que houve menor desgaste físico e psicológico para a menor devido intervalo maior de troca de curativos e por ser realizada no centro cirúrgico houve menor risco de infecçao nosocomial, assim diminuindo o tempo de internaçao hospitalar em contra partida deve-se analisar o risco social, pois a paciente em questao mora no interior do Amazonas que nao tem assistência efetiva para cuidados com queimaduras.

Descritores: Grande queimado, acidente doméstico, pré-escolar, Amazonas.




RELATO DE CASO: QUEIMADURA DE TERCEIRO GRAU EM PACIENTE PEDIATRICO POR COMBUSTAO DE GASOLINA NO AMAZONAS

ORDEM:
161

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE NILTON LINS, PRONTO SOCORRO DA CRIANÇA ZONA SUL

AUTORES: SILVA, MARIA C. S.; RODRIGUES, ESTEFANIA; ROQUE, ISABELA; PEREIRA, KARINE; MITOSO, LUCAS; CORREA, RENATA; REGO, RODOLFO P.; BARROS, KALINE T.; FERNANDES, KAMILLA T.

OBJETIVO: Este trabalho visa relatar um caso de queimadura de terceiro grau causada por combustao de gasolina com gravidade.
RELATO: paciente do sexo masculino, 6 anos, proveniente do interior do Amazonas, vítima de queimadura por combustao atingindo 53% de superfície corporal de 2º e 3º graus realizada limpeza cirúrgica e encaminhado para UTI onde recebeu ressuscitaçao volêmica evoluindo com pneumonia e insuficiência respiratória necessitando de intubaçao. Foram iniciados esquemas com antibioticoterapia e posteriormente recebeu alta da UTI para enfermaria onde ficou aos cuidados da cirurgia plástica até sua alta com melhora de seu quadro de entrada.
CONCLUSAO: Qqueimaduras de terceiro grau evoluem com complicaçoes temíveis em pacientes acometidos por tal agravo o que, por muitas vezes, requer cuidados em unidade de terapia intensiva. Devido a perda da camada de proteçao e estruturas mais profundas pode haver sequelas como deformidades permanentes e que pedem cuidados que vao além do ambiente intra-hospitalar.

Descritores: queimadura, gasolina, Amazonas, pediatria




REPRODUTIBILIDADE DO TESTE DE CAMINHADA DE SEIS MINUTOS EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES VITIMAS DE QUEIMADURA

ORDEM:
162

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

AUTORES: VALENCIANO, PJ; ITAKUSSU, EY; MORITA, AA; PROBST, VS; ANAMI, EHT; CARDOSO, LTQ; TRELHA, CS; FUJISAWA, DS

OBJETIVO: Investigar a reprodutibilidade do Teste de Caminhada de seis minutos (TC6) em crianças e adolescentes vítimas de queimaduras.
MÉTODOS: Estudo transversal, realizado entre outubro de 2013 a março de 2014 no ambulatório do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), do Hospital Universitário de Londrina/PR, no período de seis meses a dois anos após a alta hospitalar. Para o cálculo do estado nutricional foram coletados dados de altura (m) e peso (kg) e utilizado o score z (WHO, 2007). O TC6 foi realizado de acordo com padronizaçao da American Thoracic Society (2002), utilizando os valores de prediçao estabelecidos por Priesnitz et al. (2009).
RESULTADOS: Participaram da avaliaçao 17 crianças e adolescentesvítimas de queimaduras, média de idade de 10,1 ± 2,7 anos, 12 (71%) do sexo masculino e 5 (29%) feminino. Em relaçao à superfície corpórea queimada, a percentagem da área queimada foi de 7 [3,5-12,5] % e o tempo médio de internaçao foi de 15 [9-17] dias. Quanto ao agente etiológico, foram 7 (41%) acidentes com fogo, 6 (35%) escaldadura, 1 (6%) contato com superfície superaquecida, 2 (12%) explosao e 1 (6%) queimadura química. Apenas dois adolescentes necessitaram permanecer em Ventilaçao Pulmonar Mecânica durante a internaçao. Pelo score z, 10 (59%) indivíduos foram classificados como eutróficos, 4 (23%) como sobrepeso e 3 (18%) como obesos. No TC6, os indivíduos atingiram 538,6 ± 70,99 metros no primeiro teste, o que corresponde a 95,46 ± 12% do predito; e, no segundo teste atingiram 541,4 ± 70,31metros, equivalente a 96,04 ± 9% do predito. Na comparaçao entre o 1º e 2º teste de caminhada nao houve diferença estatisticamente significante entre as distâncias percorridas (p=0,81). Quando analisado a concordância dos dois testes, pode-se verificar excelente reprodutibilidade entre eles com CCI=0,87.
CONCLUSAO: O TC6 mostrou-se reprodutível em crianças e adolescentes vítimas de queimaduras e, como nao houve diferença entre os dois testes, pode-se sugerir que se realize apenas um teste nessa populaçao específica.




SINDROME DE FOURNIER:USO DA HIDROTERAPIA ASSOCIADA A CIRURGIA

ORDEM:
163

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: HOSPITAL REGIONAL DE ARAGUAINA

AUTORES: TAVARES,VIRGINIA C B;FERIANI,GUSTAVO; LIMA,FRANCISCO AN; MERCES,PATRICIA L

DATA: 01/11/2014 HORA: 08:00

Resumo: Trata-se de um relato de experiência, realizado nos meses de agosto a setembro de 2014, em uma instituiçao pública na cidade de Araguaína no estado do Tocantins. Desenvolvido em um paciente do sexo masculino com lesao pós-operatória secundária a síndrome de Fournier. O Objetivo é relatar o tratamento tópico (TT) instituído, com vista ao preparo do leito da ferida para cirurgia reconstrutora. Os dados evolutivos foram obtidos por meio de registros escritos no prontuário e avaliaçao fotográfica periódica da ferida, respeitando os preceitos éticos. Para tanto, o cuidado foi progressivo e fundamentado nos princípios do tratamento de ferida, bem como por meio de seleçao adequada das coberturas utilizadas no processo de cicatrizaçao e controle de infecçao. No 30º dia de acompanhamento, obteve-se 100% de tecido de granulaçao sendo avaliada pela cirurgia plástica e encaminhado para cirurgia reconstrutora. Os resultados demonstraram que a terapia tópica adequada associada a antibioticoterapia sistêmica permitiu uma evoluçao satisfatória da ferida, a qual favoreceu a cirurgia de reconstruçao.

Palavras-chave: Síndrome de Fournier, desbridamento, curativo, cirurgia plástica.




SISTEMATIZAÇAO DA ASSISTENCIA DE ENFERMAGEM (SAE) NO CUIDADO A PACIENTES COM FERIDAS

ORDEM:
164

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: CENTRO UNIVERSITARIO FRANCISCANO

AUTORES: SCHIO, FLAVIANA B.; MOURA, MARIANA; MARTINS, ELENICE S.R.; MARINHO, MARA GLARETE.R.; DIEFENBACH, GRASSELE D.F.; MARZARI, CARLA K.; GRACIOLI, MICHELLE A.S.; CARVALHO JORDANA L.

OBJETIVO: Compreender e avaliar a Sistematizaçao da Assistência de Enfermagem (SAE) como um instrumento potencializador no cuidado a pacientes com feridas.
MÉTODO: Estudo de caso desenvolvido na disciplina optativa de Tratamento de Feridas do curso de Enfermagem do Centro Universitário Franciscano, durante os meses de novembro e dezembro de 2013. No desenvolvimento do estudo de caso aplicou-se a SAE, na qual foi estruturada pelo Método teórico de Wanda Horta, nas seguintes etapas: histórico de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, plano assistencial, prescriçao de enfermagem, evoluçao de enfermagem e prognóstico de enfermagem (NEVES, 2006; SMELTZER e BARE, 2008).
RESULTADOS: Paciente B.M.P., masc., 88 anos, internado há 20 dias, lúcido, orientado e comunicativo, analfabeto, foi tabagista e etilista. Tem diagnóstico de Doença Pulmonar Crônica (DPOC) e Diabetes Mellitus (DM) e apresenta mobilidade restrita ao leito há três anos. Possui múltiplas úlceras por pressao (UPP): nos membros superiores na regiao escapular e nas regioes anteriores do braço (categoria II), na regiao coccígea (categoria IV) e nos membros inferiores na regiao calcânea (categoria III) (MATOS, 2012) . Foi aplicada a SAE, em todas as suas etapas, com olhar voltado para as feridas e suas consequências. Na avaliaçao do processo, percebeu-se uma melhora significativa do paciente no que compete aos diagnósticos feitos pelos acadêmicos de enfermagem durante o acompanhamento. Neste ínterim observou-se uma reduçao significativa dos riscos de infecçao em decorrência do tratamento das UPPs, que apresentaram importante evoluçao da cicatrizaçao.
CONCLUSAO: Frente a este exposto é evidenciada importância da implementaçao da SAE, para um tratamento com bons Resultados em um paciente com feridas. Neste caso, o paciente recebeu um cuidado individual voltado as suas necessidades, com olhar integral, assim considerando a qualidade de vida do mesmo, como as suas singularidades, fragilidades, deficiências e patologias. Sendo assim, podemos concluir que a SAE é um complemento norteador das atividades da equipe de enfermagem, principalmente quando visamos uma melhor assistência e um cuidado mais humanizado e menos invasivo.

REFERENCIAS

NEVES, R.S. Sistematizaçao da Assistência de Enfermagem em Unidade de Reabilitaçao segundo o Modelo Conceitual de Horta, Rev Bras Enferm 2006 jul-ago;59(4):556-9.

SMELTZER, Suzanne C; BARE, Brenda G. Brunner & Suddarth Tratado de Enfermagem Médico Cirúrgica. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan. 11ed. 4vol. 2008.MATOS, I.M.F. Custo-Efetividade de intervençoes na prevençao de úlceras de pressao. 2012. 105p.Dissertaçao (Mestrado em gestao de Unidades de Saúde). Universidade do Minho. Portugual, 2012. Disponível em http://hdl.handle.net/1822/24823




SUPORTE DE SAUDE A UMA USUARIA COM VULNERABILIDADE SOCIAL E LESAO TISSULAR: RELATO DE CASO

ORDEM:
166

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL, UNIDADE DE SAUDE CRISTAL PORTO ALEGRE, CENTRO DE ESPECIALIDADE VILA DOS COMERCIARIOS

AUTORES: VENZON, P. ; BONATTO, C. R.; FERREIRA, C.; HENN, C. O.; GARCIA, D.; DUARTE, E. ; SANTOS, E.

OBJETIVO: Analisar o suporte oferecido a uma usuária da unidade de saúde com vulnerabilidade social portadora de lesao tissular.
RELATO DE CASO: Usuária, 52 anos, retardo mental crônico, cadeirante, eliminaçoes em fraldas, institucionalizada em uma casa de repouso. Nao há qualquer conhecimento de seus familiares, sendo seus gastos supridos por uma pessoa sem vínculos de parentesco e por sua aposentadoria. Em seu histórico de saúde constam várias internaçoes hospitalares, sendo a última com duraçao aproximada de um mês, por diarreia e desidrataçao. Após esse período, retornou à casa de repouso apresentando úlceras por pressao (UPP) na regiao sacra, calcâneos direito e esquerdo e maléolo lateral esquerdo. Segundo Blanes et al. (2004), a UPP é definida como lesao tissular de etiologia isquêmica, secundária a um aumento de pressao externa, e localiza-se, usualmente, sobre uma proeminência óssea. A casa de repouso solicitou à unidade de saúde (US) uma visita domiciliar (VD) para avaliaçao das lesoes e auxílio sob forma de dispensaçao de materiais para curativo. A visita foi realizada por docentes e acadêmicos de enfermagem que estagiavam na unidade e, devido à complexidade da lesao, a US solicitou auxílio do serviço especializado para avaliaçao mais detalhada das feridas e dispensaçao de material especial. Na visita de avaliaçao da enfermeira estomaterapeuta foi proposto um tratamento e dadas orientaçoes aos cuidadores. O comprometimento destes foram fundamentais para a melhora da usuária na reduçao da dor, revitalizaçao dos tecidos, cicatrizaçao de algumas lesoes e, principalmente, na qualidade de vida.
CONCLUSAO: Constatou-se que a possibilidade de contar com uma enfermeira estomaterapeuta e de incluir materiais especiais fez a diferença no tratamento; observamos a dificuldade do enfermeiro da US em atender e monitorar esses casos por falta de pessoal, em especial, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde (ACS). Finalmente, pudemos experimentar a inclusao dos acadêmicos de enfermagem que realizaram o acompanhamento das VDs, percebendo que estes foram indispensáveis para a assistência prestada à usuária. Após o acompanhamento deste caso, ficou evidente a importância do suporte oferecido pelos serviços especializados, a possibilidade de aprendizado das instituiçoes de ensino na atençao básica (AB), assim como o apoio que realizam em atividades da equipe de saúde. Constatou-se a necessidade de definir um fluxo para facilitar o acesso dos usuários e garantir o atendimento de forma ágil e qualificada.




TERAPIA POR PRESSAO NEGATIVA POS RETIRADA DE TUMOR RARO DE ANEXO DE PELE: RELATO DE CASO EM UM HOSPITAL GERAL NA CIDADE DE SANTA MARIA - RS

ORDEM:
167

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: SAAVEDRA TECNOLOGIA EM SAUDE, HOSPITAL DE GUARNIÇAO DE SANTA MARIA - RIO GRANDE DO SUL

AUTORES: ZENKER,CINTHIA; PIN,VALESKA M.; FAGUNDES, CLARICE A.

INTRODUÇAO: A Terapia de Feridas por Pressao Negativa (TFPN) é uma tecnologia que aborda diversas etiologias de feridas. A escolha por esta tecnologia afeta diretamente a obtençao dos Resultados desejados1. Entre as indicaçoes de seu uso estao: deiscências cirúrgicas, úlceras por pressao, feridas traumáticas, enxertias (pré e pós cirúrgicas), queimaduras, úlceras de membros inferiores e isquemias de retalhos. Dentre as TFPN existentes no mercado, o curativo com gaze tem sido uma excelente opçao para a abrangência total do leito da ferida, o controle da umidade, a diminuiçao do edema e dor do paciente, isolamento térmico da ferida e do meio externo, acelerando o processo de cicatrizaçao3,4.
OBJETIVO: Demonstrar a utilizaçao de curativo com pressao negativa com gaze em um paciente com retirada de tumor em membro inferior para preparar o leito da ferida para enxertia.
RELATO DE CASO: Paciente I.S.M., feminina, branca, 72 anos, internada para procedimento cirúrgico em janeiro de 2014 para retirada de tumor raro de anexo de pele em coxa de MID, com enxertia. Equipe de cirurgia vascular e oncológica de um hospital geral do interior do Rio Grade do Sul solicita avaliaçao e instalaçao da TFPN após isquemia de retalho. No dia 21 de fevereiro de 2014 foi realizado o primeiro curativo e paciente permaneceu em atendimento ambulatorial. Foram realizadas cinco trocas de curativos totalizando 26 dias de tratamento.
DISCUSSAO: Após 26 dias de tratamento com TFPN com gaze, houve uma reduçao considerável da área da ferida, assim como a produçao acelerada de tecido de granulaçao no local, demonstrando a cura da ferida em um tempo inferior aos tratamentos convencionais. Esta alternativa de tratamento possibilitou a continuidade do tratamento em ambulatório e o tratamento quimioterápico precoce, evitando novos procedimentos cirúrgicos. Além disso, houve melhora da relaçao custo x benefício, demonstrando que a alta hospitalar precoce proporcionou maior conforto para a paciente 3,4. Após retirada da TFPN os curativos foram realizados com espuma hidrocelular de poliuretano e adesivo. A ferida teve sua cicatrizaçao completa em abril do mesmo ano e nao necessitou de nova enxertia.




TERAPIA POR PRESSAO SUBATMOSFÉRICA EM QUEIMADURA: RELATO DE CASO EM UM CENTRO DE REFERENCIA A PACIENTES QUEIMADOS EM PORTO ALEGRE

ORDEM:
168

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: HOSPITAL DE PRONTO SOCORRO DE PORTO ALEGRE RS, SAAVEDRA - TECNOLOGIA EM SAUDE

AUTORES: ZENKER, CINTHIA; PASE, PABLO F.; WEBER, ELISABETE S.; BELLIO, HUGUETTE; SANTOS, FERNANDA S.; FAGUNDES, CLARICE A.; PIN, VALESKA M.

INTRODUÇAO: As queimaduras sao responsáveis por causar intenso sofrimento para o paciente e sua família. A dor física, causada pelo trauma, assim como na realizaçao dos curativos subsequentes envolve uma série de fatores que desafiam os profissionais da saúde a utilizarem técnicas e curativos que proporcionem maior conforto para o paciente queimado. Dada esta relevância e impacto, o uso de terapia por pressao subatmosférica, que se encontra entre as tecnologias inovadoras de curativos, contribui para o retorno ao convívio social em menor espaço de tempo, além de diminuir o risco de infecçoes ou amputaçoes1.
OBJETIVO: Demonstrar a utilizaçao de curativo com pressao subatmosférica em um paciente queimado para preparar o leito da ferida para enxertia.
RELATO DO CASO: Paciente J.B.G.S, 26 anos, vítima de queimaduras de segundo grau em membros superiores após contato com chama, superfície corporal afetada calculada em 10%. Paciente proveniente de Caçapava do Sul (RS) , transferido para a Unidade de Queimados do Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre no mesmo dia da queimadura. Foi submetido a desbridamento da regiao queimada (maos e antebraços bilateralmente) e colocaçao de curativo por pressao subatmosférica em membro superior direito com 1 dia de evoluçao. O curativo foi substituído 2 vezes e após 7 dias foi realizada a enxertia de pele no mesmo local onde foi realizada a terapia por pressao negativa com gaze.
DISCUSSAO: A utilizaçao da terapia por pressao subatmosférica foi importante para acelerar o processo de preparo do leito da ferida para o enxerto de pele, aumentando a vascularizaçao local e diminuindo a possibilidade de nao integraçao do mesmo. A manutençao do meio úmido e da temperatura ideal no leito da ferida proporcionam uma maior multiplicaçao celular, acelerando o processo de cicatrizaçao. Além disso, o paciente teve maior conforto, pois uma vez que a exsudaçao foi controlada, reduziu o risco de maceraçao das bordas da ferida e o número de trocas dos curativos, diminuindo a dor e o risco de infecçao. Dados da literatura demonstram que existe reduçao de custos com a utilizaçao da terapia por pressao subatmosférica quando comparada as terapias convencionais. Neste caso, observou-se que a reduçao do número de curativos realizados teve impacto direto na diminuiçao da utilizaçao de horas dos profissionais de enfermagem e no tempo de internaçao hospitalar deste paciente, tornando esta terapia uma boa alternativa quando realizada a comparaçao do custo-benefício2,3,4,5.




TRATAMENTO DA ULCERA VENOSA COM O CURATIVO DE ALGINATO DE CALCIO E SODIO: RELATO DE CASO

ORDEM:
169

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

AUTORES: ABREU, ALCIONE M.; OLIVEIRA, BEATRIZ GRB

OBJETIVO: Descrever a experiência do uso do Alginato de Cálcio e Sódio para o tratamento de úlcera venosa crônica.
METODOLOGIA: Trata-se de um relato de caso, realizado no Ambulatório de Reparo de Feridas do Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP)/Niterói/RJ, de junho a julho de 2011, com paciente do sexo feminino, de 86 anos, hipertensa e diabética, com úlcera venosa de grande extensao e reincidente, localizada no terço inferior do membro inferior direito, em uso de Alginato de Cálcio e Sódio, com periodicidade de troca duas vezes por semana.Antes de se iniciar esse estudo, a paciente assinou o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) e a autorizaçao do registro fotográfico. A coleta de dados foi realizada pela enfermeira pesquisadora. Os dados com as informaçoes a respeito das questoes socioeconômicas e clínicas do paciente, foram obtidos pelo protocolo de registro da pesquisa. Este protocolo foi preenchido no 1º dia de atendimento da paciente. E os dados referentes ao acompanhamento do processo de cicatrizaçao registrados semanalmente. As variáveis do estudo foram: graus de exsudaçao, profundidade da ferida, características dos tecidos lesionais e peri-lesionais, presença de odor, prurido, dor e estágio/do edema. As trocas dos curativos foram realizadas duas vezes na semana. Os dados sobre a dor foram coletados através da escala verbal com quatro descritores (dor ausente, leve, moderada e intensa). A reduçao do tamanho da úlcera foi avaliada a partir da observaçao do crescimento de tecido de epitelizaçao nas bordas da úlcera venosa, principalmente as superiores.Este relato de caso faz parte do projeto de pesquisa "Avaliaçao clínica e morfológica de úlceras cutâneas em cicatrizaçao" e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense com número: 194/06 em 10/11/2006.
RELATO DE CASO: Início do tratamento com Alginato de Cálcio e Sódio em 13/06/2011: Paciente apresenta úlcera venosa circular em terço inferior da perna direita. Queixa-se de dor moderada a intensa e prurido intenso ao redor da ferida. Ao exame físico apresenta PA=170X100 mmHg; pele adjacente à ferida com lipodermatoesclerose, ressecada, com eczema e varicosidades. Edema nos membros inferiores graduados em 3+/4+. Ulcera venosa circular, com profundidade parcial, bordas irregulares e maceradas, sem odor fétido, com excessiva produçao de exsudado sero-sanguinolento. Leito com tecido de granulaçao e pequenas áreas de esfacelo. Realizada limpeza do leito e das bordas da úlcera com soro fisiológico à 0,9%, secado o excesso de soro somente ao redor da ferida e iniciado o uso do Alginato de Cálcio e Sódio. O curativo secundário foi realizado com compressa de gaze estéril e fixado com atadura de crepom em espiral. Hidrataçao da pele da perna adjacente à ferida com creme de uréia à 10% Nao foi utilizada a terapia compressiva considerando que a paciente era diabética e apresentava diminuiçao da sensibilidade nos membros inferiores. Orientada quanto aos cuidados domiciliares em relaçao ao curativo: proteger o curativo durante o banho para nao molhar; trocar diariamente o curativo secundário para evitar possíveis infecçoes e odores desagradáveis na ferida; realizar repouso e elevar as pernas de 3 a 4 vezes ao dia acima do nível do coraçao durante 15 a 20 minutos; nao "coçar" a ferida para evitar novas lesoes. Foi orientada também acerca da importância de controlar os níveis da pressao arterial e glicemia dentro dos padroes normais do Ministério da Saúde, através do uso correto dos medicamentos prescritos, da dieta hipossódica e hiperglicêmica e da importância da realizaçao de exercícios regulares, como a caminhada.Ultima Evoluçao de Enfermagem realizada em 25/07/2011:Depois do tratamento regular da úlcera venosa com Alginato de Cálcio e Sódio, a paciente mencionou ausência de dor no local da ferida, negou uso de analgésico há mais de um mês e diminuiçao significativa do prurido. Observou-se melhora na marcha e reduçao do edema para 1+/4+. A úlcera apresentou leito com tecido de granulaçao, bordas com tecido de epitelizaçao e diminuiçao da produçao de exsudado seroso. A paciente relatou melhora da qualidade de vida após o inicio do uso do Alginato de Cálcio e Sódio em decorrência da diminuiçao da produçao de exsudado da ferida, que anteriormente era excessivo, fazendo com que ela trocasse o curativo secundário mais de três vezes ao dia, a fim de evitar o odor fétido.
CONCLUSAO: O uso do Alginato de Cálcio e Sódio, aliado ao cuidado ambulatorial periódico de enfermagem, resultou na melhora do processo de cicatrizaçao da úlcera venosa pois promoveu o aumento de tecido de granulaçao e epitelizaçao. A diminuiçao do exsudado, edema e dor contribuíram para a melhoria da qualidade de vida da paciente.




TRATAMENTO DE FERIDA EM FACE DE CLIENTE VITIMA DE QUEIMADO

ORDEM:
170

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE, SAO JOSÉ DE UBA-RJ, ENFERMEIRO SERVIDOR PUBLICO

AUTORES: RIBEIRO, MARCOS V. A.; SILVA, CARLEARA F. R; RIBEIRO, ANDERSON A.; RODRIGUES, MARISTHELA A.; RODRIGUES, MARISTHELA A.

INTRODUÇAO: O tratamento de feridas de queimadura demanda cuidados de enfermagem, mais do que uma emergência, é um desafio às habilidades da equipe multidisciplinar. Esse desafio se dá pela variabilidade da conduta clinica ante as especificaçoes das lesoes causadas por queimaduras, bem como a complexidade do sofrimento humano, por conta de uma mutilaçao ou desfiguraçao.A maior parte das pequenas queimaduras é de pequena gravidade e ocorre em residência (SILVA, 2011).Na Infância, a causa mais comum de queimaduras é o escaldo (25%). Anualmente, nos Estados Unidos, a incidência de lesoes por fogos de artifício corresponde de 3,1 a 9,7 por 100.000 habitantes. No Brasil, um estudo mostra que 50% dos casos envolveram crianças e que a queimadura com álcool foi responsável por 40% dos acidentes com crianças de 07 a 11 anos, o grupo mais atingido entre os clientes pediátricos (Sampaio e Rivitte, 2006). Em geral, adultos com mais de 15% do corpo queimado ou crianças com mais de 10 % sao tratados em unidades especializadas em queimaduras (Dealey, 2001).O alto custo das coberturas para tratamento de lesoes por queimaduras, encarece o plano de cuidados do paciente, tornando-se um problema mesmo nos países desenvolvidos (MALAGUTTI, 2011). Segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras, no Brasil acontecem um milhao de casos de queimaduras a cada ano: 200 mil sao atendidos em serviço de emergência e 40 mil demandam hospitalizaçao (SILVA, 2011).
MÉTODO: O presente trabalho é um relato de experiência com Objetivo de descrever a terapêutica desenvolvida para tratamento da ferida causado por queimadura térmica, em face e parte de couro cabeludo. O trabalho teve como sujeito da pesquisa uma paciente menor, do sexo feminino, branca, 1 ano e 2 meses, utilizou-se como instrumento de avaliaçao foi o gráfico de LUND & BROWDER. Aplicou-se o processo de enfermagem dermatológica para elaboraçao do plano de cuidados do sujeito. O estudo foi realizado com o consentimento do responsável pelo paciente, respeitando os princípios éticos propostos pela Resoluçao 196 do Conselho Nacional de Ética. Obteve-se como cenário uma unidade de saúde de um município da regiao noroeste fluminense.
RESULTADOS: Iniciou-se o processo de enfermagem com avaliaçao da paciente e utilizaçao do gráfico de LUND & BROWDER (GEOVANINI, 2014), somando 19% da superfície queimada em couro cabeludo e face, em uma paciente com 1 ano e 2 meses.Na primeira consulta de enfermagem foi avaliado: nutriçao, integridade da pele, cuidado com as lesoes e por fim a escolha da cobertura adequada.A avaliaçao dermatológica durante a consulta de enfermagem evidenciou ferida na face e couro cabeludo, regiao suscetível a complicaçoes porque estao diretamente relacionadas a lesao de vias aéreas. A desfiguraçao é um grave problema que deve ser compreendido pela equipe que atende esse cliente (SILVA, 2011). Lesao de segundo grau e quanto a extensao foi classificada em médio queimado medindo 6 cm de comprimento e 1,5cm de largura, em regiao da face. O aspecto da ferida era de vermelhidao, bolha, edema, dor. Diante desta avaliaçao a terapêutica proposta foi utilizaçao de Stimulen e soro fisiológico em curativo primário, gaze com fita microporosa em curativo secundário.O tratamento teve início no dia 25 de agosto de 2014, onde foi feito o rompimento da bolha e retirada do tecido perdido, considerando o tempo de açao do Stimulen (gel amorfo com composiçao colágeno, glicerina e água, agregando várias funçoes: aceleraçao da cicatrizaçao e capacidade de absorçao de exsudaçao), estabeleceu-se a troca de curativos duas vezes ao dia (às 8 e as 16 horas). Para a cobertura secundária, optou-se por gaze nao aderente nao impregnada, constituída de tecido 100% viscose. Para a limpeza da lesao utilizou-se soluçao fisiológica 0,9%. Iniciou-se o tratamento conforme descrito. Observou-se no terceiro dia, início da remodelaçao da ferida e no quinto dia, iniciou-se a cicatrizaçao da lesao. Manteve-se o tratamento até o 6º dia, quando evidenciou a completa cicatrizaçao epitelizaçao da ferida.
CONCLUSAO: A assistência de enfermagem planejada mostrou-se eficaz para o alivio dos sintomas desconforto relatado pelos responsáveis do paciente, bem como promoçao de seu conforto e segurança. O uso do Stimulen foi essencial para a proliferaçao celular, formaçao do tecido de granulaçao e capacidade de absorçao de exsudato nas etapas iniciais do tratamento, e para a proteçao e promoçao da integridade da pele nas etapas finais, assegurando a completa epitelizaçao da lesao.




TRATAMENTO DO CLIENTE VITIMA DE FERIDA TRAUMATICA

ORDEM:
171

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE , SAO JOSÉ DE UBA - RJ, BRASIL, ENFERMEIRO SERVIDOR PUBLICO

AUTORES: RIBEIRO, MARCOS VINICIUS A.; SILVA, CARLEARA FERREIRA S.; RIBEIRO, MATHEUS A.; CARVALHO, ARANDIR S.; SILVA, LUCIENE DE FATIMA B.

INTRODUÇAO: Ferida traumática é conceituada como uma lesao tecidual, causado por um agente vulnerante que, atuando sobre qualquer superfície corporal, de localizaçao interna ou externa, promove alteraçao na fisiologia tissular, com ou sem soluçao de continuidade do plano afetado. Este amplo conceito inclui uma variedade de lesoes traumáticas, abrangendo desde uma simples escoriaçao cutânea, passando por uma ferida com grande destruiçao tecidual e perda de substância, até as amputaçoes de membros ou segmentos destes, muitas vezes produzindo debilidades ou deformidades permanentes, ou mesmo a morte do doente.Estas feridas, internas ou externas, sao geralmente produzidas por agentes vulnerantes dotados de energia mecânica ou força viva que, de forma ativa ou passiva, atuam sobre os tecidos, provocando lesoes que sao proporcionais à força e ao quadrado da velocidade dos mesmos. Nestes casos, a gravidade dos danos infligidos, está na dependência direta, nao exclusivamente do objeto agressor, mas também na maior ou menor resistência da estrutura envolvida e de sua importância funcional como parte de um todo que representa a integridade corporal (JORGE; DANTAS,2003). Uma incisao cirúrgica também pode caracterizar-se como ferida traumática, apesar de ser intencionalmente causada. Múltiplas complicaçoes podem ocorrer depois de uma cirurgia, hemorragia infecçao, deiscência, sinus e fístula (DALEY, 2001).
MÉTODO: O presente trabalho é um relato de caso com Objetivo de descrever a terapêutica desenvolvida para tratamento da ferida causado por deiscência, no membro inferior direito em um paciente agropecuarista do sexo masculino de 71 anos.O tratamento teve inicio com a avaliaçao de enfermagem dermatológica. No ato da avaliaçao foi identificada que a ferida era de grau IV e de terceira intençao. Na ferida havia presença de tecido necrótico, edema, exsudato, esfacelo e dor. Diante desta avaliaçao a terapêutica proposta foi realizar desbridamento instrumental para retirada do tecido necrosado e coberturas e soro fisiológico em curativo primário, gaze e atadura em curativo secundário. O presente estudo foi realizado com o consentimento da paciente, respeitando os princípios éticos propostos pela Resoluçao 196 do Conselho Nacional de Ética. Obteve-se como cenário uma unidade de saúde de um município da regiao noroeste fluminense.Resultados Iniciou-se o processo de enfermagem com avaliaçao da paciente do sexo masculino com 71 anos de idade. Na primeira consulta de enfermagem foi avaliado: nível de consciência, sistema respiratório, sistema cardiovascular, nutriçao, integridade da pele, cuidado com as lesoes e por fim a escolha da cobertura adequada. A avaliaçao dermatológica durante a consulta de enfermagem evidenciou ferida de grau IV infectada (SILVA,2011). A ferida apresentava tecido necrótico, edema, exsudato, esfacelo. O paciente relatava dor local. O tratamento teve início no dia 05 de maio de 2014, onde foi feito o desbridamento instrumental e retirada do tecido perdido, durante 14 dias foi colocado uma cobertura Biatain Ag (curativo nao-adesivo de espuma com prata) devido a infecçao local e exsudato na lesao, estabeleceu-se a troca de curativo de 5 em 5 dias. Para a cobertura secundaria, optou-se por gaze nao aderente nao impregnada, constituída de tecido 100% viscose. Para a limpeza da lesao utilizou-se soluçao fisiológica 0,9%. Iniciou-se o tratamento conforme descrito. Após a reavaliaçao de enfermagem dermatologia, estabeleceu-se como terapêutica o uso de cobertura placa de hidrocolóide 10 x 10 cm com troca a cada 5 dias ou sempre que fosse necessário, pois a ferida se encontrava remodelada com tecido granulado, vermelha em processo de cicatrizaçao. Para a cobertura secundaria, optou-se por gaze nao aderente nao impregnada, constituída de tecido 100% viscose. Para a limpeza da lesao utilizou-se soluçao fisiológica 0,9%. Iniciou-se o tratamento conforme descrito. No dia 25 de julho de 2014, verificou-se completa cicatrizaçao, remodelaçao da ferida e a cicatrizaçao da lesao.
CONCLUSAO: A assistência de enfermagem planejada mostrou-se eficaz para alivio dos sintomas de desconforto relatados pela paciente, bem como promoçao de seu conforto e segurança. O uso do desbridamento instrumental, favoreceu a aceleraçao do processo de cicatrizaçao após a retirada do tecido necrosado, o Biatain Ag preparado de prata iônica hidro-ativada que é dispensada na ferida de forma contínua reduz a infecçao e o odor. O hidrocoloide (carboximetilcelulose, gelatina e pepitina) atuou na formaçao do tecido de granulaçao, na capacidade de absorçao de exsudato, na proteçao e promoçao da integridade da pele nas etapas finais, assegurando a completa epitelizaçao da lesao (MALAGUTTI, 2011).




USO DA BOTA DE UNNA COMO TERAPIA COMPRESSIVA EM PACIENTES COM ULCERAS VENOSAS: RELATO DE CASO

ORDEM:
172

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

AUTORES: ABREU, ALCIONE M.; OLIVEIRA, BEATRIZ GRB

OBJETIVO: Descrever o processo de cicatrizaçao de um paciente com úlcera venosa em membro inferior submetido ao tratamento com a Bota de Unna por 12 semanas.
MÉTODO: Trata-se de um relato de caso, realizado no Ambulatório de Reparo de Feridas de um hospital público de Niterói/RJ, entre julho á setembro de 2011. Antes de se iniciar esse estudo, o paciente assinou o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) e a autorizaçao para o registro fotográfico. A coleta de dados foi realizada pela enfermeira pesquisadora e por uma bolsista de enfermagem. Utilizou-se para a avaliaçao do processo de cicatrizaçao da úlcera um protocolo com dados clínicos, a mensuraçao da área da lesao foi realizada através da técnica de planimetria e o registro fotográfico. O registro fotográfico e a planimetria foram realizados em quatro momentos: na 1ª, 5ª, 9ª e 13ª consultas. As trocas dos curativos utilizando a Bota de Unna foram realizadas durante as consultas de Enfermagem, com periodicidade semanal. Este relato de caso faz parte do projeto de pesquisa intitulado "Estudo da Bota de Unna comparado ao uso da Atadura Elástica em pacientes com úlceras venosas" que foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina do HUAP nº 327\10 em 17\12\2010 com CAAE 0252.0.258-000-10.
RELATO DE CASO: Paciente do sexo masculino, com 64 anos de idade, auxiliar de serviços gerais, com ensino fundamental incompleto. Relata ser hipertenso, em uso diário de anti-hipertensivo e analgésico, nega Diabetes Mellitus. Apresenta úlcera venosa reincidente de média extensao em membro inferior direito, com inicio em maio de 2010. Relata queixas álgicas e prurido intenso ao redor da ferida. Ao exame físico apresentou pressao arterial PA= 110x80 mmHg, glicemia em jejum de 89mg/dl; pele adjacente à ferida com lipodermatoesclerose, ressecada, com eczema e varicosidades. Membros inferiores edemaciados 4+/4+. Ulcera com 28 cm2 de extensao, com profundidade parcial, bordas irregulares e maceradas, leito da lesao com tecido de granulaçao, sem odor fétido, com média quantidade de exsudato serosanguinolento. Depois de doze semanas de tratamento da úlcera venosa com a terapia compressiva inelástica (Bota de Unna), com troca semanal deste produto, a úlcera encontrou-se cicatrizada. O paciente referiu reduçao considerável da dor e do prurido e negou o uso de analgésico há mais de um mês. Observou-se melhora da marcha e reduçao do edema de 1+/4+. O paciente relatou melhora da qualidade de vida durante o tratamento com a Bota de Unna em decorrência da diminuiçao da produçao de exsudato e da dor. Esta situaçao antes o incomodava muito, pois apresentava dificuldades para deambular e necessitava de realizar várias trocas do curativo secundário diariamente o que ocasionou restriçoes em seu convívio social.
CONCLUSAO: Recomenda-se o uso da terapia compressiva inelástica (Bota de Unna) no tratamento de úlceras venosas, aliado ao acompanhamento regular ambulatorial do paciente pelos profissionais de saúde inclusive do enfermeiro e do médico angiologista. Outro fator relevante é o envolvimento do paciente, considerando que o tratamento é longo e está relacionado à doença de base. A falta de adesao do paciente ao tratamento pode comprometer diretamente os Resultados do processo de reparo tecidual das úlceras venosas.




USO DE HEPARINA SODICA NA QUEIMADURA EM UM SERVIÇO DE ATENDIMENTO PEDIATRICO NO AMAZONAS

ORDEM:
173

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE NILTON LINS, PRONTO SOCORRO DA CRIANÇA ZONA SUL

AUTORES: TORRES, FRANK S.; SILVA, MARIA C. S.; BARROS, KALINE T.; CORREA, RENATA; BACKSMANN, HANNAH; ROQUE, ISABELA; MITOSO, LUCAS; SERRUYA, MERCEDES; RODRIGUES, ESTEFANIA

OBJETIVO: Relatar a experiência do uso da heparina sódica spray na concentraçao 10.000 UI/ml em queimadura de 1º e 2º graus na pediatria.
MÉTODO: O critério para uso da heparina, foi em pacientes que com queimaduras de 1º e 2º graus e que estavam localizadas na regiao da cabeça, face, pescoço e pavilhao auricular. As aplicaçoes eram 8/8h.
RESULTADOS: Em um estudo comparativo com uso de colagenase e heparina sódica em queimaduras de 2 grau em regiao da face e pescoço a pesquisa conclui que a heparina pode ser usada em queimaduras de 2 grau superficial de face e pescoço com ressalva, pois os benéficos ainda precisam ser comprovados. Outro estudo comparativo entre tratamento convencional e heparina para analgesia de queimados, foi evidenciado que a heparina apresentou eficácia analgésica superior ao esquema convencional sem problemas importantes de tolerabilidade. Foi utilizada aplicaçao da heparina sódica em crianças com queimaduras produzidas por água quente, fogo, álcool e gasolina e todas evoluindo com cicatrizaçao ideal e nenhum efeito adverso apresentado.
CONCLUSAO: Conclui-se que a heparina sódica spray é uma terapia tópica eficaz para tratamento de queimadura de 2 grau superficial na regiao da cabeça, face, pescoço e pavilhao auricular, apresentando efeito analgésico, aceleraçao na cicatrizaçao e estética.

Descritores: heparina, tratamento, queimadura, Amazonas




UTILIZAÇAO DE ESPUMA DE POLIURETANO COM PRATA EM QUEIMADURA 3º GRAU

ORDEM:
174

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: HOSPITAL REGIONAL DE SANTO ANTONIO DE JESUS - BA, FACULDADE MARIA MILZA, HOSPITAL REGIONAL DE SANTO ANTONIO DE JESUS-BA, COLOPLAST

AUTORES: FERREIRA, MANUELA DE C.; FONSECA, GERLA A.; BORGE, JACKSON C.; SOARES, VIVIANY A.

INTRODUÇAO: As queimaduras representam uma das maiores causas de acidente, sendo as crianças a maior parte das vitimas, muitas vezes ocasionadas por descuido de seus pais. Causadas por trauma na pele, ocasiona a destruiçao parcial e/ou total da pele e seus anexos, ou atinge camadas mais profundas como, músculos, tendoes e ossos, ocorridas devido a exposiçao excessiva de calor e/ou frio. Apesar do grande avanço no tratamento das queimaduras devido ao aprimoramento de pesquisas, inovaçoes tecnológicas e novas técnicas cirúrgicas na fase aguda, o manejo dessas lesoes continua sendo um grande desafio aos profissionais da área de saúde devido à dor nas trocas de curativos e risco de complicaçoes. Considerando a complexidade do tratamento de lesoes causadas por queimadura, o respectivo estudo tem como objetivo relatar a eficácia da espuma de poliuretano com liberaçao sustentada de prata no tratamento de queimadura de terceiro grau.
MÉTODO: Estudo descritivo, tipo relato de caso clinico, com menor de um ano de idade, com queimadura causada por cinza de brasa, com lesoes de terceiro grau em ambos os pés, realizado numa unidade de tratamento de queimados de um hospital publico na cidade de Santo Antonio de Jesus/BA. O tratamento foi realizado num período de trinta e sete dias, com registro de todo processo evolutivo por meio de imagens fotográficas. A terapia tópica utilizada foi a Espuma de Poliuretano com Liberaçao Sustentada de Prata Iônica, com trocas realizadas em média a cada seis dias. A cobertura de escolha demonstrou ter sido eficaz no controle da infecçao, manejo do exsudato e desbridamento de tecido inviável, com consequente reduçao da extensao da ferida e desenvolvimento de um tecido de granulaçao saudável. Além disso, permitiu cuidados minimamente invasivos, pouco desconfortáveis e frequência reduzida de trocas. Deve-se considerar ainda a otimizaçao do tempo gasto pela equipe de enfermagem por nao ser necessário à troca diária do curativo. Após os trinta dias, foi realizado uma enxertia de pele autóloga para total cicatrizaçao da lesao e alta do paciente.

Palavras-chave: Tratamento, Queimaduras, Inovaçoes tecnológicas.




CURATIVO COM PRESSAO NEGATIVA: RELATO DE EXPERIENCIA EM FASCEITE NECROSANTE

ORDEM:
175

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATOLICA DE CAMPINAS, HOSPITAL E MATERNIDADE CELSO PIERRO

AUTORES: GALHARDI, NATHALIA M.; CARDOSO, JULIANA G.; DA SILVA, ADELINE M.

OBJETIVO: Relatar uma experiência com pressao negativa em fasceíte necrotizante em uma paciente do sexo feminino, analisando os Resultados assistenciais e gerenciais frente à inovaçao tecnológica em tratamento de feridas.
RELATO DO CASO: Paciente do sexo feminino, 65 anos, atendimento inicial no Pronto Socorro Adulto do Sistema Unico de Saúde em um hospital escola do interior de Sao Paulo, com principal queixa abaulamento perianal. Como comorbidade hipertensao arterial. Avaliaçao clínica com presença de abscesso perianal e perivaginal com extensao para glúteo direito, eritema e necrose. Conduta terapêutica inicial sendo intervençao cirúrgica para debridamento e delimitaçao da área. Frente à avaliaçao multiprofissional e evidência de incontinência fecal foi indicado desvio de trânsito para melhor adaptaçao tópica do curativo e incentivo ao seu autocuidado, iniciando curativo tópico com prata por oito dias, sem evidência de melhora nos sinais flogísticos frente a difícil aderência local. Indicado terapia com pressao negativa frente à avaliaçao clínica e técnica da lesao. A terapia manteve-se por sete dias, com uma troca nas primeiras 72hs, evidenciado melhora significativa do exudato, secreçao local e proliferaçao tecidual. No final do tratamento a lesao apresentava-se totalmente coberta por tecido de granulaçao, melhora na delimitaçao de borda e na dor, optado pelo retorno do curativo com prata para controle do biofilme e alta com acompanhamento multiprofissional domiciliar.
CONCLUSAO: O curativo com pressao negativa mostrou-se efetiva em lesoes graves com fasceíte necrosante. Favorecendo o custo benefício, período de internaçao e complexidade assistencial, finalizando o período de internaçao em quinze dias, sendo sete dias com a terapia de pressao negativa e sucesso na evoluçao da ferida com melhora no autocuidado e autoestima da paciente.




PERFIL DIETOTERAPICO DE ADMISSAO EM PACIENTES INTERNADOS DE UM CENTRO DE QUEIMADURAS

ORDEM:
176

AREA: PREFERENCIALMENTE POSTER - SEM CONCORRER A PREMIAÇAO

INSTITUIÇAO: HOSPITAL DOS DEFEITOS DA FACE - CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO ESTADO DE SAO PAULO

AUTORES: SPINOZA, EVELYN DEARO; TEIXEIRA, ANTONIA ÉRICA PEREIRA; SOBRAL, CHRISTIANE STEPONAVICIUS

OBJETIVO: Relacionar o perfil de um centro de tratamento de queimaduras (CTQ) com o aporte nutricional necessário para promover prognóstico e cicatrizaçao.
MÉTODO: Estudo retrospectivo transversal realizado no período de setembro de 2011 a maio de 2014 no CTQ do Hospital dos Defeitos da Face localizado em Sao Paulo. Os dados foram coletados pela equipe de nutriçao diretamente de prontuários e tabulados no programa Microsoft Excel 2010r.
RESULTADOS: Foram analisados dados de 138 pacientes adultos com idade média de 39 anos, sendo 71% (n=98) do gênero masculino e 29% (n=40) do gênero feminino. Para avaliar a extensao da superfície corporal de queimadura foi utilizada a classificaçao estabelecida peça SBCP (2007), em <15% como pequena, 16 - 29% como média e > 30% para grande porte, e nossos dados foram de 47%, 25% e 28%, respectivamente. A queimadura de terceiro grau foi observado em 56% dos casos. Em relaçao à regiao afetada destacam-se os membros superiores com 80% e cabeça 57% dos casos, o que dificulta a capacidade do paciente em alimentar-se por via oral devido à interferência no processo de mastigaçao e deglutiçao, associado a uma elevada porcentagem de queimadura corporal, nesses casos, a terapia nutricional enteral via sonda torna-se mais eficiente para suprir a demanda energética e proteica, uma vez que, o catabolismo intenso e a perda tecidual sao fatores que contribuem negativamente no processo de cicatrizaçao. A fórmula de Curreri (1990) foi a mais utilizada para determinar aporte energético, em nosso estudo o aporte médio foi de 4.000 calorias totais. Mediante ao hipercatabolismo apresentado, foram consideradas as necessidades proteicas do Projeto Diretrizes Terapia Nutricional no Paciente Grave (2011), sendo recomendado >2,0g/kg/dia de proteína, considerando a funçao renal preservada, no período do estudo o aporte médio de proteína foi de 126g. A média de tempo de internaçao foi de 30 dias, e o máximo observado de 115 dias, sendo considerado um agravo para o desenvolvimento da desnutriçao de acordo com o estudo multicêntrico BRAINS (2013).
CONCLUSAO: Devido ao hipermetabolismo e hipercatabolismo do trauma estabelecido pela queimadura, a intervençao nutricional com adequada dietoterapia torna-se fundamental para evitar a desnutriçao e promover prognóstico com a promoçao da cicatrizaçao.




TEMAS LIVRES

TAXA DE INFECÇAO E O PERFIL MICROBIOLOGICO DE PACIENTES INTERNADOS NA UNIDADE DE QUEIMADOS DO HOSPITAL REGIONAL DA ASA NORTE, BRASILIA - DF

ORDEM:
TL01

AREA: TEMAS LIVRES - APRESENTAÇAO ORAL

INSTITUIÇAO: HOSPITAL REGIONAL DA ASA NORTE/DF

AUTORES: SILVA, KLEUDER O.

OBJETIVOS: Objetivo Geral Avaliar a taxa de infecçao e perfil microbiológico dos pacientes internados na unidade de queimados de um hospital escola público. Objetivos Específicos Avaliar a taxa de infecçao em queimaduras; Avaliar a prevalência de microrganismos nas culturas em swab de feridas, ponta de catete de inserçao venosa central e hemoculturas; Identificar os fatores sócios demográficos dos pacientes internados; E, média de tempo de internaçao nesta Unidade de Queimados no ano de 2012.
MATERIAIS E MÉTODOS: Esta pesquisa trata-se de um estudo do tipo descritivo e retrospectivo, pois utilizou dados já existentes consultados aos arquivos do Núcleo de Controle de Infecçao Hospitalar (NCIH), analisando a populaçao atendida de janeiro a dezembro de 2012, sem influenciar no seu prognóstico. Foi realizado na Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ), em um hospital escola público, Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), no Distrito Federal (DF). Que foi inaugurado em 1984, é uma referência no âmbito do SUS na regiao Centro Oeste no tratamento destes traumas, em regime de internaçao hospitalar e acompanhamento ambulatorial, inclusive aos pacientes sequelados. Este trabalho foi composto por 242 pacientes, os resultados foram construídos a partir dos dados de infecçoes hospitalar (IH), na base de dados do NCIH deste hospital, relativo aos pacientes admitidos na unidade apresentando quadro agudo ou crônico de queimaduras e que permaneceram internados por um período superior a vinte quatro horas, entre os dias 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2012. As variáveis analisadas foram as taxas de infecçao, perfil microbiológico dos microrganismos coletados por cultura de swab das feridas, ponta de cateter venoso central e hemoculturas, fatores sociodemográfico, tempo de permanência no hospital e classificaçao das queimaduras. Os swab de feridas sao coletados semanalmente nos dias de segunda e terça feira, a cultura de ponta de cateter e hemocultura, somente quando paciente apresenta quadro clínico compatível com suspeita de infecçao. A análise dos dados foi realizada utilizandose o software Epi Info 7; para tabulaçao e produçao de gráficos e tabelas foi utilizado o programa Statistical Packcage for the Social Sciences - SPSS versao 20.0. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Fundaçao de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS) do Distrito Federal segundo parecer consubstanciado nº 215.647 em 11/03/2013. A coleta de dados foi realizada após autorizaçao e assinatura da direçao do hospital e da chefia da unidade no Termo de Concordância da Pesquisa.
RESULTADOS: As características sociodemográfica da populaçao foram observadas relativo ao: Sexo:Masculino: 60,7% (147 pacientes) Feminino: 39,3% (95 pacientes) Idade:Mínima - 1 ano Máxima - 89 anosIdade Média: 33 anosIdade mediana: 32 anosTempo Médio de Permanência (TMP): 19 dias; Porcentagem da Superfície Corporal Queimada (SCQ):SCQ mínima: 1%SCQ máxima: 94% SCQ mediana: 12%Total de óbitos: 23 (9,5%) O agente etiológico mais predominante entre 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2012, foi o fogo por chama direta com 161 (67%), seguido dos líquidos escaldantes 53 (22%), superfície quente 15 (6%) e eletricidade 13 ("5%). Nao houve queimaduras químicas nesse período. Ocorreram 81 episódios de infecçao hospitalar, com taxa de infecaçao hospitalar e de infecçao hospitalar por paciente/dia de 22%, e de infecçao hospitalar por paciente/dia por sepse de 7,3%. Nas infecçoes hospitalares ocorreram maiores taxas (36%) nos meses de março e maio, e uma menor taxa (12.9%) no mês de abril. As infecçoes hospitalares por paciente/dia, teve maior taxa (34%) no mês de março e menor taxa (10.9%) no mês de julho. E, as infecçoes por sepse paciente/dia houve maior taxa (13.5%) em outubro e menor taxa (2.2%) em julho. A presente pesquisa toma como base os dados referentes a 107 Resultados positivos de amostras microbiológicas provenientes dos seguintes sítios: secreçao de feridas/queimaduras, ponta de cateter venoso central e amostras de sangue. Em ambos observa-se o predomínio de bacilos gram negativos nao-fermentadores, representados pelo Acinetobacter baumannii e o Pseudomonas aeruginosa. As incidências observadas foram em swab de feridas 48 (44.9%), cultura de ponta de cateter venoso central 21 (19,6%) e as hemoculturas 38 (35.5%) dos eventos infecciosos na UTQ. O conhecimento da taxa de infecçao e perfil microbiológico da UTQ tem por finalidade reforçar a importância da implementaçao das práticas de "Precauçoes e Isolamento", prevenindo e controlando a disseminaçao de microorganismos multiresistentes e/ou de importância significativa. A partir dos resultados apresentados, o NCIH em conjunto com a equipe da unidade implementa as atividades que serao desenvolvidas, de forma a obter a reduçao máxima possível da morbi-mortalidade por etiologia das IH na UTQ do HRAN.
CONCLUSAO: Esta pesquisa foi realizada na UTQ do HRAN - DF, um Hospital Escola Público, referência no Centro Oeste em Queimaduras no âmbito do SUS. Foram analisadas 107 amostras de culturas de swabs de feridas por queimaduras, ponta de cateter venoso de inserçao central e hemocultura positivas, na base de dados do NCIH, referente aos 242 pacientes que estiveram internados na unidade no período de 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2012. Foi observado um maior percentual de positividade nos Resultados de swab de ferida, provavelmente por serem coletados semanalmente. A taxa de IH, e de IH por paciente dia foi de 22%, corroboradas com Resultados de outros estudos analisados. A taxa de infecçao por paciente dia por sepse foi de 7,3% mostrando menor do que a média de outras literaturas analisadas. Os microrganismos de maior incidência nas amostras coletadas foram acinetobacter baumanni (23%), Pseudomonas aeruginosas (21,2%) e Staphylococcus sp. (12,4%), totalizando 56,6% das infecçoes, contrariando a maioria das literaturas analisadas que trazem maior prevalência do Staphylococcus sp. em outras Unidades de Queimaduras do país. Devemos ressaltar a importância do NCIH no acompanhamento dos Resultados dos exames, catalogaçao dos dados e auxílio na implementaçao de medidas preventivas junto a equipe da UTQ. Segundo o manual do observador OPA/OMS 2008, uma das mais importantes preveçao é a lavagem das maos do profissional durante os cinco momentos com paciente. Como em outras literaturas, houve maior incidência de queimaduras no sexo masculino. Contrariando algumas literaturas, a média de idade foi de 33 anos e o fogo foi o principal agente etilógico. A superfície corporal queimada mediana de 12%, tempo médio de internaçao de 19 dias, e total de óbito em 23 pacientes com taxa de 9,5% neste ano. Vale enfatizar a importância de realizaçao de técnicas assépticas em todos procedimentos invasivos com paciente queimado, sem esquecer que nestes pacientes o banho é um procedimento invasivo. Lembrar da responsabilidade de todas categorias multiprofissional/interdisciplinar às medidas preventivas, e ressaltar o conhecimento técnico e científico da equipe de Enfermagem que assiste o paciente queimado 24h por dia e que, geralmente, é quem observa e/ou suspeita dos primeiros sinais e sintomas sugestivos de infecçao. Esperamos que esta pesquisa venha servir de guia para atuaçao preventiva e em tratamento dos pacientes que fazem uso deste serviço acometidos por esta injúria que hoje, é a segunda causa de óbito por causas externa no mundo. Que sirva a comunidade acadêmica como referência para análise em outras pesquisa, e estimule a equipe multiprofissional/interdisciplinar a realizar pesquisa científica, que tanto se necessita e tao pouco se é realizado em meio aos profissionais da saúde que tratam Queimaduras no Brasil.




15 ANOS TRATANDO SEQUELAS DE QUEIMADURAS: ANALISE EPIDEMIOLOGICA

ORDEM:
TL02

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: DISCIPLINA DE CIRURGIA PLASTICA E QUEIMADURAS DO HOSPITAL DAS CLINICAS DA FMUSP

AUTORES: VANA, LPM; FONTANA, C

The present study analyzed 15 years of the epidemiological data on burned outpatient.The authors retrospectively reviewed the medical records of patients seen at the Ambulatory of Burn Sequelae at Clinics Hospital, Faculty of Medicine, University of Sao Paulo. The analysis covered a period of 15 (fifteen) years, between February 1998 and December 2013.We included in this analysis 1036 patients who required some surgical procedure. 3008 surgeries were performed. The number of surgeries per patient ranged from one (1) up to 34 (thirty four) surgeries, reaching 12 years of treatment, making one or more surgeries annually. Half of the patients, 51.5% (533) required two (2) or more surgeries. The average was 2.9 surgeries per patient. 62.1% (1868) of the procedures were performed in female patients. The contracture and its treatment was diagnosed in 52% of the patients, being the two most affected sites neck (28.5%) and axilla (22.2%). Resections of bad scarring were the second most frequently diagnosis and procedure, 26.4% (793).Hypertrophic scars were a cause for surgery in 674 patients. In 80.2% a total or partial skin resections with primary closure, using tissue expander or not, were performed.Knowledge of epidemiological data of the burned patient is the greatest tool that we have to prevent its occurrence through educational prevention campaigns in Burns Centers. Data such as those obtained in this study denote the high incidence of burn complications and duration of treatment, which reinforces the need for improve the efforts in the treatment of the acute phase of the burn.




COLONIZAÇAO BACTERIANA NAS PRIMEIRAS 24 HORAS DAS QUEIMADURAS

ORDEM:
TL03

AREA: PREMIO NELSON PICCOLO - AO MELHOR TRABALHO MÉDICO

INSTITUIÇAO: PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATOLICA DE SAO PAULO

AUTORES: GONELLA, H.A.; QUEVEDO, F.B.; GARBOSSA, L.C.D.

INTRODUÇAO: Segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras, no Brasil acontecem um milhao de casos de queimaduras a cada ano. As queimaduras estao entre as principais causas externas de morte registradas no país. Sua alta taxa de mortalidade deve-se principalmente à infecçao da ferida por microrganismos, podendo evoluir para septicemia. Diante destas estatísticas, torna-se necessário um monitoramento contínuo da microbiota da escara do queimado. Os microrganismos podem ser originários de locais diversos, como do próprio acidente ou até mesmo da pele íntegra ao redor das lesoes. A ferida da queimadura a princípio é estéril, se nao foram colocados materiais contaminados sobre a área queimada ou se o paciente nao tiver caído sobre superfícies sujas. Este período, considerado estéril, varia de 24 a 72 horas. Através da análise microbiológica realizada com a técnica swab, o Staphylococcus aureus é o germe mais frequentemente encontrado nas lesoes por queimadura, seguido da Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli.
OBJETIVO: Analisar qualitativamente a microbiota colonizadora das lesoes provocadas por queimaduras, nas primeiras vinte e quatro horas do ocorrido, em 25 pacientes atendidos no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Conjunto Hospitalar de Sorocaba.
MATERIAIS E MÉTODOS: Foi aplicado o termo de consentimento livre esclarecido e um questionário aos pacientes e posteriormente, foram estudadas as amostras da margem e da área central da ferida pela técnica de coleta com uso de swab estéril.
RESULTADOS:Das cinquenta amostras analisadas no laboratório de microbiologia, 15 (60%) pacientes possuíam positividade para colonizaçao de microrganismos tanto na regiao central quanto na margem destas. Nas amostras obtidas da regiao central da lesao, pudemos encontrar seis colonizadas pelo microrganismo Staphylococcus sp e oito por Staphylococcus aureus, com valores semelhantes às amostras retiradas da regiao marginal, com oito colonizadas pelo Staphylococcus sp e sete peloStaphylococcus aureus.
CONCLUSAO: As lesoes provocadas por queimaduras nas primeiras vinte e quatro horas sao colonizadas por microrganismos. A microbiota predominante possui correlaçao com o descrito na literatura consultada. A vista destas averiguaçoes, a análise microbiológica precoce de queimaduras demonstra-se pertinente para a constataçao de colonizaçao e subsequente manejo para prevençao de invasao e de infecçao destas lesoes, desta forma contribuindo indiretamente para a queda na morbidade e mortalidade associada às queimaduras.

Palavras-chave: queimaduras, ferida estéril, infecçao da ferida, microrganismos, técnica swab.




ANALISE FATORIAL CONFIRMATORIA E CONFIABILIDADE DA BURN SPECIFIC HEALTH SCALE - REVISED PARA BRASILEIROS QUE SOFRERAM QUEIMADURAS

ORDEM:
TL04

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: ESCOLA DE ENFERMAGEM DE RIBEIRAO PRETO - UNIVERSIDADE DE SAO PAULO

AUTORES: FREITAS, N.O.; ROSSI, L.A.; CALTRAN, M.P. ; MAZIN, S.C.; DANTAS, R.A.S.

OBJETIVOS: analisar a confiabilidade e a estrutura fatorial da Burn Specific Health Scale - Revised (BSHS - R), em uma amostra de brasileiros que sofreram queimaduras.
MÉTODO: Estudo metodológico desenvolvido na Unidade de Queimados de um Hospital Universitário de Ribeirao Preto, Sao Paulo. A BSHS-R é um instrumento específico para avaliar estado de saúde percebido de pessoas que sofreram queimaduras, contém 31 itens distribuídos em seis domínios e as suas respostas variam de 1 a 5. Escores elevados indicam melhor a avaliaçao do estado de saúde. Foram incluídos indivíduos maiores de 18 anos, em fase de reabilitaçao da queimadura. Indivíduos com diagnósticos psiquiátricos prévios e/ou dificuldades cognitivas que impediam a participaçao foram excluídos. A avaliaçao da consistência interna foi verificada pelo alfa de Cronbach, considerando-se valores ≥ 0,70 como adequados. Para testar a hipótese de que a versao brasileira da BSHS-R apresentaria estrutura fatorial semelhante a original, foi realizada a análise fatorial confirmatória por meio do módulo especial Analysis of Moment Structures do Programa IMB Statistical Package for the Social Sciences, versao 21.0 para Windows. Para medir a qualidade do ajuste do modelo, foram verificados os índices RMSEA e CFI, considerando-se um bom ajuste valores de RMSEA < 0,08 e Cfi > 0,95.
RESULTADOS: Participaram do estudo 299 indivíduos, sendo 166 (55,5%) homens, média de idade do grupo de 37,5 anos (DP = 12,9), média de 8 anos de estudo (DP = 4,0) e média de superfície corporal queimada de 16,8% (DP = 15,0). A versao brasileira da BSHS-R mostrou alfa de Cronbach de 0,93 para o total da escala. A análise fatorial indicou valores de cargas fatoriais entre os domínios e seus respectivos itens variando de 0,43 a 0,89 apresentando maiores covariâncias entre os domínios "Afeto e imagem corporal" e "Tratamento"; e entre "Afeto e imagem corporal" e "Relaçoes interpessoais". Os valores obtidos para os índices de ajuste ao modelo foram: RMSEA = 0,07 e CFI = 0,87.
CONCLUSAO: A versao brasileira da escala BSHS-R apresentou alta consistência interna. A análise fatorial confirmatória indicou valores de cargas fatoriais entre os domínios e seus respectivos itens variando de moderada a alta e os índices de qualidade de ajuste do modelo proposto mostraram-se satisfatórios. Assim, podemos concluir que os domínios da versao brasileira da BSHS-R medem o constructo estado de saúde percebido.




UTILIZAÇAO DE MATRIZES DÉRMICAS NO TRATAMENTO DE QUEIMADURAS

ORDEM:
TL05

AREA: PREMIO ROBERTO CHEM - MELHOR TRABALHO APRESENTADO POR UM MEMBRO ATIVO OU EMÉRITO DA SBQ

INSTITUIÇAO: HOSPITAL MUNICIPAL SOUZA AGUIAR

AUTORES: DAHER BARRA, I.; MAIO RODRIGUES, K. V.

INTRODUÇAO: A utilizaçao de matrizes dérmicas no tratamento de feridas complexas, incluindo queimaduras e sequelas cicatriciais das mesmas, vem se propagando na Cirurgia Reparadora. O Serviço de Cirurgia Plástica e Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Souza Aguiar, localizado no Rio de Janeiro, recebe um grande número de pacientes vítimas delesoes complexas e sequelas, demonstramos neste estudo a nossa experiência com a utilizaçao das matrizes dérmicas em 10 (dez) pacientes.
OBJETIVO: O presente estudo tem como Objetivo avaliar a utilizaçao das matrizes dérmicas no tratamento de queimaduras e sequelas das mesmas.
MÉTODO: Apresentamos um estudo retrospectivo dedez (10) casos, inicialmente, onde utilizamos as matrizes dérmicas Matriderm e Integra. Os pacientes foram selecionados de acordo com a profundidade da queimadura, tempo de evoluçao até a epitelizaçao, aspecto final da cicatriz avaliado pela Escala de cicatrizes de Vancouver.
RESULTADOS: Notamos Resultados bastante consistentes na utilizaçao das matrizes. As feridas complexas oriundas de queimaduras elétricas, com evoluçao arrastada, foram finalmente resolvidas com a utilizaçao do produto,no caso o Matriderm. A matriz Integra foi utilizada um caso de contratura cicatricial com Resultado também satisfatório. Vale ressaltar que a confecçao de retalhos microcirúrgicos ou fasciocutâneos era possível nos casos avaliados, porém demandaria maior custo final e aumentaria a morbidade do tratamento cirúrgico dos pacientes. Independente do custo inicial elevado do material, se analisarmos o custo final do tratamento, concluiremos reduçao do tempo de internaçao e número de cirurgias.
CONCLUSAO: De acordo com aobservaçao clínica e análise dos casos tratados, podemos inferirque a utilizaçao das matrizes dérmicas se apresenta como excelente opçao terapêutica para o tratamento de queimaduras complexas assim como para a abordagem das contraturas cicatriciais.

Descritores: Queimaduras complexas, Contraturas cicatriciais. Tratamento cirúrgico. Uso das matrizes dérmicas.




ANALISE COMPARATIVA DA MORBIMORTALIDADE ANTES E APOS IMPLANTAÇAO DE PROTOCOLO DE ATENDIMENTO AO QUEIMADO

ORDEM:
TL06

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE (UFS), ARACAJU - SERGIPE, BRASIL, HOSPITAL DE URGENCIA DE SERGIPE (HUSE), ARACAJU - SERGIPE, BRASIL

AUTORES: MORAES, REBECA Z.C.; FREMPONG, ROSANA F.R.; FREITAS, MANUELA S.; SOARES, ANDERSON U.S.; PEREIRA, RAISA O.; CARVALHO, GUSTAVO G.; MACEDO, FABRICIO N.; CINTRA, BRUNO B.; BORGES, KENYA S.

OBJETIVO: Avaliar o impacto da implantaçao do Protocolo de Atendimento ao Queimado (PAQ) no Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE) sobre a morbimortalidade.
MÉTODO: Estudo retrospectivo com análise secundária de dados dos 1486 pacientes internados na Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do HUSE, agrupados em duas amostras: Período 1 (P1) , antes do PAQ; E Período 2 (P2), após o PAQ. Foram analisados: o tempo de internamento; o número de transferências; os óbitos; curativos e enxertos.
RESULTADOS: No P1 composto por 799 pacientes, 31,53% (252) deles tiveram um tempo de internaçao menor ou igual a 7 dias; Tendo 102 transferências e 17 óbitos. No P2 composto por 687 pacientes, 40,32% (277) deles tiveram um tempo de internaçao menor ou igual a 7 dias; Tendo 32 transferências, 22 óbitos. Foi evidenciado que no P2 houve aumento do número de curativos e enxertos por paciente.
CONCLUSAO: A implantaçao do PAQ mostrou-se importante para promover Resultados favoráveis no tratamento e na recuperaçao dos pacientes queimados internados, sendo eficaz na reduçao de variáveis de morbidade. Contudo, nao houve impacto sobre a mortalidade.

Descritores: Unidade de queimados, Protocolo, Morbimortalidade.




ASSISTENCIA AO PACIENTE QUEIMADO NA ESTRATÉGIA DE SAUDE DA FAMILIA

ORDEM:
TL07

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

AUTORES: MARINHO, CRISTIANE DA S. R.; MEDEIROS, ALINE K. M.; ROCHA, CINTIA C. T.; SILVA, MARIA L. P.; MORAIS FILHO, LUIZ A.; BAY JUNIOR, OSVALDO DE G.

OBJETIVOS: Relatar a experiência vivenciada por aluna do curso de Enfermagem da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí (FACISA/UFRN) acerca da assistência de enfermagem a vítima de queimadura.
METODOLOGIA: Trata-se de um relato de experiência construído a partir da vivência de uma discente durante a atividade de Estágio Supervisionado I, no período de março a maio de 2014, junto a uma cliente vítima de queimadura por acidente doméstico.
RELATO DE EXPERIENCIA: Durante as práticas do estágio supervisionado I, pôde-se ter contato com uma cliente vítima de um acidente com fogo, decorrente do preparo de alimentos no fogao de gás. Tal evento acarretou uma extensa queimadura em regiao de membros superiores, com lesoes de primeiro e segundo graus; tórax, com lesoes de segundo e terceiro graus; pescoço com lesoes de segundo grau e costas, com lesoes de primeiro grau. Após o acidente, a vítima procurou assistência médica junto a uma unidade hospitalar do município de Caicó/RN. Na ocasiao, foram feitos curativos com soro fisiológico 0,9% e sulfadiazina de prata, em seguida, sendo liberada para acompanhamento junto a Estratégia de Saúde da Família (ESF). A equipe da ESF avaliou a queimadura sofrida pela vítima com comprometimento de aproximadamente 40% de seu corpo. Os curativos inicialmente foram realizados soro fisiológico 0,9% e sulfadiazina de prata e à medida que as lesoes foram evoluindo no processo cicatricial passou-se a utilizar óleo de girassol. No decorrer do tratamento, necessitou-se fazer uso de papaína a 6% em regiao que sofreu processo de necrose, bem como debridamento mecânico com bisturi. A lesao teve ótima evoluçao e em tempo significativo quando levado em consideraçao o seu percentual de superfície corporal queimado. Porém, durante o período de tratamento a vítima passou por um processo depressivo, em face de algumas incapacidades, como nao poder desempenhar simples atividades cotidianas, assim como à desfiguraçao de seu corpo, promovendo olhares de repulsa e pena, acarretando em acometimento do estado psicológico do individuo.
CONCLUSAO: Destarte, tal experiência possibilitou entender aspectos que envolvem os traumas de queimaduras que vao além do viés biológico, envolvendo questoes emocionais, psíquicas e sociais, o que leva a refletir criticamente sobre a efetividade de uma assistência de modo integral, assim como, pôde-se notar o quanto a ESF é significativa e efetiva na promoçao de saúde e bem-estar da populaçao.




ANALISE DE PACIENTES DE 0 A 12 ANOS ATENDIDOS NO PRONTO SOCORRO PARA QUEIMADURAS DE GOIANIA - GO EM 2011 E 2012

ORDEM:
TL08

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS

AUTORES: SILVA , I. K. M.; LEANDO, J. M.; AMARAL, L. E. F.; SILVA, A. C. A. ; MARÇAL, M. L. P.; FANTINATI, A. M. M.; COSTA, A. P.

OBJETIVO: Analisar os prontuários do Pronto Socorro para Queimaduras (PSQ) de Goiânia dos pacientes com idade entre 0 a 12 anos, que foram atendidos no período de 2011 a 2012 na instituiçao.
MÉTODO: Foi realizado um estudo retrospectivo observacional de caráter quantitativo, analisando as informaçoes coletadas no banco dedados do PSQ de pacientes que deram entrada no dia 01 de janeiro de 2011 a 31 dedezembro de 2012. Para Análise das informaçoes foi utilizado o programa MicrosoftOffice Excel 2013.
RESULTADOS: Foram analisados 2.648 prontuários, os pacientesclassificados como médio queimado representaram 59,74%, a residência foi o local de acidente com maior prevalência (58,57%) e 77,41% apresentaram queimaduras desegundo grau. A parte corporal queimada com maiores índices foi a cabeça e pescoçocom 20,70%, as queimaduras por superfícies de contato representaram 31,43% e o anode 2011 com maior índice de atendimento (50,18%).
CONCLUSOES: De acordo com os resultados, o agente etiológico predominante foi a queimadura por contato em superfícies aquecidas, seguida por líquidos aquecidos, sendo mais comum na residência da própria criança, com predomínio de lesoes de segundo grau e categoria médio queimado com acometimento maior em cabeça e pescoço.

Descritores: Queimaduras, Criança, Epidemiologia.




PERFIL CLINICO-EPIDEMIOLOGICO DE PACIENTES VITIMAS DE TENTATIVA DE AUTOEXTERMINIO POR QUEIMADURAS

ORDEM:
TL09

AREA: PREMIO NELSON PICCOLO - AO MELHOR TRABALHO MÉDICO

INSTITUIÇAO: SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR E TECNOLOGICO DO PIAUI LTDA

AUTORES: CAMAPUM, LEILANE M.; BATISTA, LUIZA I. V.; SANTIAGO, DENYBERG O.

INTRODUÇAO: As tentativas de suicídio no mundo sao uma causa importante de morbimortalidade. No Brasil, essa circunstância vem crescendo consideravelmente. Diante da possibilidade de provocar sequelas psicossociais, elas sao traumas de grande complexidade, que requerem tratamento multidisciplinar e específico.
OBJETIVOS: Identificar os dados sócio-demográficos e fatores relacionados aos casos de tentativa de auto-extermínio por queimaduras externas em pacientes internados no hospital de referência para queimados em Teresina - PI.
MÉTODOS: Este trabalho foi realizado no Hospital de Urgência de Teresina. Foram avaliados retrospectivamente prontuários de pacientes admitidos entre junho de 2008 e dezembro de 2013, sendo incluídos todos os prontuários com relato de tentativa de autoextermínio por queimaduras.
RESULTADOS E CONCLUSOES: Foram admitidos 16 pacientes no período estudado. Observou-se que 13 pacientes eram do sexo masculino (81,3%). A faixa etária variou de 23 a 64 anos, com média de 38,8 anos. Descobriu-se, ainda, que 56,3% eram procedentes do interior do estado e 87,5% dos casos ocorreram nas residências. A gasolina associada a fogo foram os principais agentes usados. O tempo de internaçao variou de dois a 126 dias. Dos casos avaliados, 37,5% tiveram entre 21% a 40% de superfície corporal queimada, 62,5% dos enfermos tiveram alta hospitalar melhorados, 93,8% apresentaram acometimento de tórax, 75% foram classificados como grande queimado, 25% deles saíram com deficiência motora nos membros superiores e 25% morreram. Além disso, 43,8% tiveram lesao de vias aéreas (LVA) e só um caso apresentou registro de tentativas anteriores. Os pacientes que evoluíram ao óbito apresentaram menor permanência hospitalar. A maioria dos pacientes que recebeu alta hospitalar saiu com algum tipo de deficiência motora.

Descritores: Queimaduras. Tentativa de Suicídio. Epidemiologia.




CAREGIVERS' PERSPECTIVE OF SCHOOL REINTEGRATION IN CHILDREN SURVIVORS OF BURNS

ORDEM:
TL10

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: ESCOLA DE ENFERMAGEM DE RIBEIRAO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SAO PAULO, FACULTY OF SOCIAL AND BEHAVIOURAL SCIENCES OF UTRECHT UNIVERSITY, DUTCH BURNS FOUNDATIONS

AUTORES: PAN, R.; SANTOS, B.D.; VAN LOEY, N.E.E.; GEENEN, R.; ROSSI, L.A.; NASCIMENTO, L.C.

INTRODUCTION: Pediatric burns are an important reason of treatment and hospitalization. Children victims of burns may interrupt or even abandon school activities. The process of school reintegration of this population has become a point of attention. Aim: To analyze the caregivers' perspective of the school reintegration of children survivors of burns.
METHOD: It is an ethnographic study based on Interpretative Anthropology. After the ethical committee approval, data were collected in a burn unit at a university hospital located in the interior state of Sao Paulo, Brazil, and at children's home and schools, during 22 months. Caregivers of school-aged children survivors of burns were invited to participate in this study. We defined school-age children victim of burn as a child from six to twelve years-old, enrolled or not in a school at the moment of the burn, and caregiver as the family member who takes care of the children most of the time. The triangulated strategies for data collection were participant observation, in-depth interviews, and field notes. Data were analyzed using inductive thematic analysis and the hermeneutic circle.
RESULTS AND DISCUSSION: A total of fourteen caregivers participated; eleven mothers, two grandmothers and one father. Eleven were married or living with a partner, one was divorced and another was widower. The ages ranged from 24 to 60 years old. One caregiver was illiterate, six had incomplete elementary school, one had incomplete high school, and one was attending College. The family income per month ranged from R$622.00 to R$5000.00. The number of person living in the house ranged from three to nine. Codes were identified and organized in three units of meanings: 1) "Back to school"; 2) "To be normal"; and 3) "To talk about the problem". Some caregivers had feelings (like guilt, anxiety, and fear), behaviors, and attitudes that postpone the return to school of these children. The caregivers' level of education influenced the way they were able to deal with the new school demands, such as discrimination. There were distinguished characteristics of the public and private school systems that must be faced during this return. Some caregivers reported that burns in visible locations, like the face, the neck and the harms, negatively influenced the school reintegration. Children with burns located in body regions that could be hidden didn't have much difficulty to return to school. Most of the caregivers said that the children were normal or needed to be normal, but sometimes they emphasized that children were different than their peers, and even ugly. But if someone made any comment about the child appearance, caregivers advocated for their children with protected attitudes, like giving offensive answers to others or ignoring the comment. Most of them reported that they need to talk about the accident, burn injury and everything related with it when the children return to the school, not just the class of the children, but with all people at the school. This can help the children deal better with the scars and their new appearance.
CONCLUSION: The results of this study contribute to the planning of the school return of other children experiencing the same process. Acknowledging school team interactions with health care professionals and caregivers has the potential to facilitate the reintegration of the child in this context.




ATUAÇAO DA FISIOTERAPIA AS VITIMAS DA BOATE KISS: A EXPERIENCIA DE UM HOSPITAL DE PRONTO-SOCORRO

ORDEM:
TL11

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: HOSPITAL DE PRONTO-SOCORRO DE PORTO ALEGRE

AUTORES: CARDOSO, E.; FERNANDES, A.; RIEDER, M.

Em janeiro de 2013, o incêndio ocorrido em uma casa noturna na cidade de Santa Maria, Rio Grande do Sul, matou 242 ocupantes, produzindo um dos piores desastres brasileiro dos últimos 50 anos. O fogo que tomou conta da boate Kiss se alastrou através de um material de isolamento acústico liberando ácido cianídrico e monóxido de carbono, produtos que causam sérias injúrias ao serem inalados. Além disso, muitas vítimas ficaram feridas gravemente em decorrência de queimaduras por chamas que se espalharam na boate. A maioria das vítimas foi constituída de estudantes universitários, com idades entre 18 a 31 anos. Outros 169 foram hospitalizados por inalaçao de fumaça e queimaduras, muitos dos quais se encontraram em estado crítico. Este artigo se trata de um relato do trabalho desenvolvido pela equipe de fisioterapeutas de um hospital de pronto-socorro aos pacientes vítimas de queimaduras decorrente da tragédia na Boate Kiss. No dia em que o hospital recebeu os pacientes, na tarde do dia 27 de janeiro, 12 horas após o ocorrido, a fisioterapia iniciou com os atendimentos. Os pacientes foram transferidos da cidade de Santa Maria para Porto Alegre por meio de transporte aéreo da Força Aérea Brasileira (FAB). Internaram no hospital dez pacientes, sendo sete homens e três mulheres, com idade média de 22,5 anos. Oito pacientes tinham queimaduras em locais do corpo com superfície corporal queimada média de 21%. Todos apresentavam injúria inalatória. O tempo médio de VM foi de 9 dias e o tempo médio de internaçao na unidade foi de 21 dias. Todos pacientes chegaram ao HPS com tubo orotraqueal e com uso de ventilaçao mecânica. Em virtude do quadro de intoxicaçoes por gases tóxicos, altas fraçoes de oxigênio, a 100%, foram utilizadas com Objetivo de reverter esse problema, através da dissociaçao do monóxido de carbono de seus sítios de ligaçao. O quadro clínico apresentado pelos pacientes nas primeiras 24 horas internaçao no HPS, mostrou a necessidade de instituir terapêutica de desobstruçao brônquica, de prevençao de atelectasias e de otimizaçao da relaçao ventilaçao/perfusao, assim como de manutençao da amplitude de movimento articular. Apontamos, dessa forma, a importância de estamos preparados para essa prática profissional e tecemos algumas consideraçoes, as quais indicam a necessidade de atuaçao o mais precoce possível como uma estratégia de evitar complicaçoes tardias. Consideramos que a reabilitaçao de uma lesao por queimadura é um processo longo e que nao termina com a alta hospitalar. Ela continua, no mínimo, até a maturaçao completa da cicatriz. Esse processo, além do fisioterapeuta, envolve uma equipe multidisciplinar, com profissionais motivados e a plena participaçao do paciente. O caminho nem sempre é fácil, no entanto, com a intervençao terapêutica adequada e precoce, o paciente pode apresentar melhores desfechos funcionais.




PERCEPTIONS OF ADOLESCENT SURVIVORS OF BURN INJURIES AND THEIR PARENTS OF THE OF HEALTH-RELATED QUALITY OF LIFE OUTCOMES

ORDEM:
TL12

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: ESCOLA DE ENFERMAGEM DE RIBEIRAO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SAO PAULO, FACULTY OF SOCIAL AND BEHAVIOURAL SCIENCES OF UTRECHT UNIVERSITY, DUTCH BURNS FOUNDATIONS

AUTORES: PAN, R.; NASCIMENTO, L.C.; ROSSI, L.A.; VANDERMEULEN, E.; GEENEN, R.; VAN LOEY, N.E.E.

Aim: This study compared the self-reported Health-related Quality of Life (HRQoL) of the adolescents survivors of burn injury and the proxy estimation of their mothers and fathers at six and 18 months post burn injuries.
METHODS: Children with burns (8-18 years old) attending one of the seven burn centers in the Netherlands and Belgium and their both parents were invited to participate. A total of 89 adolescents aged 11 years or older filled out the American Burn Association/Shriners Hospitals for Children Burn Outcomes Questionnaire (BOQ) at six months and 18 months post burn injury. Descriptive analysis were done and correlations between results of the adolescents, mothers and fathers were established.
RESULTS: Overall, the physical functioning scores were shown to be optimal in almost all participants (99%) and across the three informants. Adolescents reported better optimal scores than their fathers and - more pronounced - their mothers at most of the subscales, but on average the correlations were medium to high. Only the subscale 'appearance' showed a lower correlations between the adolescents and their parents, whereas both parents had medium to high inter-correlations. Statistically significant differences between the adolescent and the mother were found for the subscales 'appearance', 'family disruption' and 'parental concern' at six months.
CONCLUSION: In general, the parents had congruent perceptions of the adolescent's functioning. The reported scores of the three informants were quite similar, but mothers tended to report worse HRQoL than fathers and their children on the most of the subscales of the BOQ. It suggests that the proxy estimation can be used when the adolescents cannot provide the assessment themselves.




TRATAMENTO DE FERIDA COMPLEXA COM DESARTICULAÇAO BILATERAL DOS MEMBROS INFERIORES: RELATO DE CASO

ORDEM:
TL13

AREA: PREMIO NELSON PICCOLO - AO MELHOR TRABALHO MÉDICO

INSTITUIÇAO: HOSPITAL UNIVERSITARIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

AUTORES: BARRA,A; CORREA,MARILIA PD; DORNELAS,MARILHO T; CORREA,LIVIA D

INTRODUÇAO: O tratamento das Feridas é provavelmente uma das áreas mais antigas da Medicina. Sendo definida como a perda de cobertura cutânea, nao apenas da pele, mas também dos tecidos subcutâneos, músculos e ossos. Podem ser causadas por traumas que tenham origem interna ou externa ao tecido afetado e variam desde uma lesao aguda e controlada até uma agressao generalizada.É considerado complexa, uma ferida de difícil resoluçao e que esteja associada à perda cutânea extensa, infecçoes agressivas, viabilidade dos tecidos comprometida (presença de isquemia e/ou necrose), e associaçao com doenças sistêmicas,tais como diabetes, vasculopatias, vasculites que prejudicam os processos normais de cicatrizaçao.Segundo Ferreira et al., as feridas complexas, sao divididas em úlceras de pressao, feridas traumáticas , feridas cirúrgicas complicadas e feridas necrotizantes.Atualmente, as feridas sao consideradas um problema de saúde pública, dada a sua prevalência, atingindo principalmente indivíduos jovens, vitimas de trauma, economicamente ativos , com grande impacto social.O objetivo deste trabalho é relatar um caso tratado no Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário Da Universidade Federal de Juiz de Fora, submetido a rotaçao de retalho miocutâneo posterior de coxa bilateral, para o fechamento da ferida.
RELATO DE CASO: JS, 28 anos, gênero masculino, desempregado, natural de Divino, MG, paraplégico, vítima de acidente motociclístico com trauma raquimedular, há 5 anos ,tendo sido submetido a artrodese de coluna torácica. Paciente etilista e tabagista, ex-usuário de drogas ilícitas.Internado no Hospital Evangélico de Carangola, no dia 18/06/13e mantido por 75 dias, até a transferência para o nosso Serviço para tratamento de escarastrocantéricas, a maior a Direita (15 cm), com exposiçao do colo do Fêmur. Paciente encontrava-se desnutrido, com albumina de 1,4 e Infecçao Urinária de repetiçao com urocultura positiva para E.coli. Durante a internaçao, realizou-sedebridamentos das úlceras, cistostomia e orquiectomia à direita. Paciente apresentou piora clinica e extensao progressiva da ferida, com necrose extensa, invadindo a regiao perineal e pubiana, sendo realizado o diagnóstico de Sindrome de Fournier, iniciado antibioticoterapia com Ceftazidima e vancomicina, e solicitado transferência para o Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário da UFJF, devido à gravidade do caso, e necessidade de tratamento específico.Admitido no nosso serviço, no dia 31/08/13,apresentava lesao extensa em regiao perineal e pubiana, com grande área de necrose e tecido de granulaçao pobre em algumas áreas, com presença de secreçao amarelada, com odor fétido, apresentava úlcera em bolsa escrotal, com exposiçao e necrose testicular a esquerda , além de necrose extensa do pênis, com linfedemasevero e desinserçao completa da regiao púbica além de exposiçao da uretra. Nao havia lesao em regiao perianal. Foram realizados debridamentos cirúrgicos sequencias, já que a necrose cobria grande parte da artéria femural tendo sido necessário a interferência da Cirurgia Vascular no primeiro procedimento por rompimento da Arteria femuralesquerda. Feito curativos diários com Sulfadiazina de Prata 1% eantibióticoterapia com Tazocim e Vancomicina. Após diagnóstico de osteomielite, necrose séptica da cabeça do Fêmur , exposiçao óssea importante, associado a paraplegia espástica e à falta de opçoes para o fechamento da área cruenta, optou-se em consenso com o paciente, familiares e os serviços de Cirurgia Plástica e Ortopedia pela desarticulaçao coxo-femural bilateral, sendo que seria realizado num primeiro tempo à esquerda por estar em pior condiçao. Procedimento foi realizado no dia 31/10/13, associado à rotaçao de retalho músculo cutâneo posterior de coxa, para fechamento parcial da ferida Complexa.(Fig 2) Paciente apresentou no peroperatório choque hipovolêmico devido ao sangramento importante, com necessidade de transfusao sangüínea, porém evoluiu bem sendo transferido diretamente para seu leito após o procedimento cirúrgico, com sinais vitais dentro da normalidade. No dia 19/11/13, após estabilizaçao pós operatória e com retalho totalmente integrado, foi submetido a novo procedimento cirúrgico, para debridamento em regiao pélvica à direita.Após à desarticulaçao do membro inferior esquerdo, paciente resolveu nao mais aceitar a desarticulaçao do membro contra lateral, o que causou grande desorganizaçao do plano cirúrgico previamente programado.Submetido entao à rotaçao de retalho cutâneo de vizinhança em 03/12/13, para cobertura de área cruenta residual à direita.( Fig 3). Paciente evoluiu com hematoma volumoso, diagnosticado 24 horas após a cirurgia, com perda retalho cutâneo. Novos debridamentos cirúrgicos em sequência foram realizados, até que o paciente resolveu aceitar o plano cirúrgico traçado anteriormenteEm 20/02/14, realizada desarticulaçao coxo-femural à direita com rotaçao de Retalho Miocutâneo Posterior de Coxa, com necessidade de transfusao sanguínea maciça, e internaçao no centro de terapia intensiva, devido a novo choque hipovolêmico.Após estabilizaçao clínica, paciente retornou para a enfermaria, apresentando pequena área de deiscência do retalho miocutâneo à direita, comdebridamentos cirúrgicos e fechamento da lesao com ressutura No dia 26/04/13, paciente recebeu alta hospitalar, com ferida quase completamente cicatrizada, presença de tecido de granulaçao em bolsaescrotal e pênis, ausência de áreas de necrose, com orientaçao de curativo diário, com seguimento no ambulatório de Cirurgia Plástica no HU-UFJF.
DISCUSSAO: As feridas podem ser conceituadas como "quebras da soluçao de continuidade das estruturas do corpo, ou como ruptura das estruturas e funçoes normais dos tecidos. Podem ser causadas por traumas que tenham origem interna ou externa ao tecido afetado e variam desde uma lesao aguda e controlada até uma agressao generalizada.O trauma configura hoje a principal causa de morte que pode ser prevenida e atinge, principalmente, os adultos economicamente ativos, com grande impacto social. Isso também colabora para o surgimento de feridas graves, de tratamento complicado e prolongado.Predomina no gênero masculino, em torno de 60 %,devido a maior incidência de Trauma em homens e pela dedicaçao das mulheres a sua saúde.Feridas Complexas requerem tratamento multidisciplinar, com associaçao de terapias farmacológicas e cirúrgicas para um bom resultado. Na maioria das vezes, o tratamento cirúrgico, com reconstruçao extensa e retalhos sao necessários para reduzir a área cruenta. A conduta terapêutica que permitiu a obtençao de melhores resultados inclui, diagnóstico e intervençao precoces, com antibioticoterapia de largo espectro, além de debridamentos consecutivos.A literatura demostra a importância do debridamento,pois o paciente nao submetido a esse procedimento, tem mortalidade igual a 100%, já que a gangrena evolui 2,5 cm2/h.Feridas Complexas que atingem a regiao trocantérica, sao de difícil tratamento, e evoluem muitas vezes para a desarticulaçao coxo femural. Este procedimento é considerado de exceçao, usado quando outros Métodos falharam ou nao puderam ser indicados, pois é considerado procedimento de grande porte, com necessidade de transfusao sanguínea volumosa. Georgiade,Pickrell e Maguire, em 1956, propuseram o uso de partes moles da coxa amputada , como retalho total de coxa, para o tratamento de pacientes com úlceras trocantéricas complicadas por pioartrose e e osteomielite do fêmur.O planejamento cirúrgico deste retalho depende da quantidade de tecido necessária para cobrir o defeito, o que determina o comprimento do mesmo.Royer, em uma série de 41 casos, de retalhos de coxa, realizado em tetraplégicos, relata como complicaçoes mais comuns, hemorragia pós-operatória, infecçao, formaçao de fístulas, deiscência de sutura e pielonefrite, totalizando 34 complicaçoes.O caso foi relatado pela importância da descriçao de procedimento cirúrgico raramente realizado pelos Serviços de Cirurgia Plástica, por sua Complexidadee por ser uma opçao de tratamento em casos complexos de escaras de decúbito.




O USO DE VENTOSATERAPIA NA MELHORA DAS CICATRIZES E SUAS SEQUELAS POS QUEIMADURA POR GOTEJAMENTO DE MATERIAL TOXICO COM CIANETO EM SOBREVIVENTE DA BOATE KISS.RELATO DE CASO

ORDEM:
TL14

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: HOSPITAL UNIVERSITARIO DE SANTA MARIA-CIAVA

AUTORES: OURIQUE, A.A.B.; PRADO, A.L.C.P.




SATISFACTION WITH APPEARANCE SCALE - SWAP: ADAPTAÇAO E VALIDAÇAO PARA BRASILEIROS QUE SOFRERAM QUEIMADURAS

ORDEM:
TL15

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: ESCOLA DE ENFERMAGEM DE RIBEIRAO PRETO - UNIVERSIDADE DE SAO PAULO

AUTORES: CALTRAN, M.P. ; FREITAS, N.O.; DANTAS, R.A.S.; ROSSI, L.A.

OBJETIVOS: Adaptar a Satisfaction With Appearance Scale - SWAP e avaliar a validade e a confiabilidade da versao adaptada em uma amostra de pacientes brasileiros que sofreram queimaduras.
MÉTODO: A pesquisa foi iniciada após aprovaçao do projeto pelo Comitê de Ética da Escola de Enfermagem de Ribeirao Preto. O processo de adaptaçao foi como segue: traduçao do instrumento original, síntese das traduçoes, avaliaçao por um comitê de juízes, retrotraduçao, síntese, comparaçao da versao original em inglês com a versao consensual em inglês, avaliaçao pelo autor do instrumento original, reavaliaçao pelo comitê de juízes, validaçao semântica e pré-teste. A validade de constructo convergente foi avaliada pelo teste de correlaçao de Pearson entre o escore obtido pela aplicaçao da SWAP e os resultantes da medida de constructos correlatos - depressao (Indice de Depressao de Beck); autoestima (Escala de Auto-Estima de Rosenberg); qualidade de vida relacionada à saúde (Short Form Health Suvey-36) e estado de saúde (Burn Specific Health Scale-Revised). A validade discriminante foi testada por meio de grupos conhecidos, associando-se a média das medidas da SWAP adaptada com as médias obtidas de acordo com o sexo, superfície corporal queimada e percepçao do paciente sobre a visibilidade da queimadura (sim/nao). A validade de constructo relacionada à dimensionalidade foi verificada por meio da Análise Fatorial Confirmatória (AFC) e Análise Fatorial Exploratória (AFE). A confiabilidade foi avaliada pela consistência interna dos itens (alfa de Cronbach).
RESULTADOS: Participaram da etapa de validaçao 106 pacientes queimados com média de idade de 37,5 anos (Desvio-Padrao - DP=13,2) em atendimento ambulatorial na Unidade de Queimados do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirao Preto. Na análise da validade de constructo convergente, as correlaçoes entre as medidas da SWAP e dos constructos correlatos variaram de moderadas a fortes e foram estatisticamente significantes (r=0,30 a 0,77). A SWAP adaptada apresentou capacidade de discriminar os grupos em relaçao à percepçao de visibilidade da queimadura (p<0,001). A consistência interna foi de 0,88. A AFE resultou em três fatores. AFC apresentou índices de ajuste ao modelo: 2=159,46/p<0,0001; 2/g.l=2,155; AGFI=0,73; RMSEA=0,10; CFI=0,86.
CONCLUSAO: A SWAP adaptada para o português apresentou-se válida e confiável para ser utilizada com indivíduos brasileiros que sofreram queimaduras.




PROFISSOES COM MAIOR RISCO PARA ACIDENTE COM QUEIMADURAS: UMA REVISAO INTEGRATIVA

ORDEM:
TL16

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

AUTORES: SANTOS, EVELYN A.; BRAGA, DIEGO D.; BAZZAN, JÉSSICA S.; AMESTOY, SIMONE C.; FUCULO JUNIOR, PAULO R. B.; ROSSO, LUCAS H.; OLIVEIRA, THAIS D.; ECHEVARRIA-GUANILO, MARIA ELENA

Objetivou-se identificar, na literatura científica, as profissoes mais envolvidas com acidentes de trabalho por queimaduras. Trata-se de um estudo de Revisao Integrativa, desenvolvido, pelos acadêmicos de enfermagem integrantes do Grupo de Extensao e Pesquisa em Queimaduras/GEPQ, da Universidade de Federal de Pelotas/RS, com o Objetivo de responder à seguinte pergunta norteadora: Na literatura cientifica, quais seriam as profissoes mais relatadas nos acidentes de trabalho por queimaduras? Para tanto foram consultadas duas bases de dados: Literatura Latino-Americana e Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Public Medline (PUBMED). Sendo definidos os critérios de inclusao: artigos com resumos publicados nos últimos dez anos, nos idiomas português, inglês e espanhol; estudos realizados apenas com seres humanos, sendo estes maiores de 19 anos; e que na descriçao da amostra em estudo fizessem mençao aos casos que envolviam acidentes de trabalho com queimaduras. Identificaram-se 143 títulos e resumos, após a aplicaçao dos critérios de inclusao, foram selecionados 36 estudos para análises detalhada. Entre estes, o número de vítimas por acidentes presente nos artigos variaram, de um até 872; as ocupaçoes mais relatadas nos casos de acidentes com queimaduras foram: trabalhadores têxtis, eletricistas, soldadores, mecânicos, cozinheiros, garçons, encanadores os agentes mais frequentes foram os químicos e elétricos. O sexo predominante nos acidentes foi o masculino com idade entre 20 e 39 anos, tendo relatadas as principais regioes atingidas às maos, pés e a face. Foi possível identificar que os acidentes com queimaduras ocorreram em diversos ambientes de trabalho, tanto nos considerados saudáveis, que sao aqueles considerados seguros e que oferecem proteçao, quanto nos ambientes nao saudáveis ou que apresentavam risco inerente à atividade e/ou funçao desempenhada. É importante destacar que, os acidentes alteram a qualidade de vida dos trabalhadores, tanto física quanto psicologicamente, impossibilitando-os muitas vezes de retornarem às atividades desenvolvidas antes do acidente. Nas atividades cotidianas destaca-se a importância da educaçao permanente para os trabalhadores sendo um importante meio para a reduçao de acidentes ocupacionais por queimaduras, pois fornece informaçoes sobre a identificaçao dos riscos e perigos resultantes de práticas inseguras.




INSERÇAO DO ACADEMICO DE ENFERMAGEM EM AÇOES DE PREVENÇAO DE INCENDIO E PLANO DE EMERGENCIA EM UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO SUPERIOR

ORDEM:
TL17

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: CENTRO UNIVERSITARIO FRANCISCANO

AUTORES: FONTOURA, FELIPE C; SOUZA THALES A; GELATI CATILA S; MARZARI CARLA K; MARTINS ELENICE S.R; DIEFENBACH, GRASSELE D.F; FLORES MARIA ISABEL Q.S; ARAUJO MICHELLE S. G

OBJETIVO: Relatar a experiência dos acadêmicos de enfermagem integrantes de um projeto acadêmico intitulado "Liga de Urgência, Emergência e Trauma", visando a prevençao e o atendimento pré-hospitalar aos queimados em casos de sinistros.
METODOLOGIA: Trata-se de um relato de experiência, de caráter qualitativo, relacionado às atividades práticas desenvolvidas por acadêmicos de enfermagem do Centro Universitário Franciscano, vinculado a um Projeto de Extensao, durante o mês de junho,julho e agosto de 2014. A capacitaçao foi realizada com os funcionários do Centro Universitário Franciscano e nele buscou-se implementar a prevençao e a capacitaçao em primeiros socorros em queimaduras para brigadistas de incêndio.
RESULTADOS: O treinamento ocorreu em 3 etapas: no primeiro momento, os funcionários foram divididos para treinamento de primeiros socorros, juntamente com os funcionários da brigada de emergência, o segundo momento foi realizado uma orientaçao dos alunos e professores, e no terceiro momento ocorreu o simulado total do prédio e colocou-se em prática o plano de abandono, atendimento as vítimas de queimaduras e primeira intervençao contra incêndio.
CONCLUSAO: A partir dessa vivência, a capacitaçao desenvolvida colaborou para a conscientizaçao e sensibilizaçao dos funcionários, descobrindo a relaçao com o seu local de trabalho e gerenciando a melhor forma de fazer a evacuaçao segura e correta para todos os envolvidos, bem como o atendimento adequado às vítimas de incêndio.

Palavras-chaves: Prevençao, Queimadura, Enfermagem, Urgência, Emergência.




TRADUÇAO PARA O PORTUGUES DA PATIENT AND OBSERVER SCAR ASSESSEMENT SCALE (POSAS)

ORDEM:
TL18

AREA: PREMIO NELSON PICCOLO - AO MELHOR TRABALHO MÉDICO

INSTITUIÇAO: , HOSPITAL DE CLINICAS DE PORTO ALEGRE, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

AUTORES: LINHARES, CAROLINA B.; VIARO, MAURICIO S. S.; BOMBARDELLI, JOAO M.; COLLARES, MARCUS V. M.

INTRODUÇAO: Escalas subjetivas de avaliaçao, nao invasivas e de fácil manejo, sao consideradas clinicamente mais úteis. Uma escala é considerada apropriada para a comparaçao de Resultados clínicos quando é considerada confiável, viável, consistente e válida.A Patient and Observer Scar Assessment Scale (POSAS) foi desenvolvida por Draaijers et al, em 2003, com propósito de atribuir um peso à opiniao do paciente como avaliador. Em seu estudo, Draaijers et al. demonstraram que a POSAS é mais consistente e confiável na avaliaçao de cicatrizes de queimaduras do que a Vancouver Scar Scale.A parte do observador da POSAS contém parâmetros (vascularizaçao, pigmentaçao, espessura, relevo e maleabilidade) que foram selecionados após uma revisao crítica de ferramentas de avaliaçao de cicatriz e da experiência clínica. Além da avaliaçao do observador, pacientes respondem sobre prurido, dor e quatro outros parâmetros que sao paralelos à avaliaçao do observador (cor, espessura, relevo e rigidez).Van de Kar et al. incluíram um novo parâmetro à escala original de POSAS: a área de superfície cicatricial. Este novo parâmetro permite a avaliaçao da contraçao ou expansao da cicatriz na sua área de superfície.A avaliaçao de cicatrizes é uma ferramenta útil na análise de intervençoes cirúrgicas e outros tratamentos, ao documentar sua eficácia e possibilitar avanços. Nao há registro de escala padrao em português para avaliaçao de cicatrizes, e a POSAS foi escolhida para traduçao e validaçao por ter recebido as melhores avaliaçoes em revisoes, e por contemplar também a percepçao do paciente.
MÉTODOS: Foi realizada a traduçao da escala POSAS do inglês para o português. A traduçao foi baseada em orientaçoes da Organizaçao Mundial da Saúde (OMS), com permissao do autor principal da escala original. A escala foi aplicada em um número pequeno de pacientes (N=15), para que fosse avaliada sua exequibilidade. Três avaliadores, sem prévio conhecimento da escala, aplicaram a mesma em cinco indivíduos cada. Todos os indivíduos eram maiores de 18 anos, pacientes do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), foram recrutados em julho de 2014 e forneceram consentimento por escrito. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do HCPA.
RESULTADOS: Durante o pré-¬teste, os examinadores relataram dificuldade de entendimento por pacientes de escolaridade muito baixa. Nenhuma outra dificuldade foi encontrada durante o pré¬teste. Sem a necessidade de realizar alteraçoes posteriores, a escala traduzida encontra-¬se agora em processo de validaçao.
CONCLUSOES: A escala POSAS foi desenvolvida inicialmente para uso em cicatrizes de queimaduras, mas seu uso foi ampliado, podendo ser aplicada em cicatrizes lineares, para avaliar técnicas cirúrgicas, curativos ou medicamentos. Este estudo desenvolveu a versao em português da escala de avaliaçao clínica de cicatrizes POSAS, trazendo a possibilidade de padronizar a avaliaçao de cicatrizes em nosso idioma. Obtivemos uma ferramenta de avaliaçao em português produzida oficialmente a partir da escala original em inglês, que valoriza a percepçao do paciente.




PREVALENCIA E CARACTERIZAÇAO DE INTERNAÇOES POR QUEIMADURAS EM CRIANÇAS NO RIO GRANDE DO NORTE

ORDEM:
TL19

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

AUTORES: ROCHA, CINTIA C. T.; SILVA, RICHARDSON A. R; FEITOSA, EVA E.L.C; MARINHO, CRISTIANE DA S. R.; BAY JUNIOR, OSVALDO DE G.; SILVA, MARIA L. P.

OBJETIVO: Verificar a prevalência e caracterizaçao de casos de queimaduras e corrosoes em crianças do Estado do Rio Grande do Norte (RN).
METODOLOGIA: Foi realizada uma pesquisa quantitativa, de caráter exploratório-descritivo e retrospectivo realizada de Janeiro/2012 a Junho/2014 conforme dados secundários do Departamento de Informática do SUS (DATASUS), com análise dos dados pertencentes a crianças com faixa etária até quatorze anos de idade, internados por queimaduras e corrosoes, no Estado do Rio Grande do Norte.
RESULTADOS: A pesquisa revelou que, neste período, ocorreram 221 casos de internamento por queimaduras e corrosoes no RN. Destes, 10% eram <1 ano, 13,6% de 10 a 14 anos, 18,5% de 5 a 9 anos e 57,9% de 1 a 4 anos, mostrando que esta faixa etária foi a mais predominante. Relacionado ao sexo, houve predominância do sexo masculino com 61% dos internamentos quando comparado ao sexo feminino que obteve 39%. Dentre os municípios com casos de internamento, destaca-se o município de Natal com 97,2% dos internamentos, gerando um custo de R$ 617.045,14 para o tratamento. Avaliou-se também os dias de permanência de internamento destas crianças, já que o internamento gera conflitos para a criança e família, nessa avaliaçao foi constatado que a faixa etária de 1 a 4 anos representou o maior número de dias de permanência de internaçao com 632 dias.
CONCLUSAO: Observa-se que a faixa etária com a maior ocorrência de casos, de 1 a 4 anos, pode estar relacionada a idade em que as crianças começam a andar, sao mais ativas e nao possuem o discernimento do perigo. Acredita-se que o elevado percentual de casos do sexo masculino esteja relacionado as diferenças comportamentais e fatores culturais de cada sexo, em que o sexo masculino possui uma maior liberdade e as meninas uma maior atençao e cuidado. A alta prevalência de internamentos, em Natal, evidencia que a referida cidade é uma referência para o Estado e que os demais municípios apresentam um déficit quando relacionado a prestaçao de assistência ao paciente queimado. Nesta perspectiva ressaltamos a importância em desenvolver o ensino/aprendizagem nas escolas, pois as instituiçoes escolares contribuem significativamente para a formaçao cidada e estimulo da responsabilidade dos atores sociais, auxiliando na minimizaçao da incidência e/ou diminuiçao das sequelas de acidentes por queimadura; além, da importância do crescimento na rede de assistência a vítima de queimadura em todo o Estado.




ESTUDO EPIDEMIOLOGICO DE IDOSOS VITIMAS DE QUEIMADURAS INTERNADOS NA UNIDADE DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS DO HOSPITAL DE URGENCIA DE SERGIPE

ORDEM:
TL20

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERFIPE (UFS), ARACAJU-SERGIPE, BRASIL, HOSPITAL DE URGENCIA DE SERGIPE (HUSE), ARACAJU-SERGIPE, BRASIL

AUTORES: FREITAS, MANUELA S.; ARAGAO, CARLOS A. S.; MORAES, REBECA Z.C.; MACHADO, MARCELLA M.; ALMEIDA, LUCAS O.C.; SOARES, ANDERSON U.S.; BORGES, KENYA S.; CINTRA, BRUNO B.

OBJETIVOS: Analisar o perfil epidemiológico dos pacientes idosos queimados que deram entrada na Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital de Urgências de Sergipe
MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo do tipo exploratório e retrospectivo onde foram utilizados 1662 pacientes internados na Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital de Urgências de Sergipe no período de 2007 a 2013.
RESULTADOS: Dentre os 1662 pacientes catalogados, 66 (3,97%) eram de idosos como mais de 60 anos de idade, sendo 34 (51,51%) do sexo feminino e 32 (48,49%) do sexo masculino. No que se refere à extensao da queimadura, foram obtidos os seguintes dados: 7 (10,60%) idosos com queimaduras de pequena extensao; 40 (60,60%) com queimaduras de média extensao e 16 (28,80%) com queimaduras de grande extensao. Quanto A etiologia das queimaduras em idosos, o contato com a chama direta correspondeu a 39,39% dos casos; as escaldaduras corresponderam a 31,81% dos casos; o contato com chama indireta a 1,51% dos casos; explosao, 1,51% dos casos e 4,54% dos casos corresponderam a queimaduras por contato direto. Nao tiveram queimaduras de natureza elétrica nem química neste grupo estudado.
CONCLUSOES: Conclui-se que o perfil dos pacientes idosos vítimas de queimaduras internados na Unidade de Tratamento de Queimados mao tem diferença significativa de sexo, sendo o contato com chama direta o principal agente causal o que corrobora com a literatura. O presente estudo reforça a necessidade da educaçao continuada em queimaduras em idosos para prevenir e reduzir sua morbimortalidade.




AVALIAÇAO DA EFICACIA NA ADMINISTRAÇAO DE AUTO-PLASMA RICO EM PLAQUETAS (PRP) NA REPARAÇAO TECIDUAL DE ULCERAS CRONICAS DE MEMBROS INFERIORES

ORDEM:
TL21

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS

AUTORES: ZENKER, CINTHIA; VIÉGAS, KARIN

INTRODUÇAO: As úlceras em membros inferiores podem estar relacionadas a diversas etiologias, dentre elas o diabetes, a insuficiência venosa, a insuficiência arterial ou ainda por pressao devido ao contato prolongado com superfícies rígidas.
OBJETIVO: Verificar se a terapia complementar nao farmacológica de administraçao de plasma rico em plaquetas (PRP) acelera a reparaçao tecidual nas úlceras crônicas de membros inferiores.
MÉTODO: Estudo de casos múltiplos com indivíduos com úlceras crônicas em membros inferiores, realizado nos serviços ambulatoriais de um hospital de grande porte de Porto Alegre-RS. Os casos foram selecionados, até a saturaçao teórica e semelhanças nos resultados. Foram incluídas úlceras de qualquer etiologia e excluídos os pacientes que apresentavam lesoes nervosas por trauma; doença pulmonar obstrutiva crônica, doença celíaca, Hanseníase, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, acromegalias, sarcoidose, câncer, vasculite sistêmica; em uso de metronidazol, fenitoína, nitrofurantoína, amitriptilina, zidovudina (AZT), isoniazida, estatinas, amiodarona, ciclofosfamida, colchicina e vincristina; realizaçao cirurgia prévia para enxerto cutâneo em úlcera; presença de anemia significativa; outras causas de polineuropatia sensitivo-motora distal simétrica tais como hipotireoidismo e história de etilismo pesado. A coleta de dados foi por entrevista estruturada, observaçao e avaliaçao sistemática da úlcera e por registros fotográficos. A primeira aplicaçao do PRP foi no primeiro dia após a avaliaçao e as aplicaçoes subsequentes ocorreram em 7 dias, 14 dias, 22 dias, 39 dias, 54 dias, 69 dias, 89 dias e 99 dias. A análise utilizada foi proposta por Glaser e Strauss (1967), que consiste no desenvolvimento de uma teoria fundamentada nos dados mediante diversos procedimentos, reunindo um volume de dados referentes ao fenômeno estudado. Esta pesquisa foi aprovada pelos CEPs das instituiçoes envolvidas sob os números 238.537 e 240.386.
RESULTADOS: Quatro úlceras atenderam aos critérios de seleçao de dois participantes do sexo masculino, um com 49 anos, diabético e hipertenso e o outro com 79 anos, hipertenso e com isquemia arterial em membro inferior esquerdo e anticoagulado. Foi possível observar o fechamento completo de uma das feridas, e uma reduçao importante das outras duas tratadas com PRP. Apenas uma úlcera nao apresentou melhora relacionada ao seu tamanho, porém houve evoluçao positiva no que se refere à apresentaçao de tecido e das bordas da mesma. As úlceras sao de diferentes etiologias, tempo de duraçao e tamanho, ocorrendo, portanto, respostas distintas quanto à velocidade e porcentagem de cicatrizaçao. Observamos que a idade, o ITB e a utilizaçao de antiagregador plaquetário sao fatores que influenciam no desfecho final.
CONCLUSAO: O efeito do PRP no processo de cicatrizaçao das feridas crônicas nos casos estudados mostrou-se efetivo em relaçao às terapias anteriormente utilizadas. Esperamos que este estudo possa ser precursor de novas abordagens metodológicas para a validaçao da técnica de obtençao do PRP, assim como para a sua popularizaçao nos serviços de saúde.




O USO DA TERAPIA VAC EM UMA FERIDA TRAUMATICA NO MEMBRO INFERIOR ESQUERDO PROVOCADO POR ACIDENTE COM MOTOCICLETA

ORDEM:
TL22

AREA: PREMIO NELSON PICCOLO - AO MELHOR TRABALHO MÉDICO

INSTITUIÇAO: HOSPITAL ESTADUAL GETULIO VARGAS. RIO DE JANEIRO

AUTORES: RODRIGUES,KARINA VANZAN MAIO; DA SILVA, MARIA CASSIANA DIAS; FERREIRA, MARTA L. ALVES; DAHER,IRENE BARRA

Trata-se do relato de experiência do uso da Terapia de pressao negativa (VACr) no tratamento de um paciente do sexo masculino, 30 anos, natural do Rio de Janeiro, admitido no Hospital Estadual Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro, após ter sido vítima de acidente de motocicleta em via pública provocando ferida traumática no membro inferior esquerdo com lesao grave de partes moles e fratura exposta do tornozelo.

Palavras - chave: Ferida traumática, Cicatrizaçao, Terapia VAC.




CARACTERISTICAS EPIDEMIOLOGICAS DOS PACIENTES COM QUEIMADURAS DE TERCEIRO GRAU NO HOSPITAL DE URGENCIAS DE SERGIPE DE JANEIRO DE 2009 A MAIO DE 2014

ORDEM:
TL23

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: HOSPITAL DE URGENCIA DE SERGIPE (HUSE), ARACAJU-SERGIPE, BRASIL, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERFIPE (UFS), ARACAJU-SERGIPE, BRASIL

AUTORES: FREITAS, MANUELA S.; MACHADO, MARCELLA M.; MORAES, REBECA Z.C.; SOUSA, ALLISSON H.; JUNIOR, RAFAEL A.S.; ARAGAO, LUIZA H.F.B.; PINTO, ESTACIO F.G.; BORGES, KENYA S.; CINTRA, BRUNO B.

OBJETIVO: Colaborar na elaboraçao de estratégias de intervençao social baseadas nas taxas de prevalência e nas características da populaçao acometida por esse trauma no estado de Sergipe para que se possibilite maior eficácia no processo preventivo e até mesmo na cura e reinserçao social do indivíduo queimado.
MÉTODO: Baseados nos dados do sistema de registro da Cirurgia Plástica da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), referentes às vítimas de queimaduras de terceiro grau que foram admitidas no serviço da cirurgia plástica da referida Unidade, durante o período compreendido entre janeiro de 2009 e maio de 2014, o que totalizou uma amostra de 182 registros e permitiu-nos traçar o perfil epidemiológico desta populaçao.
RESULTADOS: Maior prevalência do público adulto, do gênero masculino, com queimaduras provocadas por agente térmico, apresentando médio porte. Além disso, foi observado um baixo índice de óbito.
CONCLUSAO: A importância deste se é válida, pois além de tratar de um problema que gera custos de aproximadamente um milhao de reais por mês para o Governo de Sergipe, evidencia a necessidade do conhecimento dos dados estatísticos sobre queimaduras como ferramentas imprescindíveis para a populaçao que se pretende tratar, possibilitando o desenvolvimento de estratégias em prol da prevençao deste grande mal e reduçao progressiva de sua prevalência.

Descritores: Queimaduras, Unidades de Queimados, Epidemiologia.




CARACTERIZAÇAO DAS INTERNAÇOES POR QUEIMADURAS E CORROSOES NO RIO GRANDE DO NORTE

ORDEM:
TL24

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

AUTORES: MARINHO, CRISTIANE DA S. R.; ROCHA, CINTIA C. T.; MORAIS FILHO, LUIZ A.; SILVA, MARIA L. P.; BAY JUNIOR, OSVALDO DE G.; FERREIRA, MARIA A.F

OBJETIVOS: Caracterizar as internaçoes por queimaduras e corrosoes no Estado do Rio Grande do Norte.
METODOLOGIA: Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, com abordagem quantitativa, retrospectivo, realizado de janeiro de 2012 a junho de 2014, com base nos dados secundários obtidos a partir da base de dados do SUS (DATASUS).
RESULTADOS: Foram notificados 488 casos de internaçao por queimaduras e corrosoes no Estado do Rio Grande do Norte. Destas, 97,54% ocorreram na cidade do Natal e 2,46% em outras cidades. No que se refere ao sexo dos pacientes, 63,73% eram do sexo masculino e 23,92% do sexo feminino. Em se tratando da faixa etária, houve um predomínio de 26,23% das internaçoes entre 1 e 4 anos, seguido de 13,11% de 20 a 29 anos e 12,50% de 30 a 39 anos. Quanto ao valor gasto por município no tratamento das queimaduras e corrosoes identificou-se um total de R$ 620.481,63, tendo o município do Natal desprendido um valor de R$ 617.045,43. No que tange o número de óbitos por queimadura, evidenciou-se um quantitativo de 2,66% de mortes.
CONCLUSAO: Diante dos resultados, podemos concluir que a cidade do Natal, capital do RN, apresenta-se como referência para os casos queimaduras de todo o Estado. Isso mostra o déficit e despreparo dos municípios acerca da assistência que deve ser prestada ao paciente queimado. Acredita-se ainda que o predomínio do sexo masculino nas internaçoes por queimaduras e corrosoes esteja ligado as suas atividades laborais, bem como ao comportamento mais agressivo dos homens. Os Resultados revelam que as entidades governamentais precisam investir mais no desenvolvimento de políticas públicas que contribuam com a diminuiçao dos casos de queimaduras e corrosoes no Estado do RN e, consequentemente, os gastos econômicos e sociais decorrentes desses eventos.




TRATAMENTO DIFERENCIADO DE LESAO COMPLEXA NO MEMBRO INFERIOR OCASIONADA POR ARMA DE FOGO

ORDEM:
TL25

AREA: PREMIO NELSON PICCOLO - AO MELHOR TRABALHO MÉDICO

INSTITUIÇAO: HOSPITAL ESTADUAL GETULIO VARGAS,RJ

AUTORES: RODRIGUES,KARINA VANZAN MAIO; DAHER,IRENE BARRA; FERREIRA,MARTA L. ALVES,DA SILVA; DA SILVA,MARIA CASSIANA DIAS

OBJETIVO: Nosso objetivo é demonstrar a associaçao de três tratamentos avançados, para as feridas, individualizando cada momento da lesao e mostrando que eles proporcionaram uma recuperaçao mais rápida e eficaz da lesao do membro inferior do paciente.
MÉTODO: Trata-se do relato do tratamento de um paciente do sexo masculino, 27 anos, natural do Rio de Janeiro, admitido no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na cidade do Rio de Janeiro, vítima de atentado por arma de fogo provocando fratura exposta do platô tibial esquerdo e lesao arterial. Foram utilizadas três coberturas diferentes considerando cada fase do processo de cicatrizaçao da ferida, iniciando com a Terapia por pressao negativa, seguida do uso da prata Nano cristalina de liberaçao lenta e por último com o uso da matriz dérmica no tratamento do paciente.
RESULTADOS: Obtivemos completa resoluçao da ferida em 90 dias, mesmo com a miólise e infecçao entre septos musculares devido a isquemia do membro pela importante lesao vascular.
CONCLUSOES: Assim sendo, concluímos que é de fundamental importância o conhecimento da fisiologia da cicatrizaçao e a composiçao de cada cobertura cutânea e sua aplicabilidade para que de modo efetivo seja utilizada a cobertura que melhor atenda as necessidades do paciente de acordo com a fase de cicatrizaçao da ferida.

Palavras - chave: Lesao por arma de fogo, Cicatrizaçao, Terapia por pressao negativa, Matriz Dérmica, Prata Nano cristalina.




ESTUDO DE CASO: A IMPORTANCIA DOS RECURSOS ESTÉTICOS NA REINTEGRAÇAO PSICOSSOCIAL DE PACIENTES QUEIMADOS POR MEIO DA MELHORA DA ESTÉTICA-FUNCIONAL DA PELE

ORDEM:
TL26

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI, CENTRO UNIVERSITARIO MONTE SERRAT

AUTORES: V. N. S. SANTOS; F. S. SANTOS; K., PEREIRA; F. N. ANTHERO

Queimaduras constituem lesoes teciduais de origem térmica, elétrica, radiativa ou química, sendo sua incidência um problema de saúde publica que atinge pessoas de todas as idades e ambos os sexos, embora seja maior em crianças de zero a nove anos, seguido de adultos entre vinte a vinte nove e de pessoas de trinta a trinta e nove anos, sua causa mais frequente é de origem térmica. Fortes dores, intervençoes cirúrgicas reconstrutoras sao rotina para o paciente queimado que perde sua identidade física de forma radical e definitiva, criando problemas com sua qualidade de vida. Cicatrizes, hipercromias, xerose cutânea sao sequelas frequentes, que muitas vezes deformam ou impedem funçoes. A fisioterapia Dermato Funcional e o esteticista diante de antigos e novos conhecimentos e tecnologias reforça e lapida o cuidado como um todo com estes pacientes, compondo uma equipe multi e interdisciplinar de médicos, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e psicólogos e, portanto, o Objetivo deste estudo é relatar a importância da utilizaçao de recursos estéticos para amenizar seqüelas provocadas pela queimadura a fim de melhorar a pele estética e funcionalmente. A pesquisa foi realizada no Centro Universitário Monte Serrat com estudo de caso de paciente com 90% de queimadura, 2ª e 3ª grau, na face com quadro de perda de elasticidade e a mímica facial, retraçao tecidual, fibroses e cicatrizes hipertróficas. O tratamento teve inicio após o 6º mês do acidente e foram utilizados recursos estéticos como técnicas manuais, eletroterapia e cosmecêuticos. Ao término da pesquisa paciente apresentou diminuiçao da dor e de fibroses, melhora das cicatrizes, hipercromias, mimica e elasticidade facial.




ASSISTENCIA DE ENFERMAGEM NA PREVENÇAO DE ULCERAS POR PRESSAO NO PORTADOR DE MIELITE TRANSVERSA - RELATO DE EXPERIENCIA

ORDEM:
TL27

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: HOSPITAL MUNICIPAL SALGADO FILHO - RIO DE JANEIRO - RJ - BRASIL

AUTORES: PENA SIMONE BARRETO; FERREIRA FELIPE SOUZA; VASQUES KATIA; ALMEIDA MICHELE BOGADO; GOMES CAMILA; MANTORANO CAROLINA; MARTINS MARCIA CRISTINA

INTRODUÇAO: Mielite transversa aguda(MTA) é uma doença inflamatória desmielinizante que afeta a medula espinhal focal que resulta em disfunçao sensório-motora e autonômica (PANDIT, 2009). Os sintomas podem progredir rapidamente dentro de minutos ou horas em alguns pacientes com Mielite Transversa (MT). Aproximadamente 1/3 dos pacientes se recuperam sem ou com poucas seqüelas após o ataque inicial, 1/3 têm um grau moderado de desabilidade permanente, e 1/3 nao têm nenhuma recuperaçao, ficando com graves desabilidades funcionais (KERR, 2001).Mielite transversa pode ser definida como uma perda assimétrica ou leve da funçao da medula espinhal. Estes pacientes podem ter deficiência sensorial desigual, fraqueza leve a moderada de distribuiçao assimétrica e disfunçao da bexiga ocasional (PANDIT, 2009). Objetivos: O estudo teve como
OBJETIVO: Aplicabilidade da escala de Braden e acompanhamento da evoluçao da integridade cutânea do paciente com diagnóstico inicial de paraplegia à diagnosticar com mobilidade comprometida totalmente em uma unidade de emergência.
RESULTADOS: Os dados foram analisados e no presente trabalho estamos pontuando o diagnóstico de enfermagem como Potencial para prejuízo na integridade cutânea e as intervençoes de enfermagem a ele pertinente, identificado de acordo com a taxonomia do diagnóstico de enfermagem de NANDA (2007-2008).
CONCLUSAO: Achados evidenciaram poucas pesquisas voltadas para a atuaçao da enfermagem frente a Mielite Transversa e assim se faz necessário contribuir para uma assistência de enfermagem especializada baseada em fundamentos científicos, através de realizaçao de pesquisas.Fica evidente a necessidade da realizaçao de novos estudos diante da relevância do tema e sua contribuiçao para uma assistência segura e de qualidade para os pacientes e em uma abordagem interdisciplinar, garantindo deste modo a excelência em servir com eficácia, segurança e efetividade, oferecendo um maior beneficio e bem estar físico e mental de nossos clientes com diagnóstico de mielite transversa, doença que aparece de forma súbita e evolui rapidamente podendo levar à complicaçoes grave. Acreditamos que a assistência ao portador de mielite transversa deva ter como um dos Objetivos a manutençao da integridade cutânea. Precisamos elucidar que os recursos humanos aliados aos insumos sao imprescindíveis para prover a sistematizaçao da assistência de enfermagem evitando o aparecimento das lesoes cutâneas, visto que o tratamento preventivo intercorre através da mudança de decúbito onde precisamos usar o 'produto' mais poderoso que é nossas maos(Barreto, Simone 2014). Proporcionar a cicatrizaçao da úlcera foi um desafio que a assistência de enfermagem se deparou e se fez através das bases teóricas e evidencias científicas consistentes e alicerçadas no consenso de especialistas. Acreditamos que o uso apropriado das intervençoes selecionadas mostraram um menor custo financeiro para o sistema de saúde e menor impacto para o paciente e família.




USO DOS SUBSTITUTOS DE PELE EM CIRURGIA PLASTICA REPADORA DO TERÇO INFERIOR DOS MEMBROS INFERIORES

ORDEM:
TL28

AREA: PREMIO NELSON PICCOLO - AO MELHOR TRABALHO MÉDICO

INSTITUIÇAO: HOSPITAL NOVE DE JULHO

AUTORES: CRUZ, L.G.B.; COHEN, V.D.

INTRODUÇAO: Feridas complexas no terço inferior dos membros inferiores sao um desafio para o cirurgiao plástico, caracterizadas pela perda completa do revestimento cutâneo associada à exposiçao de estruturas profundas nobres . Nestes casos, a soluçao mais comum é a indicaçao de enxertia de pele ou de retalhos, no entanto, dependendo das estruturas afetadas, os resultados podem nao ser satisfatórios e o risco de amputaçao é alto. Os substitutos de pele foram inicialmente utilizadas para tratamento de sequelas de queimaduras. Desde entao, desenvolveram-se diferentes variedades, as quais sao aplicadas no tratamento de diversas patologias,inclusive para feridas complexas. Apenas alguns substitutos de pele estao disponíveis no Brasil e a um custo ainda muito elevado.
OBJETIVO: O objetivo desse estudo é relatar a utilizaçao de substitutos de pele para o tratamento de pacientes com lesoes em terço inferior dos membros inferiores. Casuística e Métodos: Foram utilizadas 5 diferentes substitutos dérmicos no tratamento de 17 lesoes de membros inferiores de diferentes etiologias. As sequelas de queimaduras foram excluídas, pois a indicaçao nestes casos já está consagrada.
RESULTADOS: Os 17 pacientes de diferentes etiologias alcançaram a soluçao de suas patologias com adequados padroes funcionais e estéticos.
CONCLUSAO: O emprego de substitutos dérmicos pode ser considerada como alternativa no tratamento de diversas lesoes de terço inferior de membros inferiores de difícil resoluçao e tem seu lugar na Cirurgia Plástica moderna, porém sua indicaçao deve ser bem avaliada devido ao alto custo do material.

Palavras Chaves: Substitutos dérmicos, Substitutos de pele, Engenharia tecidual, Cicatrizaçao, Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos/Métodos.




DEVELOPMENT OF A NEW BIOMATERIAL ASSOCIATED WITH MESENCHYMAL STEM CELLS AND KERATINOCYTES FOR USE AS SKIN SUBSTITUTE

ORDEM:
TL29

AREA: PREMIO ROBERTO CHEM - MELHOR TRABALHO APRESENTADO POR UM MEMBRO ATIVO OU EMÉRITO DA SBQ

INSTITUIÇAO: HEMATOLOGY AND STEM CELL LABORATORY, FACULTY OF PHARMACY, FEDERAL UNIVERSITY OF RIO GRANDE DO SUL; POST-GRADUATE PROGRAM IN PHYSIOLOGY, FEDERAL UNIVERSITY OF RIO GRANDE DO SUL, HEMATOLOGY AND STEM CELL LABORATORY, FACULTY OF PHARMACY, FEDERAL UNIVERSITY OF RIO GRANDE DO SUL, INSTITUTE OF NUCLEAR ENERGY RESEARCH, SAO PAULO, SP. BRAZIL, HEMATOLOGY AND STEM CELL LABORATORY, FACULTY OF PHARMACY, FEDERAL UNIVERSITY OF RIO GRANDE DO SUL; POST-GRADUATE PROGRAM IN PHYSIOLOGY, FEDERAL UNIVERSITY OF RIO GRANDE DO SUL; STEM CELL RESEARCH INSTITUTE, PORTO ALEGRE, RS

AUTORES: D. STEFFENS; B. T. S. SANTI; D. P. LUCO; M. B. MATHOR; P. PRANKE

Available treatments in skin regeneration are insufficient to promote healing. The current study has aimed to produce a cutaneous substitute joining mesenchymal stem cells (MSC), keratinocytes, and a PDLLA biomaterial constructed by electrospinning into 3 different types: 1) PDLLA, 2) PDLLA/NaOH, which were surface hydrolyzed scaffolds and 3) PDLLA/Lam, also hydrolyzed and with the binding of laminin. MSC were seeded onto the bottom and, after 24 hours, skin keratinocytes were seeded on the top of the scaffold. Scaffolds were characterized by morphology, fiber diameter, degradability, water contact angle (WCA), cell adhesion and viability on days 7, 14 and 21. As a result, the scaffolds presented well formed fibers randomly distributed. The fiber diameter for all the groups was 4.58 µm for the largest fibers and 574 nm for the smaller fibers.PDLLA/Lam showed the more hydrophilic characteristics of the three groups. PDLLA matrices showed molecular weight of about 105-87 Da in 14 of analysis. PDLLA/NaOH and PDLLA/Lam presented molecular weight of about 40-50 Da, resulted of the hydrolysis process. In biological analysis, in general, the PDLLA/Lam group showed the best results for cell adhesion and viability tests. There was an improvement of the number of viable cells from day 7 to day 21 of analysis. Therefore, these scaffolds promise to be suitable biomaterials for use in tissue engineering.




PERFIL EPIDEMIOLOGICO DOS PACIENTES ATENDIDOS NO PRONTO SOCORRO PARA QUEIMADURAS DE GOIANIA EM AGOSTO DE 2013

ORDEM:
TL30

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS

AUTORES: GIOVANA L. FARIAS; MARIANA A. MACIEL; GABRIELA M. A. SILVA; CRISTINA L. AFONSO

OBJETIVO: O objetivo deste estudo é verificar o perfil epidemiológico dos pacientes atendidos no Pronto Socorro de Queimaduras de Goiânia no mês de agosto de 2013, identificando fatores que podem contribuir para elaboraçao de açoes preventivas de queimaduras.
MÉTODO: Estudo transversal analítico, realizado no mês de agosto de 2013, no Pronto Socorro de Queimaduras de Goiânia, na ala de fisioterapia, ambulatório e internaçao. Os dados foram coletados em dois dias, 23 e 26 de agosto de 2013, através de um questionário elaborado pelas pesquisadoras, onde continha questoes de aspecto social, mecanismo de lesao, profundidade e extensao da queimadura. A amostra foi composta por 34 indivíduos que foram convidados verbalmente a participarem da pesquisa. Desses indivíduos dois nao aceitaram participar, um nao apresentava queimadura e aos 31 restantes foi explicado e colhida assinatura no termo de consentimento livre e esclarecido. Foram inclusos na pesquisa vítimas de queimaduras atendidas no pronto socorro de queimaduras de Goiânia, sendo paciente da ala de fisioterapia, ambulatório e internaçao. Pacientes que nao apresentavam queimaduras foram excluídos da pesquisa. A análise estatística foi realizada pelo Microsoft Excel.
RESULTADOS: Foram questionados 31 indivíduos, com idades entre um e 83 anos, com média de 30 anos, predominantemente do sexo masculino (58%), solteiro (58%), com ensino fundamental incompleto (39%), residente no interior do Estado de Goiás e de outros Estados (58%) e que nao assistiram palestras de prevençao sobre queimaduras (74%). Relacionado ao estado civil, 29% dos indivíduos eram casados (as), 10% divorciados (as) e 3% viúvos (as). Indivíduos que sofreram queimaduras em mais de uma regiao corporal compoe 74%. Quanto à classificaçao, a mais frequente foi a de 3ºgrau com 61% dos casos, a de 2ºgrau obteve 13% e a de 1ºgrau 7%, 19% dos pacientes tiveram queimaduras com mais de uma classificaçao. A residência foi o local que ocorreu a maior parte dos acidentes (45%), seguido de acidentes de trânsito (39%), no trabalho (10%), no lazer (3%) e outro (3%). Nossos resultados mostraram que queimaduras por atritos foram mais comuns entre os pacientes, com 36%, seguido de 19% de líquidos inflamáveis, 13% de líquidos quentes, 10% de superfícies quentes, 7% de fogo, 6% de corrente elétrica, 6% se feriram com duas das variáveis citadas e 3% por outras causas. Fizemos uma comparaçao entre as causas mais frequentes entre homens e mulheres e verificamos que entre os homens 41% dos casos foram por atritos, 29% por líquidos inflamáveis, 12% por corrente elétrica, 6% por líquido quente, 6% de superfície quente, 6% por outra causa. Entre as mulheres, 31% foram por atrito, 23% por líquido quente, 15% por líquido inflamável, 15% de superfície quente, 8% por fogo, 8% por mais de uma causa.
CONCLUSAO: O estudo observou que os acidentes ocorrem habitualmente ambientes domésticos, por isso é necessário preconizar a segurança domiciliar. É preciso o desenvolvimento de programas educacionais preventivos de queimaduras com informaçoes para crianças e adultos na busca de minimizar os acidentes de queimaduras por descuido e falta de informaçoes. As cidades do interior também devem ser alvo das campanhas preventivas, pois observamos em nosso estudo prevalência de indivíduos que residiam no interior, e, além disso, sao regioes que nao possuem prontos-socorros especializados em queimaduras.




REVISAO INTEGRATIVA SOBRE TERAPEUTICA DO PRURIDO APOS QUEIMADURA

ORDEM:
TL31

AREA: PREMIO NELSON PICCOLO - AO MELHOR TRABALHO MÉDICO

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

AUTORES: SILVA, RAQUEL M.C.; SILVA, JACQUELINE M. C.; SOARES, ANDERSON U. S.; CINTRA, BRUNO B.; FILHO, REGINALDO S. L.

OBJETIVO: Realizar levantamento da literatura existente a respeito do tratamento de prurido em pacientes após queimadura e elaborar algoritmo terapêutico.
MÉTODO: Revisao integrativa com pesquisa nas bases de dados do Periódicos CAPES com o uso dos descritores "burns", "pruritus" e "therapeutics".
RESULTADOS: Foram encontrados 1.987 artigos, sendo que destes, 713 seguiam os critérios de inclusao e foram analisados.
CONCLUSOES: A literatura existente sobre esse tema ainda é escassa e é importante a realizaçao de ensaios clínicos controlados e prospectivos de qualidade científica direcionados a essa temática.

Palavras-chave: prurido, queimaduras, terapêutica.




DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇAO DE CARTILHA PARA PACIENTES VITIMAS DE QUEIMADURAS

ORDEM:
TL32

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: INSTITUTO DR. JOSÉ FROTA

AUTORES: CASTRO, A.N.P; LIMA JR, E.M.

Este estudo teve como objetivo descrever o processo de construçao de uma cartilha educativa destinada a pacientes vítimas de queimaduras. Utilizou-se a pesquisa-açao como método de pesquisa, e essa foi desenvolvida em quatro etapas: diagnóstico situacional; criaçao das ilustraçoes; preparaçao do conteúdo, baseado na literatura científica; validaçao do material por peritos, pacientes e acompanhantes. O trabalho resultou na produçao da versao final do material em formato de cartilha, que teve o título "Cartilha para Pacientes Vítimas de Queimaduras". A participaçao ativa dos profissionais e dos pacientes e acompanhantes, permeou o processo de construçao da cartilha. As opinioes dos pacientes, dos acompanhantes e dos peritos, que consideraram a cartilha enriquecedora e esclarecedora, justificam o uso da cartilha como recurso para fortalecer a prática educativa da equipe multidisciplinar atuante em um Centro de Tratamento de Queimados e, assim, melhorar a qualidade do tratamento e dos cuidados a esses pacientes durante o período de internaçao. A cartilha pode dar origem a outras questoes de pesquisa, que possibilitem o aperfeiçoamento do material educativo.




PERFIL EPIDEMIOLOGICO DOS PACIENTES DE 0 A 12 ANOS ATENDIDOS NO PRONTO SOCORRO PARA QUEIMADURAS DE GOIANIA - GO NO PERIODO DE 2011 A 2012

ORDEM:
TL33

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS

AUTORES: LEANDRO, JHESYKA M.; SILVA, ISAURA K. M.; AMARAL, LIVIA E. F.; SILVA, ANA C. A.; MARÇAL, MARYANE L. P.; FANTINATI, ADRIANA M. M.; COSTA, ALANA P.

OBJETIVO: Verificar o perfil epidemiológico por meio dos prontuários do Pronto Socorro para Queimaduras (PSQ) de Goiânia dos pacientes com idade entre 0 a 12 anos, que foram atendidos no período de 2011 a 2012 na instituiçao.
MÉTODO: Foi realizado um estudo retrospectivo observacional de caráter quantitativo, analisando as informaçoes coletadas no banco de dados do PSQ de pacientes que deram entrada no dia 01 de janeiro de 2011 a 31 de dezembro de 2012. Para Análise das informaçoes foi utilizado o programa Microsoft Office Excel 2013.
RESULTADOS: Foram analisados 2.648 prontuários, onde foi observada predominância de queimaduras na faixa etária de 1 a 4 anos de idade (48%), e acometimento maior no sexo masculino (54,61%), sendo que dos pacientes atendidos a maioria foi considerada branca (46,90%). A cidade com maior índice de atendimento foi Goiânia (59,78%) e a maioria dos atendimentos foi realizado pelo sistema único de saúde (SUS) (73,30%). A maior parte dos pacientes deu entrada pela emergência (73,30%).
CONCLUSOES: De acordo com os resultados, as crianças na faixa etária de 1 a 2 anos foram as mais acometidas pelas queimaduras, sendo que os meninos apresentaram maior incidência, com maior atendimento em crianças brancas, realizados em Goiânia, com o atendimento pelo SUS, mostrando a importância das atividades de prevençao.

Descritores: Queimaduras, Criança, Epidemiologia.




SINDROME DE FOURNIER: USO DA HIDROTERAPIA ASSOCIADA A CIRURGIA

ORDEM:
TL34

AREA: PREMIO NELSON PICCOLO - AO MELHOR TRABALHO MÉDICO

INSTITUIÇAO: HOSPITAL REGIONAL DE ARAGUAINA

AUTORES: TAVARES,VIRGINIA CB; FERIANI,GUSTAVO; LIMA,FRANCISCO AN; MERCES,PATRICIA L

Trata-se de um relato de experiência, realizado nos meses de agosto a setembro de 2014, em uma instituiçao pública na cidade de Araguaína no estado do Tocantins. Desenvolvido em um paciente do sexo masculino com lesao pós operatória secundária a síndrome de Fournier. O objetivo é relatar o tratamento tópico (TT) instituído, com vista ao preparo do leito da ferida para cirurgia reconstrutora. Os dados evolutivos foram obtidos por meio de registros escritos no prontuário e avaliaçao fotográfica periódica da ferida, respeitando os preceitos éticos. Para tanto, o cuidado foi progressivo e fundamentado nos princípios do tratamento de ferida, bem como por meio de seleçao adequada das coberturas utilizadas no processo de cicatrizaçao e controle de infecçao. No 30º dia de acompanhamento, obteve-se 100% de tecido de granulaçao sendo avaliada pela cirurgia plástica e encaminhado para cirurgia reconstrutora. Os resultados demonstraram que a terapia tópica adequada associada àantibioticoterapia sistêmica permitiu uma evoluçao satisfatória da ferida, a qual favoreceu a cirurgia de reconstruçao.

Descritores: Síndrome de Fournier, desbridamento, curativo, cirurgia plástica.




EFETIVIDADE DO GEL DE PAPAINA EM ULCERAS VENOSAS CRONICAS

ORDEM:
TL35

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

AUTORES: BARRETO, BRUNA MF; PESSANHA, FERNANDA S; OLIVEIRA, BEATRIZ GRB; RIBEIRO, ANDREA PL; SOARES, MARJA F; FUTURO, DEBORA O

OBJETIVO: avaliar a efetividade do gel de papaína no tratamento das úlceras venosas.
MÉTODO: Trata-se de uma pesquisa clínica experimental, cuja intervençao foi o uso do Gel de Papaína em úlceras da perna. O estudo foi realizado num ambulatório de feridas de um hospital universitário da regiao metropolitana do Rio de Janeiro. A papaína foi produzida pela farmácia universitária conveniada ao hospital nas concentraçoes de 2% e 4%. A amostra foi composta por 8 pacientes com 18 úlceras nos membros inferiores, em tratamento ambulatorial. Os dados foram coletados entre os meses de abril de 2011 a abril de 2012. Foram critérios de inclusao: Idade acima de 18 anos; Presença de úlcera de perna de etiologia venosa maior que 2,0 cm2; Ulcera com características que indicassem o uso da papaína em gel; Pleno domínio de consciência ou responsável legal que garanta a continuidade do tratamento no domicílio. Foram critérios de exclusao: Falta de continuidade do tratamento no domicílio; Alergia aos produtos utilizados na lesao durante a pesquisa; Alergia ao látex; Doenças psiquiátricas; Gravidez e lactaçao; Ulceras arteriais.
RESULTADOS: No que tange aos desfechos primários propostos por este estudo, foram consideradas cicatrizadas as feridas que, no final dos 90 dias do estudo, tinham área inferior a 1 cm2. Assim, pode-se dizer que três feridas cicatrizaram completamente, dentre as 18 feridas avaliadas, o que indica um percentual de cicatrizaçao de 16,6%. Verificou-se também que, das 18 feridas avaliadas na pesquisa, 17 obtiveram uma média de 50,6% de reduçao do tamanho do leito lesional após o uso sistemático do gel de papaína a 2% e 4% por 90 dias. Apenas uma ferida aumentou em área, em decorrência da significativa açao desbridante da papaína, que permitiu a limpeza extensa dos tecidos desvitalizados que recobriam o leito e as bordas da lesao. A respeito da alteraçao dos tecidos no leito das feridas, observou-se que a papaína permitiu um aumento do número de lesoes com menor percentual de tecido desvitalizado no leito lesional ao final do estudo, isto é, houve uma diminuiçao da quantidade de feridas com grande presença de tecido desvitalizado, apresentando maior quantidade de tecido de granulaçao e, consequentemente, maior potencial para cicatrizaçao. Quanto aos desfechos secundários, houve um aumento do número de lesoes que apresentavam apenas exsudato seroso, bem como, daquelas caracterizadas por profundidade superficial. Observou-se também uma significativa diminuiçao dos relatos álgicos nas feridas.
CONCLUSAO: Sendo assim, confirma-se a efetividade do gel de papaína para tratamento das úlceras venosas crônicas em pacientes ambulatoriais, em funçao de seu potencial para eliminaçao dos tecidos desvitalizados das feridas, associada a estimulaçao do tecido de granulaçao, culminando em aceleraçao do processo de cicatrizaçao em lesoes em estado de cronicidade.

Descritores: Papaína. Cicatrizaçao. Cuidados de Enfermagem.




VISITA HOSPITALAR AO PACIENTE PORTADOR DE FERIDA CRONICA: UM RELATO DE EXPERIENCIA

ORDEM:
TL36

AREA: PREMIO PROJETO CRIS - MELHOR TRABALHO NA TEMATICA PREVENÇAO, EPIDEMIOLOGIA, REABILITAÇAO OU REINTEGRAÇAO SOCIAL

INSTITUIÇAO: CENTRO UNIVERSITARIO FRANCISCANO

AUTORES: SILVA, C.R.F.; BITTENCOURT, A.D.N.; DALCIN, M.L.; VIEIRA, F.C.; MARTINS, E.S.R.; ZAMBERLAN, C.; DALCIN, F.L.; WEISSHEIMER, A.S.

Objetiva-se relatar e avaliar a evoluçao de uma lesao crônica em um paciente hospitalizado. Trata-se de um relato de caso realizado com uma paciente portadora de feridas crônicas, em uma unidade de internaçao hospitalar da regiao central de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil. O estudo foi realizado durante a disciplina optativa de feridas ofertada no período de férias pelo Centro Universitário Franciscano, tendo duraçao de duas semanas e realizada no segundo semestre de 2013,configurando-se como atividade de ensino tendo o intuito de aprofundar o conhecimento sobre a temática. Foi desenvolvida por meio de observaçao do procedimento de um curativo realizado pela enfermeira da unidade, onde foi possível avaliar a ferida, o histórico da paciente e o registro das lesoes.




ELABORAÇAO DE UMA FICHA DE AVALIAÇAO DE FERIDAS WEB INTEGRADA COM UM BANCO DE DADOS

ORDEM:
TL37

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL

AUTORES: MEDEIROS, R. H.; CARDOSO, B. F.

INTRODUÇAO: A magnitude do cuidado com feridas tem sido caracterizado como um problema de saúde pública. Nos últimos 15 anos, as pesquisas com feridas têm avançado, em termos de tratamento e cuidados com diferentes tecnologias de curativos. Ocuidado sistematizado com ferida exige registros informatizados, acompanhamento clínico diário, documento para prontuário, bem como a construçao de bancos de dados para pesquisa com apoio as decisoes no cuidado, nos gastos com curativos tecnológicos e na padronizaçao de novos produtos.
OBJETIVO: Desenvolver uma ficha de avaliaçao de feridas web interligado com uma base de dados.
MÉTODO: Oprojeto foi desenvolvido no período de março de 2013 a junho de 2014 e será testado em um hospital escola filantrópico com 232 leitos com feridas de médio e grande porte com 5000curativos mês. O programa será utilizado pelas enfermeiras que coordenam o grupo de Pele e Feridas do Hospital.O Projeto Web "Avaliaçao de Feridas" é um formulário de cadastro e acompanhamento de pacientes.Descriçao do Programa1: Primeiramente, o paciente terá uma avaliaçao quanto a etiologia da ferida (úlcera venosa, úlcera arterial, úlcera mista, úlcera por pressao, queimados, ferida oncológica, pós operatório e pé diabético), quando somente depois ocorrerá o cadastro propriamente dito, constando os dados de identificaçao do paciente. O acompanhamento é feito de duas maneiras com frequências distintas: a primeira é um cadastro das fotos, feridas com suas dimensoes, feita conforme avaliaçao do enfermeiro; a segunda é um formulário de cadastro das característicasda (s)ferida (s): cor, odor, dor, tipo de secreçao, tipo de tecido, bordas, regiao perilesional, diagnósticos e cuidados de Enfermagem diariamente2. Toda a informaçao inserida será armazenada em forma de numeral em banco de dados MySQL, o qual será integrado com o domínio do Web Site.
RESULTADOS: Espera-se que com a ficha de feridas informatizada possa haver um controle clínico e documental em relaçao a avaliaçao de feridas e que seja de fácil acesso para a realizaçao de pesquisas, já que está em domínio Web, podendo ser usado por um número maior de pesquisadores.
CONCLUSAO: Para o cuidado diário faz-se necessário utilizar-se de ferramentas tecnológicas que facilitem a assistência impulsionando a pesquisa e a busca de subsídios técnicos científicos na resolutividade de problemas.

Referências:

1 Kevin Yank.BuildyourownDatabase-Driven website using PHP & MYSQL. Sitepoint(275pages). ISBN:0957921810,2003.

2 NANDA - International. Diagnósticos de Enfermagem: definiçoes e classificaçao 2013-2014. Porto Alegre: Artmed,2013.




DERMATOMO: SUA REGULAGEM É PRECISA E CONFIAVEL?

ORDEM:
TL38

AREA: TEMAS LIVRES - APRESENTAÇAO ORAL

INSTITUIÇAO: DISCIPLINA DE CIRURGIA PLASTICA E QUEIMADURAS DO HOSPITAL DAS CLINICAS DA FMUSP

AUTORES: VANA, LPM; FONTANA, C; BORDA, JCA; BRAGAGNOLLO, JPF

No tratamento de queimaduras, tanto aguda como sequelas, é utilizado com frequência enxerto de pele. A espessura do enxerto é um preditor do Resultado final e é de extrema importância para estudos clínicos. A definiçao da espessura é de extrema importância, de outra forma a comparaçao entre os estudos é comprometida.Para regular o dermátomo, é utilizada uma escala existente na área lateral do equipamento e, em seguida, com frequência, uma verificaçao visual é realizada para verificar se parece adequada aos objetivos. No entanto, erros no ajuste sao frequentes. Nosso objetivo foi avaliar a acurácia de 10 dermátomos, que têm sido utilizados em nossa prática. E verificar o grau de confiabilidade entre os usuários do equipamento.Seis medidas de cada dermátomo (Zimmer, Padget e Aesculap) foram obtidos com macro fotografia. Todos apresentaram algum erro. Uma regressao linear foi realizadas com os dados obtidos. Foram identificados dois tipos de erro de calibraçao dos dermátomos: um 'aditivo', referindo-se a intercepçao da regressao diferente de zero, com significância estatística, e um erro 'multiplicativo', a inclinaçao da regressao diferente de 1, também estatisticamente significativo, tanto , p <0,05. A gama de erros da lacuna real e o valor na escala varia de -37,5% para 55%.Foram enviados 400 emails para profissionais com potencial de uso de demátomos. Recebemos 93 respostas. 53 profissionais referem confiar na escala. 44 referem regular usando a escala e conferindo com a visao direta.A calibraçao dos dermátomos nao é confiável para cerca de metade dos usuários, e os mesmos preferem confiar na experiência, antes de retirar um enxerto de pele, dados que confirmam a idéia inicial dos autores de que há um erro nas escalas dos equipamentos.A presença de uma má calibraçao em um dermátomo é um risco grave para os estudos que utilizam enxertos e avaliam os Resultados das cirurgias, como contraçao e qualidade das cicatrizes resultantes e acrescenta um viés importante neles. Parece que devemos calibrar os dermátomos antes de usá-los em qualquer estudo envolvendo a avaliaçao de um enxerto de pele, caso contrário, poderemos estar perdendo a qualidade e a validade do estudo.




IMPACTO NOS ACIDENTES POR QUEIMADURAS APOS A PROIBIÇAO COMERCIAL DO ALCOOL LIQUIDO EM ALTAS CONCENTRAÇOES

ORDEM:
TL39

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

NSTITUIÇAO: HOSPITAL REGIONAL DA ASA NORTE (HRAN - BRASILIA/DF)

AUTORES: CONSTANCIO, TATIANE B.; BARROS, ANGELA F.; MATIAS, DANIELA B.

OBJETIVO: Analisar os casos de queimadura por álcool em pacientes internados na Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital Regional da Asa Norte - Brasília/DF no período de 2012 a 2014.
MÉTODO: O estudo tem uma abordagem quantitativa, do tipo exploratório, analítico, transversal e retrospectivo, pois utilizam dados já existentes obtidos por meio de consulta aos arquivos da unidade e anotaçao em formulários estruturados. Na data de 22 de fevereiro de 2012 até 21 de fevereiro de 2013, foram analisados os resumos de internaçao dos pacientes da UTQ-HRAN definindo como grupo ocorrido antes da RDC nº 652/2013. Na data de 22 de fevereiro de 2013 até 21 de fevereiro de 2014, foram analisados os resumos de internaçao dos pacientes da UTQ-HRAN definindo como grupo ocorrido após da RDC nº 652/2013. Foi utilizado o programa Statistical Package for Social Sciences (SPSS) versao 20.0 para análise estatística e comparaçao dos grupos. Foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal - CEP - SES/DF sob o parecer número 475.051/2013.
RESULTADOS: Foram analisados 505 resumos de internaçao, sendo 253 antes da RDC nº 652/2013 e 252 depois da resoluçao. A porcentagem de álcool antes da resoluçao foi de 28,9% e 20,6% após a RDC nº 652/2013 dentre os casos analisados. Predominância do sexo masculino e idade produtiva nos dois grupos em questao. Acidentes domésticos envolvendo manipulaçao de churrasqueiras foi mais predominante no grupo antes da resoluçao, já depois da resoluçao tivemos uma predominância de acidentes domésticos envolvendo preparo de alimentos. Foi observada uma diminuiçao dos casos ocorridos no Distrito Federal (DF). Com relaçao ao tempo de internaçao houve um aumento de 1,4 dias entre um grupo e outro, além de aumento da superfície corporal em 1%. A profundidade das queimaduras por álcool diminuiu, porém queimaduras classificadas como moderadas e graves sofreu um aumento entre um grupo e outro. A taxa de óbito foi menor no grupo após a resoluçao, apresentando também nesse grupo um número menor de procedimentos cirúrgicos e de curativos.
CONCLUSAO: Considerando uma diminuiçao baixa entre um grupo e outro com relaçao a número de queimaduras por álcool, grau de profundidade das queimaduras, taxa de óbito, número de procedimento cirúrgicos e de curativos podemos perceber que há ainda uma necessidade de um período maior de coleta de dados para observar significativamente o impacto nos acidentes por queimaduras após a proibiçao comercial do álcool líquido em altas concentraçoes.




NAO CONFORMIDADES DOS REGISTRO VISTOS ATRAVÉS DO PROCESSO DE ENFERMAGEM COMFERIDAS EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA ADULTA: ESTUDO PILOTO

ORDEM:
TL40

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL

AUTORES: MEDEIROS, R. H.; KOVALSKI, T. P.; STEDILE, N. L. R. ; RAMOS, M.; BORGES, A. R.

INTRODUÇAO: OProcesso de Enfermagem (PE) é uma metodologia que orienta, qualifica e documenta os cuidados de enfermagem. A prescriçao checada e a sua interface com a evoluçao de enfermagem, em feridas, sao itens avaliados pela auditória interna na sistematizado do PE. Nao conformidade, pela auditoria éconsiderado toda prescriçao de enfermagem nao realizada, nao chegada e o uso inapropriado de curativo tecnológico em relaçao ao tipo de ferida.
OBJETIVOS: Calcular os custos resultante das glosas das contas, provenientes dos registros em relaçao ao PE em feridas, antes e depois de uma capacitaçao. Descrever os Resultados de uma capacitaçao sobre as glosas em prontuário relacionados a nao conformidades em relaçao aos registros de feridas.
MÉTODO: Projeto intervencionista com coleta de dados nos registros em prontuário no período de outubro a novembro de 2013, em uma unidade de tratamento intensivo adulto (UTI) geral de 10 leitos de um hospital filantrópico.Inicialmente foram avaliados todos dos pacientes internados e acompanhados diariamente até a alta da UTI.Após esta avaliaçao foi realizado uma capacitaçao para todos os turnos na enfermagem com o tema1: Evitando glosas nas contas em relaçao aos registros de feridas. Após 30 dias decorridos da capacitaçao, foi avaliado novamente as mesmas quantidades de prontuários para verificar as ocorrências de nao conformidade. Utilizou-se análise descritiva simples. Projeto aprovado pela comissao de pesquisa sob nº 38/2013.O cálculo foi realizado tendo como base os valores dos curativos pagos pelo SUS e as perdas por glosas, por turno de trabalho.
RESULTADOS: No mês de outubro houve 29 prontuários, perfazendo um total de 220 curativos no período como cateteres, drenos, ferida cirúrgica e úlcera por pressao.Com a capacitaçao,houve uma diminuiçao dos valores em reais nas glosas das contas de 15,38% para 10%, 11,16% para 0% e 65,19% para 20% nos turnos da manha, tarde e noite respectivamente.
CONCLUSAO: Acapacitaçao reduziu as nao conformidade de 30,94% para 9,33% no índice relacionado aos gastos com curativos na UTI. Quanto aos custos gerou uma reduçao de 78,225%, no período avaliado e verificou-se que o turno da noite obteve um menor índice de Resultados, em relaçao as glosas. Esta intervençao contribuiu para a reduçao de gastos em relaçao a curativos na UTI e sugere-se a mesma metodologia de capacitaçao em outras unidades do hospital.

Referência:

1LAZZARI, Daniele Dalacanal; SCHMIDT, Natália; JUNG, Walnice. Educaçao Continuada. RevEnferm UFSM 2012 Jan/Abr;2(1):88-96.




PÉ DIABÉTICO VERSUS AMPUTAÇAO POR DIABETE, EM PACIENTES CADASTRADOS NO PROGRAMA HIPERDIA, RIO GRANDE DO NORTE

ORDEM:
TL41

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

AUTORES: ROCHA, CINTIA C. T.; FEITOSA, EVA E.L.C; MARINHO, CRISTIANE DA S. R.; SILVA, MARIA L. P.; BAY JUNIOR, OSVALDO DE G.; SILVA, RICHARDSON A. R

OBJETIVO: O presente estudo tem o Objetivo de verificar a prevalência de pé diabético e de amputaçoes por diabete e suas ralaçoes, em pacientes cadastrados no programa HIPERDIA, no Rio Grande do Norte (RN).
METODOLOGIA: Foi realizada uma pesquisa quantitativa, de caráter exploratório-descritivo e retrospectivo realizada de Março/2012 a Março/2013 conforme dados secundários do Departamento de Informática do SUS (DATASUS), sendo possível a análise dos dados pertencentes aos pacientes cadastrados no programa HIPERDIA e a verificaçao da prevalência dos portadores de pé diabético e de amputaçoes por diabete, no Rio Grande do Norte, além de sua estratificaçao por comorbidade: Diabete Melittus (DM) tipo 1, tipo 2 e com ambas as comorbidas, DM e Hipertensao Arterial Sistêmica (HAS).
RESULTADOS: A pesquisa revelou que, neste período, foram cadastrados 93 pacientes com pé diabético no programa HIPERDIA, no Estado do RN. Destes, 7,6% sao DM tipo 1, 13,9% sao DM tipo 2 e, sua grande maioria, 78,5% sao portadores de DM e HAS. Referente aos cadastros de amputaçoes por diabete, neste mesmo período e localidade, foram localizados 46 amputaçoes, destas 2,2% apresentava DM tipo 2, 6,5% DM tipo 1 e, novamente, como a maior prevalência, 91,3% apresentavam DM e HAS. Esse Resultado nos faz refletir acerca do grande número de paciente que possuem pé diabético e realizam amputaçoes do membro; e na influência das duas comorbidades no surgimento do pé diabético e na presença também em sua complicaçao (a amputaçao), evidenciando que nao somente a DM é um fator de risco único.
CONCLUSAO: No presente estudo foi identificado a grande influência existe entre a presença simultânea das doenças DM e HAS tanto para o surgimento do pé diabético quanto para sua complicaçao, a amputaçao por DM. Neste sentido, é de extrema importância a promoçao, prevençao e controle de ambas as doenças e nao somente a DM, com ênfase na Atençao Primária a Saúde, para que haja a diminuiçao da incidência de novos casos de pé diabético e amputaçao por DM. Contudo, orientaçoes e cuidados prévios da enfermagem com ênfase no autocuidado por parte do paciente, estimulando o autocontrole e estabilidade da doença, objetivam a sensibilizaçao desses pacientes para com os benefícios da atençao e adoçao ao autocuidado com os pés, minimizando a possibilidade de riscos e surgimento de lesoes.




O SENTIMENTO E A ASSISTENCIA DE ENFERMAGEM PERANTE UM GRANDE QUEIMADO

ORDEM:
TL42

AREA: PREMIO ELISABETH GREENFIELD - MELHOR TRABALHO NA CATEGORIA ENFERMAGEM

INSTITUIÇAO: CENTRO UNIVERSITARIO FRANCISCANO-SANTA MARIA RS

AUTORES: PINTO, EDITH.; DELLA-FLORA, ARIANE M.; SILVA, LENISE D.; RORATO, THAIS J.; REQUIA, JADY.; MARTINS,ELENICE S.R.; ZAMBERLAN, CLAUDIA.; MARINHO, MARA G.R.

A assistência em enfermagem ao grande queimado é complexa e necessita de um conhecimento técnico-científico que embase o profissional em sua prática. Este trabalho teve por objetivo conhecer o sentimento do profissional de enfermagem e a assistência de enfermagem a um grande queimado. Pesquisa bibliográfica de cunho qualitativo de caráter descritivo e exploratório que buscou na literatura a importância da assistência e o sentimento de enfermagem frente à pacientes vitimados por grandes queimaduras. Mostra-se um certo despreparo da equipe de enfermagem o que evidenciou que está categoria deve ser prepara e treinada de forma que possa atender ao grande queimado em sua integralidade. Conclui-se que os profissionais de enfermagem precisam se preparar técnico-cientificamente para prestar assistência ao cliente assim minimizando seu estado de sofrimento diante do cuidado.

Descritores: Enfermagem; queimaduras; sentimento; assistência.




ASSOCIATION OF LOW-LEVEL LASER THERAPY (LLLT) AND SILICONE DRESSING IN THE PAIN MANAGEMENT IN RECESSIVE EPIDERMOLYSIS BULLOSA CHILDREN

ORDEM:
TL43

AREA: TEMAS LIVRES - APRESENTAÇAO ORAL

INSTITUIÇAO: CONSULTORIO PROPRIO

AUTORES: COHEN, V. D.

INTRODUCTION: Epidermolysisbullosa (EB) is a congenital disease characterized byfragility of the skin and mucosa. These patients feel much pain especially during thedressing that usually must be performed during the bath or under the water. Generally,dressings adhered to the wound cause pain and trauma in the exchanges leavingpatients dependent of analgesia. Bath time is reported as a traumatic period for thesechildren. The concern in the assessment of these patients is to control the pain. Studiesare showing the efficacy of LLLT in the acute and chronic pain control.
OBJECTIVE: To report the experience of pain control at dressing change in 40 patientswith recessive dystrophic epidermolysisbullosa.
METHOD: 40 patients were randomized and divided into 4 groups. I - control group thatused conventional dressings, II - group used soft silicone dressing, III - group used softsilicone dressing and received application of LLLT before dressing changes and IV - group used LLLT before dressing changing but remained the use of conventional-dressing. All the patients were evaluated by pain scale.
RESULTS: Group III showed the best results in the pain control followed by the group II.
CONCLUSION: The s the combination of two different technologies can improve the qualityof life of patients with DREB. Studies with a larger number of cases should be conductedto greater clinical evidence.




PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS INFANTIL DO HOSPITAL MUNICIPAL SOUZA AGUIAR - RJ

ORDEM:
TL44

AREA: TEMAS LIVRES - APRESENTAÇAO ORAL

INSTITUIÇAO: HOSPITAL MUNICIPAL SOUZA AGUIAR

AUTORES: DAHER BARRA, I.; SPOLIDORO, A. B.

INTRODUÇAO: Em vista o alto percentual que queimaduras em crianças observado na Cidade do Rio de Janeiro, no Hospital Municipal Souza Aguiar, foi criado um Centro de Tratamento de Queimados Infantil que funciona independente do Adulto, também existente no mesmo Hospital. Para otimizar os múltiplos aspectos de funcionamento do Serviço, utilizamos o Planejamento Estratégico como ferramenta de gestao e modelo para gerenciar o Serviço.
OBJETIVO: O presente estudo tem como Objetivootimizar o funcionamento do Serviço através da utilizaçao da ferramenta de gestao: planejamento estratégico.
MÉTODO: O planejamento estratégico é uma ferramenta de gestao extremamente eficiente para soluçao de conflitos e efetividade de resultados. Este estudo utilizará os seguintes itens relacionados ao Centro de Tratamento de Queimados Infantil: Portifólio, problematizaçao, definiçao de razao social, negócio, visao, missao, principais valores, credo, perfil do cliente, cenário provável, quadrado estratégico, mapa estratégico de curto, médio e longo prazo, objetivos, planos de açao, índice de governabilidade, recursos necessários e indicadores de desempenho.
RESULTADOS: A utilizaçao do planejamento estratégico permitiu a auto-análise das múltiplas particularidades existentes no Serviço. Conseguimos definir os principais problemas e objetivos dos processos de trabalho, assim como traçar condutas para otimizar o funcionamento básico do setor. O modelo elaborado é versátil e pode ser aplicado a qualquer serviço de saúde, desde que as adaptaçoes necessárias sejam feitas.
CONCLUSAO: Apesar das dificuldades encontradas na gestao em Saúde Pública, acreditamos que a utilizaçao da ferramenta de gestao: planejamento estratégicopode ser útil na soluçao de problemas e principalmente na auto-análise dos processos de trabalho. Além de ser bastante versátil e poder ser aplicada em variadas situaçoes, ela cria mecanismos para que seja realizada a problematizaçao e definiçao de Objetivos e missao do serviço. Concluindo, a otimizaçao da gestao do Centro de Tratamento de Queimados Infantil do Hospital Souza Aguiar se tornou mais objetiva com a aplicaçao do Planejamento estratégico no Setor.

Descritores: Queimaduras. Planejamento Estratégico.Ferramentas de Gestao em Saúde.




ALTERAÇOES MORFOLOGICAS E MORTE CELULAR EM FIBROBLASTOS NIH-3T3 INDUZIDAS POR QUEIMADURAS TÉRMICAS

ORDEM:
TL45

AREA: TEMAS LIVRES - APRESENTAÇAO ORAL

INSTITUIÇAO: UNIFESP, UNIDADE DE QUEIMADURAS - HOSPITAL SAO PAULO - UNIFESP

AUTORES: FERNANDES, ANA C.M.; FRANÇA, JERONIMO P.; GAIBA, SILVANA ; ALOISE, ANTONIO C.; OLIVEIRA, ANDREA F.; MORAES, ANDREA A.F.; FRANÇA. LUCIMAR P.; FERREIRA, LYDIA M.



INTRODUÇAO: Queimaduras sao responsáveis por alteraçoes fisiopatológicas erepresentam uma forma grave de trauma. Embora existam avanços noconhecimento dos cuidados em queimaduras, o tratamento está aquém do ideal,pois faltam estudos baseados em evidências. Em modelo experimental in vivo dequeimadura, por existir muitas variáveis, é difícil caracterizar as alteraçoescelulares e moleculares.
OBJETIVO: Analisar a viabilidade e o processo de morteem células NIH-3T3 induzidos por lesao térmica.
MÉTODOS 1) As células delinhagem de fibroblastos de rato NIH-3T3 foram mantidas a 37º C em incubadoraumidificada com 5% CO2 e cultivadas em DMEM com 10% de soro fetal bovino,gentamicina (50 µg/mL) e anfotericina B (0,5 µg/mL); 2) As placas de cultura dascélulas foram expostas à queimadura por contato com a base de vidro pré-aquecidaem forno de micro-ondas (Brastemp BMA30A) à temperatura específica por 30 s.Determinou-se a temperatura inicial e final das placas de cultura e da base de vidroe a quantidade de calor transferida; 3) A citometria de fluxo (Guava EasyCyte 5HT)com anexina V (kit guava nexinrAssay) foi utilizada para detectar a viabilidade emorte celular das células; 4) A imunohistoquímica foi feita nas células fixadas comparaformaldeído e coradas com os reagentes CellMasTM Deep Red, Faloidina comAlexa Fluor 488 e DAPI (4,6-diamidino-2phenyindole), utilizando-se um microscópioconfocal (LSM Leica); 5) Fez-se a análise estatística pelo teste de variância ANOVA,para p<0.05, considerando a média e erro padrao de quadriplicatas, n = 4.
RESULTADOS: O aquecimento da placa de cultura foi proporcional ao aumento datemperatura da base e ao tempo de exposiçao às micro-ondas. Neste modelo dequeimadura in vitro, usando as células NIH-3T3, o aumento da temperatura até 75ºC (396 cal) promoveu lesoes celulares drásticas evidenciadas por: necrose (84 ±7,6)%, apoptose (2 ± 0.2)% e células inviáveis (10 ± 4,1)% comparadas ao grupocontrole. Também foram identificadas importantes alteraçoes da morfologia celularna membrana plasmática, citoesqueleto, núcleo, além da baixa celularidade.
CONCLUSAO: Este modelo de queimadura, apoiado ao uso de citometria de fluxo emicroscopia de fluorescência confocal, possibilitou identificar alteraçoes drásticasnas células NIH-3T3 como a diminuiçao da viabilidade, mudança na morfologia, lisecelular com consequente morte celular por necrose ou apoptose.




ANALISE COMPARATIVA DO EFEITO DO LASER DE BAIXA POTENCIA E ULTRASSOM NA CICATRIZAÇAO DE FERIDAS POR QUEIMADURAS DE 3º GRAU EM MODELOS EXPERIMENTAIS

ORDEM:
TL46

AREA: TEMAS LIVRES - APRESENTAÇAO ORAL

INSTITUIÇAO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIAS

AUTORES: FANTINATI, MARCELO S.; FANTINATI, ADRIANA M.M.; SANTOS, BRUNO F.; MEDONÇA, DIEGO E.O.; REIS, JULIANA C.O.; ARAUJO, LORRANE C.; BARBOSA, DEYSE A.; LINO JUNIOR, RUY S.

OBJETIVOS: Comparar morfometricamente a influência do laser de baixa potência e do ultrassom na cicatrizaçao de feridas por queimaduras em modelos experimentais.
METODOLOGIA: A realizaçao deste projeto obedeceu às normas estabelecidas pela Sociedade Brasileira de Ciências em Animais de Laboratório e foi submetido e aprovado sob o protocolo nº 007/12 pela Comissao de Ética no Uso de Animais/CEUA-PRPPG-UFG. Trata-se de um estudo de delineamento experimental com uma amostra de 45 ratos, sendo que 15 pertenciam ao grupo controle (GC) e 15 ao grupo tratado com laser (GTL) e 15 ao grupo tratado com ultrassom (GTU), sendo de baixa potência LASERMED 4098r com emissor GaAlAs MOCVD 650 nm 12 mW (classe 3b) continuo, com dosagem energética de 3 J/cm2 até o sétimo dia e 6 J/cm2 nos dias restantes, em dias alternados durante o período experimental proposto. Os animais foram anestesiados utilizando medicaçao Ketamina 10% e Xilazina 2% intraperitoneal, soluçao 0,01ml/g e submetidos a queimadura por escaldo com água quente acima de 96ºC por 14 segundos para induçao de queimaduras de 3º grau. Nos dias experimentais propostos, isto é, aos 14, 21 e 30 dias após a induçao da lesao, cinco animais de cada subgrupo foram eutanasiados para a análise morfométrica através do software Image Jr versao 1.3.1. A análise estatística dos dados foi realizada por meio do programa Sigma Stat. Todas as variáveis foram testadas utilizando o valor da mediana com o teste Mann Whitney. As diferenças observadas foram consideradas significantes quando p<0,05.
RESULTADOS: No GC a quantificaçao de colágeno foi de 10,169% no 14º dia; 10,277% no 21º dia e 10,236 %no 30º dia. No GTL a quantificaçao de colágeno foi de 12,461% no 14º dia; 12,897% no 21º dia e 13,474% no 30º dia. No GTU a quantificaçao de colágeno foi: 12,724% no 14º dia. 20,593% no 21º dia; e 20,968% no 30º dia Ao se comparar as feridas dos animais lesados em relaçao aos dias experimentais propostos, observou-se no GT houve maior quantificaçao de colágeno no local da ferida, sendo estatisticamente significatico (p<0,001).
CONCLUSAO: A utilizaçao do ultrassom foi estatisticamente mais eficaz do que o laser de baixa potência na cicatrizaçao de feridas por queimaduras, interferiu no aumento da quantidade de colágeno na regiao da ferida, demonstrando ser um recurso que pode interferir de forma favorável na restauraçao da integridade tecidual.

Descritores: Cicatrizaçao. Colágeno. Queimaduras. Terapia a laser.




ABREVIADO INDICE PROGNOSTICO EM QUEIMADOS - O ABSI

ORDEM:
TL47

AREA: TEMAS LIVRES - APRESENTAÇAO ORAL

INSTITUIÇAO: HOSPITAL DAS CLINICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE SAO PAULO,SP

AUTORES: OLIVEIRA,AMANDAMARIAR.R.; SILVA,JOAO MANOEL; GOMEZ,DAVID DE SOUZA; ROLF,GEMPERLI; SILVA,CRISTINA C.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os índices prognósticos quantificam desarranjos fisiológicos agudos e crônicos durante a admissao na UTI, estimando mortalidade. Vários sao utilizados, porem muitas vezes sao complexos, o ABSi é utilizado em pacientes queimados e possui no seu calculo apenas 4 variáveis, tornando-o de muito simples realizaçao. Desta forma, o presente estudo tem por objetivo validar este sistema e verificar o poder discriminatório deste índice em relaçao a outros, em pacientes grandes queimados.
MÉTODO: Trata-se de estudo prospectivo, realizado em uma UTI especializadas em pacientes queimados, através da coleta de dados, de pacientes admitidos na UTI consecutivamente, no período de 1 ano, excluiu-se pacientes com idade inferior a 16 anos, pacientes que permaneceram tempo inferior a 24 horas na UTI, pacientes readmitidos. Os pacientes foram acompanhados até a alta hospitalar. As habilidades preditivas dos índices SAPS 3, ABSi e SOFA em diferenciar sobreviventes e nao sobreviventes foram verificadas utilizando curva ROC.
RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 125 pacientes durante o período. A idade média foi 38,2 16,4. O valor do índice SAPS 3 foi 49,2±15,6, do SOFA foi 3,0(1,0-6,0) e ABSi 7,1±2,8. A taxa de mortalidade hospitalar foi 31,2%. A calibraçao mostrou X2= 10,47 p=0,234 para ABSi. Os valores dos escores SAPS 3, SOFA e ABSi que melhor discriminaram sobreviventes e nao sobreviventes foram respectivamente 51,0, 3,0 e 7,0, com área sob a curva de respectivamente 0,86, 0,82 e 0,87. Dos pacientes com índice ABSi> 7, nao sobreviveram 90,0%.
CONCLUSAO: Concluiu-se que o sistema ABSi embora simples, é valido em pacientes queimados e tao eficiente, nesta populaçao, quanto a outros índices prognósticos mais complexos.




AREAS DOADORAS PARA ENXERTO DE PELE EM PACIENTES COM QUEIMADURAS - ANALISE DA EXPERIENCIA DO PRONTO SOCORRO PARA QUEIMADURAS EM GOIANIA GOIAS

ORDEM:
TL48

AREA: TEMAS LIVRES - APRESENTAÇAO ORAL

INSTITUIÇAO: PRONTO SOCORRO PARA QUEIMADURAS

AUTORES: ROBERTA PICCOLO LOBO; NELSON DE PAULA PICCOLO; RICARDO PICCOLO DAHER; SILVIA PICCOLO DAHER; PAULO DE PAULA PICCOLO; NATALIA DE PAULA PICCOLO; MONICA SARTO PICCOLO; MARIA THEREZA SARTO PICCOLO; NELSON SARTO PICCOLO

OBJETIVO: Demonstrar a utilizaçao do couro cabeludo como área doadora para a enxertia de queimaduras de 3º grau no Pronto Socorro para Queimaduras, em Goiânia, durante o ano de 2010.
MÉTODO: Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Pronto Socorro para Queimaduras em janeiro de 2000. O número total de pacientes em 2010 foi analisado em faixas etárias ( 0-4, 5-14, 15-44, 45-60 e +60 anos) quanto ao número de internaçoes, e nestes pacientes internados, quanto ao número de enxertos e sua proporçao ao número de internaçoes, e nestes, a freqüência por sexo, área doadora, número de enxertos por pacientes ( 1x, 2x, 3x ou +3x ) e morbidade após a cura da área doadora ( alopécia e/ou cicatriz hipertrófica). Somente pacientes grandes queimados, com risco de infecçao ou morte foram internados.
RESULTADOS: Um mil duzentos e quatro (13,7%) dos pacientes deste ano foram internados. A maior freqüência de enxertos ocorreu nos adultos jovens, 23,2%. Sendo 63,4% do sexo masculino. Foram submetidos a somente um enxerto 74,1% dos pacientes, sendo 8,4% deles a dois enxertos, 3,6% a três e 3% a mais de três enxertos. A área doadora mais frequente foi a cabeça em todos os grupos etários (média 82,6%) (88,9% de 0-4 anos a 70,4% de 15-44 anos), sendo a associaçao mais comum o uso do couro cabeludo e coxa (5,8%). Nao foi observado nenhum caso de alopecia e a todos os pacientes com a coxa como área doadora foi recomendado o uso de malha compressiva.
CONCLUSAO: O uso do couro cabeludo apresenta menos dor e menor tempo para a cura e reutilizaçao, maior facilidade nos curativos, com praticamente nenhuma morbidade. A área doadora em coxa, perna, tronco, braços, frequentemente sara com cicatriz hipertrófica permanente contribuindo para a sequela da queimadura. Recomendamos o couro cabeludo como área doadora de primeira escolha em todos os pacientes queimados. Em grandes enxertos, recomendamos a associaçao do couro cabeludo com outra área doadora.

Descritores: Queimaduras, Enxerto, Areas doadoras, Couro cabeludo.




INFLUENCIA DO TEMPO DE JEJUM NA INADEQUAÇAO NUTRICIONAL DE PACIENTES QUEIMADOS EM UM HOSPITAL COM REFERENCIA NO TRATAMENTO DE PACIENTES QUEIMADOS, BRASILIA, DF

ORDEM:
TL49

AREA: TEMAS LIVRES - APRESENTAÇAO ORAL

INSTITUIÇAO: HOSPITAL REGIONAL DA ASA NORTE, BRASILIA, DISTRITO FEDERAL

AUTORES: NUNES, P. P; MUNIZ, N.A; SANTOS, A.M; ASSIS, E.M

INTRODUÇAO: O suporte nutricional adequado constitui-se ferramenta fundamental no tratamento do paciente queimado, apresentando benefícios na cicatrizaçao de feridas, funçao imune, menores riscos de complicaçoes, incluindo disfunçoes de órgaos e aumento da sobrevida nestes pacientes. O suporte nutricional enteral suplementar é recomendado, devendo ser iniciado de forma precoce, em até 24 horas após a injúria térmica. Estudos demonstram que o elevado número de procedimentos e o tempo prolongado de jejum, contribuem significativamente para inadequaçao no aporte nutricional.
OBJETIVO: Observar a influência do tempo de jejum na inadequaçao nutricional de pacientes queimados.
MÉTODOS Trata-se de um estudo observacional, prospectivo, realizado com pacientes internados na unidade de queimados do Hospital Regional da Asa Norte. Os dados foram coletados no período de junho a julho de 2014, sendo a amostra constituída por pacientes que receberam suporte nutricional enteral, associado a via oral por um período mínimo de 5 dias. Foi utilizado formulário padronizado para coleta de dados sociais e clínicos, incluindo: idade, superfície corporal queimada, agente causador, tempo de jejum, volume infundido da dieta enteral, aceitaçao via oral, intercorrências e dados antropométricos. Os Resultados sao apresentados em média e desvio padrao, sendo analisados no programa Excel 2007.
RESULTADOS: Foram avaliados individualmente, quatro pacientes com idade entre 3 e 52 anos. A infusao da dieta enteral foi observada por um período médio de 15 dias, sendo indicada para atingir as necessidades nutricionais do paciente. A necessidade média estimada foi de 2320 kcal e o tempo de jejum médio estimado em dias de procedimento foi de 15 horas. O déficit de valor calórico infundido em dias de procedimento foi de 500 kcal (± 300 kcal). O principal motivo para interrupçoes da dieta foi o preparo para procedimentos cirúrgicos e balneoterapia com analgesia.
CONCLUSAO: O elevado número de procedimentos, que acarreta em prolongado tempo de jejum, contribui para a inadequaçao nutricional em pacientes queimados, conforme observado neste estudo. O suporte nutricional inadequado predispoe o aparecimento de complicaçoes metabólicas e infecciosas, incluindo maior tempo de internaçao, dificuldade na cicatrizaçao, imunossupressao e aumento da morbi mortalidade.

Descritores: Terapia nutricional, queimadura, jejum alimentar.

© 2021 Todos os Direitos Reservados